placardpt
Paris SG elimina FC Barcelona

Barcelona, lembras-te de mim?

O doce sabor da vingança. Sete anos depois da épica reviravolta de Camp Nou, o Paris SG vingou-se. Esta terça-feira, os parisienses deram a provar do mesmo veneno ao FC Barcelona. No regresso à Catalunha, agora no Olímpic Lluís Companys, os franceses venceram por 1-4 e recuperaram a desvantagem da primeira mão.

Sete anos volvidos, um nome em comum: Luis Enrique. Obreiro da grande remontada de 2016/17 ao leme dos espanhóis, o técnico conseguiu agora novo feito do género na Cidade Condal, mas... com a camisola do rival. Um dia herói, o treinador foi esta noite vilão para a nação blaugrana, mas não foi o único: Ousmane Dembélé, antigo jogador dos catalães, regressou a Barcelona debaixo de um forte coro de assobios a cada toque na bola, aos quais respondeu com magia pura no relvado.

A mão marota de Ronald

Os gauleses apresentaram-se na Catalunha sabendo que a vantagem estava do lado contrário e, por isso, tinham de correr atrás do prejuízo. Fiéis a essa ideia, os homens vestidos de branco cedo imprimiram um ritmo elevado na partida e fizeram o adversário recuar no terreno. Os primeiros dez minutos foram jogados praticamente em meio-campo, com o Paris SG a controlar a partida.

Perante o que se viu nos minutos iniciais, não era de esperar que a primeira equipa a abrir o marcador fosse a da casa. Porém, quem tem um talento como Lamine Yamal sujeita-se a que tal aconteça. O jovem extremo recebeu um passe longo de Ronald Araújo no flanco direito, desmontou por completo Nuno Mendes com a mudança de velocidade e assistiu Raphinha para o 1-0.

Coeso defensivamente e eficaz na primeira ocasião, o FC Barcelona cavou um fosso de dois golos no agregado e tudo parecia correr de feição ao conjunto comandado por Xavi Hernández. Em cima da meia hora, tudo desmoronou com a mão marota de Araújo. Perante um velocíssimo Bradley Barcola, que seguia em velocidade rumo à baliza, o defesa central uruguaio não resistiu, colocou a mão no ombro do adversário e derrubou-o. Cartão vermelho direto, catalães em inferioridade numérica e o domínio parisiense a acentuar-se.

A partir daí, só deu Paris SG até ao intervalo. A esforço, os homens da casa sobreviveram aos primeiros assaltos, mas a resistência foi quebrada ao minuto 40: Barcola, sempre irrequieto pelo flanco esquerdo, cruzou na direção do segundo poste e Dembélé encheu o pé para empatar e dar mais força aos apupos vindos da bancada.

Carimbo galáctico

Já sem Yamal, o guerreiro sacrificado para recompor a defesa após a expulsão de Araújo, Xavi Hernández confiou a Raphinha toda a criatividade do trio da frente e a Robert Lewandowski a frieza de finalizar as ocasiões que eventualmente aparecessem. Mas antes que isso acontecesse, Vitinha tratou de empatar a eliminatória com um grande pontapé de meia distância.

A resposta até podia ter sido a melhor possível para os anfitriões, mas Ilkay Gundogan não teve pontaria. Seguiram-se momentos de maior emoção e menor discernimento: Xavi Hernández não se conteve nos protestos, recebeu ordem de expulsão e foi a cara de um FC Barcelona emocionalmente perdido por momentos. Logo a seguir, João Cancelo derrubou o endiabrado Dembélé dentro da área e apareceu Kylian Mbappé para desferir o primeiro golpe e consumar a reviravolta na eliminatória.

Com muito coração, os catalães tentaram ir em busca do golo que empatasse novamente as contas. Lewandowski não o fez porque Donnarumma foi intransponível e Raphinha porque não teve pontaria para a baliza. Sempre atento à transição, o Paris SG teve a oportunidade que tanto esperava em cima do minuto 90 e, embora Marc-André ter Stegen ainda tenha defendido os dois primeiros remates, nada pôde fazer para travar o terceiro. Mbappé, que há muito é apontado como o próximo galáctico e que se pode vir a tornar rival catalão a todo um outro nível, assinou o segundo da conta pessoal e fechou o marcador.

Sete anos depois, o fantasma de Barcelona está no passado, morto pelo mesmo homem que o criou, Luis Enrique. O projeto megalómano com dedo qatari, que sempre teve o título europeu como grande objetivo, está mais perto de o conseguir. Só o Borussia Dortmund, que tombou o Atlético Madrid, separa o Paris SG do regresso à final da Liga dos Campeões, depois do vice de 2019/20.



jogos históricos
U Terça, 16 Abril 2024 - 20:00
Olímpic Lluís Companys
István Kovács
1-4
Raphinha 12'
Ousmane Dembélé 40'
Vitinha 55'
Kylian Mbappé 61' (g.p.) 89'

ESTÁDIO

Olímpic Lluís Companys
Lotação55 926
Medidas105 x 68
Inauguração1927
Lances Capitais
12´
GOLO Barcelona!
Raphinha marca
29´
Cartão vermelho para Ronald Araújo (Barcelona)
40´
GOLO Paris SG!
Ousmane Dembélé marca
55´
GOLO Paris SG!
Vitinha marca
57´
Cartão vermelho para Xavi Hernández (Barcelona)
61´
GOLO Paris SG
Kylian Mbappé marca de grande penalidade!
89´
GOLO Paris SG!
Kylian Mbappé marca
Positivo
Muita maturidade

A exibição de Ousmane Dembélé é de uma enorme maturidade. Conseguiu abstrair-se do ambiente hostil e fazer aquilo que melhor sabe: jogar futebol. E que exibição de encher o olho, dificultando muito a vida a João Cancelo.

