história
Clubes

Sporting Futsal

Texto por Bruno Filipe Simões
l0
E0
Um crescimento sustentado, com bases sólidas, à semelhança do que foi acontecendo com a própria modalidade que, tal como o Sporting, teve de ganhar o seu espaço.

Apesar dos primeiros indícios da modalidade (com jogos amigáveis e regras pouco definidas) terem surgido na década de 1950, o futsal leonino surge, oficialmente, apenas a 4 de março de 1985, na altura como futebol de salão.

Mais de três décadas depois, o Sporting – que evoluiu do futebol de salão para o futebol de cinco e depois para o futsal – é uma das potências indiscutíveis do futsal mundial, com uma história muito rica e digna de se contar.

Os primórdios a nível distrital

Menos de duas semanas depois da criação da secção, foram realizados os primeiros treinos de captação para a nova modalidade verde e branca, com a estreia oficial a acontecer menos de um mês depois, no Torneio de Primavera, um torneio não oficial.

Provas oficiais, essas, só na época seguinte, em 1985/86, com a primeira competição oficial da modalidade (à data com o nome Futebol de Salão) disputada em Portugal: o Campeonato Distrital de Lisboa, organizado pela Associação de Futebol de Lisboa e ganho pelo Sporting.

Na época seguinte, 1986/87, surgiu a famosa Taça Comunicação Social, também organizada pela AF Lisboa, num claro sinal de crescimento da modalidade… que rapidamente passou a ter campeonatos nacionais, perante o domínio lisboeta do Sporting na adolescência da modalidade.

Eis os Nacionais!

A modalidade ia crescendo de uma forma avassaladora e não foi surpresa a implementação da primeira prova nacional, organizada pela Federação Portuguesa de Futebol: a Taça Nacional, antecessora do Campeonato Nacional, que acabou por ser vencida pelos leões.

Numa altura em que o futebol de salão ainda ia sofrendo alterações significativas em termos de jogabilidade e estruturação, a primeira época de Campeonato Nacional (1992/93) coincidiu com a primeira de Orlando Duarte no Sporting, contratado ao Atlético CP para comandar os destinos dos leões.

Mantendo-se por lá até 2001, Orlando Duarte foi obreiro de cinco campeonatos conquistados, dando sustentabilidade a um projeto que ia ganhando, cada vez mais, contornos de internacionalização… que começou com a conquista da Taça Latina, em 1997/98, um torneio não oficial que o Sporting venceu perante o Atlético CP, Milan e Barcelona.

A Europa e um rival para o Leão

O crescimento já não se podia controlar e os primeiros vestígios europeus do futsal (ainda futebol de salão) surgiram na viragem do século, com o Sporting a participar na primeira edição – não oficial – da Taça dos Campeões Europeus, a antecâmara da UEFA Futsal Cup, perdendo os jogos que disputou perante Glama Brijec Zagreb e Dínamo de Moscovo.

E foi no meio da revolução da modalidade (que passou a futsal, definitivamente, em 2002, pela UEFA) que o Sporting conheceu aquele que havia de ser, também no futsal, o seu grande rival: o Benfica, que criaria a sua secção em 2001.

Esse mesmo ano – 2001 – tem também a particularidade de ter testemunhado a primeira edição da oficial e mítica UEFA Futsal Cup, com a primeira final four a ser organizada pelo Sporting, no então Pavilhão Atlântico. E desde aí que há uma relação de amor/ódio entre os leões e a principal prova europeia…

Há espaço para os dois

Se dúvidas havia, o Benfica rapidamente as dissipou. Na segunda época na modalidade, o título foi para a Luz e o Sporting percebeu que havia um rival com mais ‘estofo’ que históricos como Correio da Manhã, Miramar ou Freixieiro.

Desde o surgimento do Benfica no futsal, os títulos foram sendo repartidos, com poucos períodos de hegemonia no futsal nacional de qualquer uma das duas equipas.

Assim foi na primeira década do novo século, com o Sporting a conquistar oito títulos nacionais… sempre com a casa às costas, após o desaparecimento da Nave de Alvalade, em 2004.

A era Nuno Dias

Nuno Dias marcou, definitivamente, uma era no futsal leonino. A chegada do técnico, em 2012/13, mudou o paradigma do Sporting, que se sentia cada vez mais ameaçado, depois de muitas finais do play-off entre os rivais de Lisboa. E após um título europeu encarnado, que continua a fugir em Alvalade

Ao longo de quase 20 anos de provas europeias, o Sporting já marcou presença em seis final fours e não conseguiu qualquer título, naquela que parece ser uma prova maldita para o leão, após fortes investimentos.

Pelo meio da era Nuno Dias, o Sporting perdeu o mítico capitão João Benedito, mas recuperou um pouco da hegemonia conquistada no pré-Benfica, cimentando também a sua posição a nível europeu. Ganhou, igualmente, 13 anos depois, uma nova casa: o Pavilhão João Rocha!

Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
Tópicos Relacionados