placardpt
      Mundial 2002
      Grandes jogos

      Brasil x Alemanha: Todo o Mundo tenta, mas só o Brasil é penta

      Texto por Vasco Sousa
      l0
      E0

      A qualificação foi tremida, a convocatória contestada e houve alguma polémica na caminhada até à final, mas o Brasil voltou a sagrar-se Campeão do Mundo, conquistando o penta, um registo nunca antes (e depois) alcançado por nenhuma outra seleção

      O Mundial das surpresas

      O Mundial 2002 foi, no mínimo, surpreendente. Foi o primeiro disputado no continente asiático, o primeiro disputado em dois países e reservou inúmeras surpresas. Logo na fase de grupos, a Campeão do Mundo e da Europa França foi eliminada, assim como a Argentina, para muitos um dos maiores candidatos ao título. Itália, Espanha ou Inglaterra foram entretanto eliminadas e a final foi disputada entre dois pesos pesados, Brasil e Alemanha – que se defrontaram pela primeira vez em Campeonatos do Mundo.

      O caminho dos finalistas

      O Brasil de Scolari chegava à final com algum favoritismo. Os três R's do ataque (Ronaldinho, Rivaldo e Ronaldo) espalhavam magia e decidiam um jogo a qualquer instante e permitiam ao Brasil chegar ao jogo decisivo 100% vitorioso. Já a Alemanha chegava ao jogo decisivo de forma muito sofrida. Paraguai, Estados Unidos e Coreia do Sul foram todos derrotados pela margem mínima perante equipa que assentava no rigor defensivo e na excelente forma do guarda-redes Kahn. Contudo, os germânicos não podiam contar com a estrela da equipa: Ballack, que marcou os golos decisivos nos quartos e meias-finais, devido a castigo (como acontecera na final da Champions dessa temporada ao então jogador do Bayer Leverkusen).

      Fenómeno decidiu

      O jogo da final foi equilibrado. A Alemanha entrou melhor, mas rapidamente o Brasil ganhou o controlo da partida. Em cima do intervalo, Kleberson (uma das grandes revelações do Mundial) atirou de fora da área à barra. No início da segunda parte, num livre direto marcado de muito longe, Neuville atirou ao poste (com Marcos a desviar). Pouco depois, o momento do jogo: Ronaldo ganhou a bola no meio campo ofensivo, deu a bola a Rivaldo que rematou de fora da área, mas fraco e à figura de Kahn. O guarda-redes, o grande responsável pela presença da Alemanha na final e que tinha sido considerado o melhor jogador do Campeonato do Mundo pela FIFA, não segurou uma bola aparentemente fácil e Ronaldo aproveitou para inaugurar o marcador.

      A Alemanha tentou reagir, mas o Brasil é que voltaria a marcar, com Ronaldo a bisar, isto depois de uma bela jogada coletiva que envolveu ainda Kleberson e Rivaldo. Estava feito o 2x0 e a confirmação que a Canarinha se voltaria a sagrar campeã mundial.

      Terminado o jogo, Cafú ergueu a taça, ele que se tornara o primeiro (e único) jogador a disputar três finais do Mundial.

      É penta!

      Sete jogos, sete vitórias fizeram do Brasil um justo e incontestável campeão do Mundo, com Ronaldo a ser o jogador decisivo, cujo nome na convocatória tinha sido algo contestado já que até ao Mundial só tinha realizado sete jogos no ano de 2002 devido às imensas lesões sofridas. O destino gosta destas coisas e fez dele o herói da final e a estrela do penta brasileiro.

      Capítulos
      Comentários (0)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      EAinda não foram registados comentários...
      jogos históricos
      U Domingo, 30 Junho 2002 - 12:00
      Nissan Stadium
      Pierluigi Collina
      0-2
      Ronaldo 67' 79'
      Estádio
      Nissan Stadium
      Lotação72327
      Medidas107x72
      Inauguração1998