Playmaker - O futebol em números!

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

TondelaPortugal
PortugalSporting
SportingPortugal
CazaquistãoAstana
BragaPortugal
FrançaMarseille
história
Jogadores

Jürgen Klinsmann: o «Bombardeiro Dourado»

2012/07/29 22:36
Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
Göppigen e Estugarda

Graças à sua habilidade aérea e aos seus cabelos loiros, ficou conhecido no futebol alemão como o «Bombardeiro Dourado», mas os adeptos do futebol também o conheciam pelo esclarecedor nome de Kataklinsmann.

Nascido em Göppingen, o jovem Jürgen começou a praticar futebol desde tenra idade, experimentando todas as posições no campo, da baliza até ao ataque, mas seria a jogar como avançado na área adversária que ganhou notoriedade nos jogos.
 
Depois da família mudar-se para Estugarda, acabou por mudar-se para o Stuttgart Kickers, onde fez toda a sua formação como jogador. Após três anos de sucesso no segundo clube da cidade, surgiu a proposta para representar o VBF Stuttgart, o grande clube de Estugarda e um dos grandes da Alemanha. Klinsmann não hesitou e mudou-se para o rival onde ganharia o seu primeiro troféu de goleador e seria chamado pela primeira vez à Mannschaft, além de jogar a sua primeira final europeia, uma Taça UEFA, então perdida para o Nápoles de Maradona.
 
Experiência em Itália
 
Em 1989/90, já depois de se ter consagrado como um terror das balizas adversárias na Bundesliga, foi convidado para se juntar ao Inter de Milão, que acabara de ser campeão, e que contava com Matthäus e Brehme na equipa.
 
No trio germânico interista, formado para rivalizar com o trio holandês do Milan (van Basten, Rijkaard e Gullit), Klinsmann nunca conseguiu igualar a capacidade goleadora que demonstrara na Alemanha natal.
 
Campeão do Mundo
 
Já na seleção, após o fracasso alemão no Euro 88, onde debutara, Klinsmann e a R.F.A. emendaram a mão, e chegaram ao mundial de Itália com objetivo de conquistar o título que já escapava de 1974.
 
Jürgen apontou três golos na caminhada para a grande final contra a Argentina. Depois das derrotas nas finais de 1982 e 1986, os alemães ocidentais não perdoaram e conquistaram o seu terceiro cetro mundial, batendo a equipa de Maradona no Estádio Olímpico, com o golo solitário de Brehme, após a conversão de uma duvidosa grande penalidade.
 
Depois da glória no mundial, continuou a sua malapata no Inter, onde além de uma UEFA conquistada em 1991 poucos mais resultados de relevo pôde apresentar. Em 1992 mudou-se para o Monte Carlo, onde representou o clube do principiado, novamente sem grande sucesso.
 
Na Mannschaft, e já depois da reunificação alemã, as coisas continuaram a não correr na perfeição. No Euro 1992, Klinsmaan perdeu a sua primeira final, contra a Dinamarca (0x2). Dois anos depois, no mundial dos Estados Unidos, a Alemanha caiu nos quartos às mãos da Bulgária de Stoichkov e companhia, contudo o Bombardeiro apontou cinco golos em cinco jogos, saindo da prova com o seu estatuto imaculado, apesar dos seus já trinta anos.
 
Após o mundial, surpreendeu tudo e todos ao deixar o Monaco rumo ao Tottenham, tendo o clube londrino pago dois milhões de libras pelo seu passe. 
 
Superstar em Londres
 
Nos spurs, a sua chegada provocou grande desconfiança e polémica, por ter ajudado a eliminar a Inglaterra em 1990 e 1996, e por ter fama de se «atirar para a piscina». Mas os seus 29 golos e belíssimas exibições, além do seu sentido de humor, fizeram com que se tornasse um caro sério de popularidade no clube e no país.
 
Mais de 150 mil camisolas com o seu nome foram vendidas, os jornais escreviam-lhe louvores, teve direito a uma estátua sua no famoso Museu de cera Madame Tussaud´s, e sem surpresa, foi eleito como o jogador do ano na Premier League.
 
Bayern e Euro 96
 
Como um cometa, passou pelo futebol inglês, saindo logo após a primeira época rumo ao Bayern de Munique. Em Londres, garantiu um lugar no coração de todos os spurs, e uma presença na história do clube.
 
Em Munique ainda foi a tempo de conquistar mais uma UEFA, além de finalmente poder sagrar-se campeão nacional de futebol, após nunca o ter conseguido em todos os clubes onde tinha jogado.
 
Apesar dos golos e dos títulos, a sua estadia em Munique revelou-se problemática, iniciando uma pequena guerra com o seu antigo colega Matthäus. Acusações de parte a parte, levariam Klinsmann a sair do clube rumo à Sampdoria de Itália.
 
