placardpt
      Harpastum
      Evolução do Jogo

      Futebol no tempo dos Romanos: o Harpastum

      Texto por João Pedro Silveira
      l0
      E3

      Harpastum, também denominado em certas fontes históricas como Harpustum, era um jogo de bola, disputado com os pés e mãos, jogado pelos romanos, muito popular em Roma durante 700 a 800 anos. Era utilizada uma bola pequena, do tamanho de um punho cheio, talvez das mesmas dimensões de uma bola de softball, fabricada com um material de que não chegou registo aos nossos dias, mas que todas as fontes indicam de grande consistência, que tornavam o esférico duro e um pouco pesado.

      Alguns historiadores consideram que o Harpastum é uma versão do antigo jogo de bola grego, o Episkyros, e que a palavra Harpastum é uma latinização do grego ἁρπαστόν (harpaston), neutro de ἁρπαστός (harpastos), que significa «levado, transportado», do verbo ἁρπάζω (harpazo), «Aproveitar, arrebatar». Os romanos conheciam-o o também por «jogo da bola pequena». 

      A Grécia terá sido a origem do jogo que foi descoberto pelos romanos aquando da conquista romana da Macedónia e da Grécia em 146 a. C. Nas cidades gregas, jogavam-se então dois jogos de que há registo: o já mencionado Episkyros e o Phaininda, que por certo serão os antepassados diretos do Harpastum romano.

      Um jogo de técnica

      Atendendo às crónicas da época que referem o Harpastum, o jogo teria muitas parecenças com o atual râguebi. Entre o que sabemos do jogo, há certeza de que era disputado por 5 a 12 jogadores, num campo rectangular onde se desenhava uma linha no chão a meio do terreno de jogo, e que as duas equipas tentariam manter a posse de bola do seu lado do campo, tentando impedir que o adversário se apoderasse dela.

      Ao contrário do futebol, ou do râguebi, o objetivo seria transportar a bola de volta para o seu terreno de jogo, uma vez recuperada a posse de bola e depois fazê-la passar por diversos jogadores. Uma regra importante do jogo era que apenas o portador da bola podia sofrer um tackle.

      Essa importante limitação, provocou por certo um grande desenvolvimento das táticas tanto de passe como de intercepção de bola, assim como terá ajudado a desenvolver sofisticadas técnicas e dribles para fugir aos ataques do adversário. Tal como o râguebi moderno, no jogo romano pouco se recorria ao uso dos pés, mas um jogador era livre de passar e dominar a bola, tanto de uma forma como de outra. 

      Um exercício militar

      Os relatos históricos não nos indicam a existência ou não de uma pontuação, e não há possibilidade de se saber sob que regras se disputavam as partidas, o que torna impossível voltar a disputar uma partida de um jogo que se tornou muito famoso, particularmente entre os legionários romanos, que quando se encontravam longe de casa, disputavam os mais diversos jogos para ocupar os tempos livres. 

      Confirmados são os relatos de jogos disputados um pouco por todo o Império, assim como de grupos de crianças que jogavam à bola no meio da rua das principais cidades como Roma. Cícero, faz menção de um famoso caso em que um homem faleceu numa barbearia, por culpa de uma bola chutada contra o barbeiro enquanto este usava a navalha para fazer a barba a um cliente.

      Júlio César, que muito provavelmente terá jogado o jogo na sua juventude, era um entusiasta da prática de Harpastum pelas suas legiões, e há relatos de jogos durante as suas campanhas na Gália e na Britannia. 

      Além das referências históricas, há também uma evidência arqueológica do jogo, que pode ser encontrada em Sinj, perto de Trilj, na Croácia, nas ruínas de um antigo acampamento militar romano, onde foi encontrado um túmulo que mostra um rapaz a segurar uma bola de Harpastum na sua mão, indicando que o jogo teria a sua importância, para um jovem ser recordado no post-mortem pelos seus feitos como jogador. Na mesma estátua, podemos ainda constatar a forma hexagonal da bola, que surpreendentemente faz recordar uma bola de futebol do nosso tempo.

      This game was apparently a romanized version of a Greek game called phaininda (Greek: φαινίνδα[4]), or of another Greek game called ἐπίσκυρος (episkuros).[5][6][7][8][9][10] It involved considerable speed, agility, and physical exertion. Little is known about the exact rules of the game, but sources indicate the game was a violent one with players often ending up on the ground. In Greece, a spectator (of the Greek form of the game) once had his leg broken when he got caught in the middle of play.Harpastum, also known as Harpustum, was a form of ball game played in the Roman Empire. The Romans also referred to it as the small ball game. The ball used was small (not as large as a follis, paganica, or soccer-sized ball) and hard, probably about the size and solidity of a softball. The word harpastum is the latinisation of the Greek ἁρπαστόν (harpaston),[1] the neuter of ἁρπαστός (harpastos), "carried away",[2] from the verb ἁρπάζω (harpazo), "to seize, to snatch".[3]
      This game was apparently a romanized version of a Greek game called phaininda (Greek: φαινίνδα[4]), or of another Greek game called ἐπίσκυρος (episkuros).[5][6][7][8][9][10] It involved considerable speed, agility, and physical exertion. Little is known about the exact rules of the game, but sources indicate the game was a violent one with players often ending up on the ground. In Greece, a spectator (of the Greek form of the game) once had his leg broken when he got caught in the middle of play.
      Comentários (5)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      TC
      deveras interessante!
      2012-12-03 03h35m por tconstantino
      O meu bem-haja! Um artigo simples, mas deveras interessante em variados aspectos! Oxalá que publiquem mais artigos deste género. Cumprimentos.
      SY
      Parabéns
      2012-12-02 17h28m por symonyto
      Acho importante e interessante fazerem estes artigos sobre História ligada ao futebol.
      Parabéns e continuem assim.
      ZeroZero
      2012-12-01 01h31m por RFBMarques
      Muito boa iniciativa. . . gostei muito!!
      grande Tema
      2012-11-30 19h04m por goncalo1993
      Muitos Parabéns ZEROZERO por mais um excelente tema apresentado no site, fizeram um tema diferente de todos os outros que já fizeram ate hoje, focando o foco em Historia muito antiga (Antes de Cristo), algo que me fascina bastante, sou um grande fã de Historia e este artigo esta espetacular, espero ver mais temas do género aqui :)
      erro
      2012-11-30 17h00m por UnitedRepublix
      há um erro logo no início do texto. está escrito ''pése mãos'', e era suposto ser ''pés e mãos''