Negativo
Abordagem infantil

Não há como esconder: Ronald Araújo está diretamente ligado ao desfecho da eliminatória. Uma abordagem infantil do defesa central uruguaio e que custou muito caro aos catalães.

Forma
Barcelona
2023/2024
46J
30V
8E
8D
93-59G
Paris SG
2023/2024
44J
29V
11E
4D
106-40G
O Árbitro

István Kovács nem sempre pareceu ter o jogo controlado. Há um lance onde Ilkay Gundogan fica a pedir grande penalidade e parece existir um contacto com o médio alemão na área, mas fica a dúvida se suficiente para ser passível de grande penalidade.

Comentários

Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
IN
Foleirice
2024-04-17 13h36m por Infestante
Tão fofinho que é este site quando "desmontou por completo Nuno Mendes" (como se tivesse sido algo espetacular) e depois não há referência que foi o mesmo Nuno Mendes que isolou o Bradley Barcola e colocou a defesa na situação que deu na expulsão do Araújo.
OJaime_Pacheco
2024-04-17 10h49m por Echelon77
Parece as declarações do Xavi, sem fundamento!
O PSG ganhar estraga o futebol, mas o Barça já não.
Uma equipa que anda cheia de dívidas e à rasca mas mesmo assim há investimentos um tanto questionáveis. . .
Os investimentos de Barcelona e Real Madrid ao longo dos anos achas que foi de quê?
Também não houve injeções de capital sabe-se lá de onde nem nada, ainda em fases em que não havia fair play financeiro como é hoje. . .
Como é que montaram equipas de "galácticos" anos após anos. . .
Fcpflaw2506
2024-04-17 10h23m por rubenferreira877
Eu refiro-me a cadeia de clubes com o mesmo dono, isso sim mata o futebol. . .

Nao vejo o odio que muito gente tem pelo PSG por exemplo pelo city? qual a diferenca?? é o pais do Sheik?

Ou do Chelsea, so porque nao é arabe?

Enfim, criterios.
OJaime_Pacheco
2024-04-17 09h45m por rubenferreira877
Acho engracado que quando o city ganha ja nao perde o futebol. . .

Caso nao saibas o PSG foi o UNICO dos ricos a querer travar a Superliga, O UNICO, os outros voltaram com a palavra atras bem depois.

Teres Grupos Citys, Grupos Red Bull e Grupos Textor é que mata o futebol. . . nao ves o PSG com clubes satelite mas voces imbirram com o PSG pronto, parece que é o unico com dinheiro sujo dos arabes. . . enfim, talvez tivesse um treinador como Guardiola ja nao ...ler comentário completo »
AL
fcpinvicta
2024-04-17 08h40m por Alvibranco
Só não foi por 20M porque em Inglaterra era demasiado verdinho e a Premier League era muito para ele ainda.

O Wolves deve estar arrependidissimo. Deviam ter confiado mais no agente que lhes levou montes de talento e osmfez crescer tanto. . .

Mas sim, mais um exemplo da gestão podre que norteia o nosso clube. Rúben Neves foi outro. . .

Fora os que saem a custo zero todos os anos que ainda é mais vergonhoso
PSG
2024-04-17 02h43m por moumu
Não estava à espera depois do bom jogo do Barça em casam as parabéns a Mbappé e companhia penso aliás que são favoritos contra o BVB e talvez possa ser o ano de levantarem o inédio trófeu.
Infelizmente perde o futebol
2024-04-17 00h15m por OJaime_Pacheco
Espero que o P€G seja humilhado na próxima eliminatória.
PSG
2024-04-17 00h07m por Master_Guardiola
Não vi o jogo atentamente infelizmente, mas do que vi da eliminatória, o Vitinha foi o melhor jogador do PSG, de muito longe. Marcou golos decisivos, grandes golos e teve um desempenho brutal. Eu estava a torcer pela vitória do PSG na eliminatória, e felizmente eles conseguiram levar de vencida este Barcelona. Mas uma coisa também digo, não fosse a expulsão do Ronald Araújo e acho que o Barcelona limpava este PSG. Mas isso nunca saberemos.

PS: O Mbappé deve ter mesmo o ...ler comentário completo »
Vitinha
2024-04-16 22h24m por fcpinvicta
40M, quase despachado por 20. Deixo só isto aqui, e não é de hoje.

OUTRAS NOTÍCIAS

Euro
Assista ao vídeo de 6 minutos
Neste documentário, que puxa a fita atrás até ao Euro 2004, mas com uma passagem inevitável em 2016, é recordada toda a simbiose criada no Campeonato da Europa que ...