Na seleção, uma lesão de Matthäus, tornou possível a Klinsmann tornar-se o capitão da equipa e ter a honra de levantar a Taça na final do Campeonato da Europa, ganhando o estatuto de lenda do futebol teutónico.
Em 1989/90, já depois de se ter consagrado como um terror das balizas adversárias na Bundesliga, foi convidado para se juntar ao Inter de Milão, que acabara de ser campeão, e que contava com Matthäus e Brehme na equipa.
 
No trio germânico interista, formado para rivalizar com o trio holandês do Milan (van Basten, Rijkaard e Gullit), Klinsmann nunca conseguiu igualar a capacidade goleadora que demonstrara na Alemanha natal.
 
Já na seleção, após o fracasso alemão no Euro 88, onde debutara, Klinsmann e a R.F.A. emendaram a mão, e chegaram ao mundial de Itália com objetivo de conquistar o título que já escapava de 1974.
 
Jürgen apontou três golos na caminhada para a grande final contra a Argentina. Depois das derrotas nas finais de 1982 e 1986, os alemães ocidentais não perdoaram e conquistaram o seu terceiro cetro mundial, batendo a equipa de Maradona no Estádio Olímpico, com o golo solitário de Brehme, após a conversão de uma duvidosa grande penalidade.
Após três anos de sucesso no segundo clube da cidade, surgiu a proposta para representar o VBF Stuttgart, o grande clube de Estugarda e um dos grandes da Alemanha. Klinsmann não hesitou e mudou-se para o rival onde ganharia o seu primeiro troféu de goleador e seria chamado pela primeira vez à Mannschaft, além de jogar a sua primeira final europeia, uma Taça UEFA, então perdida para o Nápoles de Maradona.Graças à sua habilidade aérea e aos seus cabelos loiros, ficou conhecido no futebol alemão como o «Bombardeiro Dourado», mas os adeptos do futebol também o conheciam pelo esclarecedor nome de Kataklinsmann.
Nascido em Göppingen, o jovem Jürgen começou a praticar futebol desde tenra idade, experimentando todas as posições no campo, da baliza até ao ataque, mas seria a jogar como avançado na área adversária que ganhou notoriedade nos jogos.
Depois da família mudar-se para Estugarda, acabou por mudar-se para o Stuttgart Kickers, onde fez toda a sua formação como jogador.
 
Após três anos de sucesso no segundo clube da cidade, surgiu a proposta para representar o VBF Stuttgart, o grande clube de Estugarda e um dos grandes da Alemanha. Klinsmann não hesitou e mudou-se para o rival onde ganharia o seu primeiro troféu de goleador e seria chamado pela primeira vez à Mannschaft, além de jogar a sua primeira final europeia, uma Taça UEFA, então perdida para o Nápoles de Maradona.Graças à sua habilidade aérea e aos seus cabelos loiros, ficou conhecido no futebol alemão como o «Bombardeiro Dourado», mas os adeptos do futebol também o conheciam pelo esclarecedor nome de Kataklinsmann.
Nascido em Göppingen, o jovem Jürgen começou a praticar futebol desde tenra idade, experimentando todas as posições no campo, da baliza até ao ataque, mas seria a jogar como avançado na área adversária que ganhou notoriedade nos jogos.
Depois da família mudar-se para Estugarda, acabou por mudar-se para o Stuttgart Kickers, onde fez toda a sua formação como jogador.
 
Após três anos de sucesso no segundo clube da cidade, surgiu a proposta para representar o VBF Stuttgart, o grande clube de Estugarda e um dos grandes da Alemanha. Klinsmann não hesitou e mudou-se para o rival onde ganharia o seu primeiro troféu de goleador e seria chamado pela primeira vez à Mannschaft, além de jogar a sua primeira final europeia, uma Taça UEFA, então perdida para o Nápoles de Maradona.Graças à sua habilidade aérea e aos seus cabelos loiros, ficou conhecido no futebol alemão como o «Bombardeiro Dourado», mas os adeptos do futebol também o conheciam pelo esclarecedor nome de Kataklinsmann.
Nascido em Göppingen, o jovem Jürgen começou a praticar futebol desde tenra idade, experimentando todas as posições no campo, da baliza até ao ataque, mas seria a jogar como avançado na área adversária que ganhou notoriedade nos jogos.
Depois da família mudar-se para Estugarda, acabou por mudar-se para o Stuttgart Kickers, onde fez toda a sua formação como jogador.
 
Após três anos de sucesso no segundo clube da cidade, surgiu a proposta para representar o VBF Stuttgart, o grande clube de Estugarda e um dos grandes da Alemanha. Klinsmann não hesitou e mudou-se para o rival onde ganharia o seu primeiro troféu de goleador e seria chamado pela primeira vez à Mannschaft, além de jogar a sua primeira final europeia, uma Taça UEFA, então perdida para o Nápoles de Maradona.
Fotografias(3)
Jürgen Klinsmann
Capítulos
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
TEXTO DISPONÍVEL EM...
História
História
História
Competição