história
Jogadores

Wolfgang Overath: o maestro de Colónia

Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
Wolfgang Overath faz parte de uma velha estirpe de jogadores que hoje está em vias de extinção, falamos obviamente dos jogadores que só vestiram a camisola de um clube ao longo da sua carreira, que os ingleses chamam de «one-club man». Overath é um Geißböcke, cabra-montesa, nome por que são conhecidos os jogadores e adeptos do 1. FC Köln, mais conhecido entre nós por Colónia.

Ao longo da sua excecional carreira Overath vestiu a camisola dos brancos e vermelhos de Colónia em 409 ocasiões, apontando 83 golos, um número interessante para um médio. 

Primeiros anos

Os primeiros passos na carreira deu no modesto SSV Siegburg 04, clube da sua terra natal, Siegburg, na Renânia do Norte-Vestefália, onde nasceu durante a Segunda Guerra Mundial, a 29 de setembro de 1943. 

Com Alemanha ocupada e dividida pelos aliados, Overath cresceu num país destruído. A Alemanha da segunda metade da década de 40 era bem diferente do que hoje conhecemos. Tal como os seus conterrâneos, Overath conviveu com dificuldades extremas nos primeiros anos de vida. Diz-se que muito do caráter germânico do pós-guerra se formou nestes anos de dificuldade. Overath certamente não discordará dessa ideia.

Em Siegburg cresceu dividido entre a escola e a bola. Cedo deu nas vistas e passou a fazer parte das convocatórias da Deutsche Jugend-Fußballnationalmannschaft, ou se preferirem, das seleções jovens alemãs de futebol.

Em 1961 participou no Campeonato no Torneio Junior da UEFA, de boa memória para Portugal que organizou e venceu a competição. Um ano mais tarde participou na prova que se disputou na Roménia. Ainda durante o ano de 1962 mudou-se para Colónia, a maior cidade da região, para vestir a camisola do 1. FC Köln. Era o começo de uma longa história de amor.

Estrela emergente

Junto ao Reno Overath encontraria o sucesso. O 1. FC Köln conquistara o título de Campeão da Alemanha Federal em 1962 e como tal era uma das principais equipas do país.

Overath não entrou logo na equipa e teve de esperar até à época de 1963/64 para finalmente vestir a camisola do clube num jogo oficial. Disputava-se a primeira edição da Bundesliga, a nova prova que substituía o ultrapassado modelo do Campeonato Alemão, baseado num sistema de provas regionais e play-off final.

O jovem foi titular no jogo com o Saarbrücken a 24 de agosto de 1963 e apontou o primeiro dos dois golos da vitória dos «bodes». A época seria memorável e o Colónia conquistou a primeira edição da Bundesliga, sagrando-se campeão da Alemanha pela segunda vez.

Para se ter ideia da dimensão do feito, o terceiro (e até já último) título da história do clube chegaria no ano seguinte a Overath pendurar as botas... Pelo meio Overath seria vice-campeão em duas ocasiões: 1965 e 1973. Venceria a Taça da Alemanha em duas ocasiões, 1968 e 1977, prova em que apontou 19 golos em 59 encontros, e jogou e perdeu três finais (1970, 1971 e 1973).

Carreira na Mannschaft

Ao serviço da seleção brilhou entre 1963 e 1974, disputou três campeonatos do Mundo, terminando sempre no pódio. Finalista vencido em 1966, marcaria o golo da vitória sobre o Uruguai no jogo de atribuição da medalha de bronze em 1970.

Quatro anos depois apontou dois golos no mundial. Um contra a Austrália na vitória por 3x0 ainda na primeira fase e outro no jogo com a Suécia (vitória por 4x2) na segunda fase de grupos. 

Fez parte do «onze» que venceu (2x1) a Holanda na final de Munique, exibindo o número 12 nas costas, número que ficara seu desde o mundial de 1966. 

Overath faz parte de um grupo exclusivo de jogadores - todos alemães - que conseguiram pelo menos uma medalha de ouro, uma medalha de prata e uma de bronze em mundiais, juntamente com Franz Beckenbauer, Sepp Maier e Miroslav Klose. 

Fotografias(2)

Wolfgang Overath
wolfgang overath,jogador,
Capítulos
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
Tópicos Relacionados