betclicpt
      Liga Portuguesa 2012/13
      Grandes jogos

      Benfica x Sporting: Limpinho, limpinho...

      Texto por João Pedro Silveira
      l0
      E1

      Poucos são os dérbis entre Benfica e Sporting que não tiveram um pouco de polémica, mas certamente que haverá poucos tão polémicos como o que envolveu benfiquistas e sportinguistas a 21 de abril de 2013.

      Perguntar a um sportinguista ou um benfiquista como foi este jogo é abrir a Caixa de Pandora. Uns vão lembrar o golo de Lima ou Salvio, outros vão lembrar o nome de João Capela e a sua polémica arbitragem.

      A análise à atuação do árbitro dista certamente entre o 8 e o 80, como convém nestes casos. Um fervoroso adepto leonino como Eduardo Barroso reclamava em fúria que Capela sonegara cinco penáltis aos leões, já por sua vez, um sorridente Rui Gomes da Silva, aceitaria que Capela "desse" um penálti ao Sporting, mas só o último, a três minutos do fim, «quando já estava 2x0». Até os portistas, interessados na luta pelo título, não ficaram de fora na discussão, com o treinador Vítor Pereira a referir-se à arbitragem e ao "limpinho, limpinho" nos dias seguintes...

      Um Sporting diferente

      O Benfica corria para o título, perseguido de perto pelo FC Porto. O Sporting vivia o seu annus horribilis, seguindo em 9.º lugar a 34 pontos de distância do líder Benfica.

      Quem viu aquele começo de jogo não podia acreditar que aquele Sporting era o mesmo que se arrastava pelo meio da tabela. Os leões entraram sem medo, dispostos a apanhar o Benfica de Jorge Jesus em contrapé.

      Na frente estava o holandês Ricky van Wolfswinkel, com Bruma de um lado e Capel do outro, apoiados pelas movimentações de André Martins. Logo aos seis minutos, o holandês apareceu sozinho na grande área encarnada e foi derrubado pelo argentino Garay, acabando por ainda tentar rematar a bola, mas falhando a baliza de Artur. Muito protestaram os leões, mas, dois minutos depois, o uruguaio Máxi Pereira derrubou Capel dentro da grande área. Em oito minutos, os leões queixavam-se que duas grandes penalidades tinham ficado por marcar. No banco, Jesualdo Ferreira sorria, abrindo os braços em direção a João Capela.

      Aos 23 minutos, o sérvio Matic entrou de forma descuidada sobre o sportinguista Bruma e no banco leonino todos saltaram em protesto com exigências de cartão vermelho para o benfiquista. O Sporting pareceu sentir o toque. Os jogadores protestavam e pareciam incapazes de manter o ritmo e a calma dos primeiros minutos. 

      À passagem dos 36 minutos, o argentino Salvio faz o 1x0 e o vulcão da Luz explodiu de alegria. Ao intervalo, o Sporting perdia, mas ainda não estava vencido.

      Magia de Gaitán e mais protestos

      A segunda parte começou com uma toada mais calma. Os leões continuavam nervosos, mas o Benfica, apesar do golo, parecia incapaz de mostrar a superioridade que evidenciara nas jornadas anteriores.

      Contudo, o jogo mudou de figura por volta do 74.º minuto, quando, depois de um mau alívio da defesa leonina, Enzo Pérez ganhou a bola e passou a Nicolás Gaitán que fez "um bonito" e fugiu à marcação de Rinaudo e André Martins para depois tabelar ao primeiro toque com Salvio e colocar logo em Lima que, de primeira, bateu Rui Patrício. Quatro toques na bola e um golo de antologia, o Sporting ia ao tapete.

      Até ao fim, "mosquitos por cordas" com Viola a pedir uma grande penalidade numa "placagem" de Máxi Pereira, que Capela deixou passar em claro.

      Terminado o jogo, Jorge Jesus incendiou as relações com o velho rival declarando que o Benfica fora melhor e que tinha vencido «limpinho, limpinho», provocando verdadeira fúria entre as hostes sportinguistas.

      Meses depois, Bruno de Carvalho ainda qualificava as declarações de Jesus como «palermas», demonstrando todo o azedume pelas declarações do Mestre da Tática.

      Para a história ficou um dos melhores golos do dérbi, uma arbitragem polémica e um adjetivo que para sempre acompanharia qualquer arbitragem menos feliz de João Capela...

      Capítulos
      Comentários (3)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      Capela
      2020-04-21 19h25m por manueldesousa
      Deste cá uma "limpeza". . .
      LE
      benfica-sportin g
      2020-04-21 17h33m por leoleoleo
      o pior sporting da historia mas mesmo assim teve de haver um arbitragem habilidosa (sim estou a ser simpatico mesmo)
      dos jogos mais ridiculos da historia recente do futebol portugues, 3 ou 4 penaltis do tamanho de uma casa e 1 ou 2 jogadores que se jogassem de verde nem acabavam o jogo
      :-)
      2016-02-08 17h34m por Thirteenth
      O Benfica-Sporting de 2015 vai ficar conhecido como o «limpíssimo, limpíssimo»
      jogos históricos
      U Domingo, 21 Abril 2013 - 20:15
      Estádio do Sport Lisboa e Benfica (Luz)
      João Capela
      2-0
      Toto Salvio 36'
      Lima 75'
      Tópicos Relacionados
      Estádio
      Estádio do Sport Lisboa e Benfica (Luz)
      Lotação64642
      Medidas105x68m
      Inauguração2003