X
história
Rivalidades

De Klassieker: Ajax x Feyenoord

Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
De Klassieker é uma verdadeira instituição holandesa, uma rivalidade desportiva fiel a rivalidade histórica que há muito separa a elegante e cosmopolita Amesterdão, da operária e humilde Roterdão.

©Anefo
É mais uma reedição da velha história da rivalidade entre as duas maiores cidades de um país. No caso dos Países Baixos entre a capital Amesterdão, cidade rica, centro de negócios e cultura, e Roterdão, o «Porto da Europa», urbe de marinheiros, operários fabris. 

Os refinados artistas de Amesterdão contra os rudes operários de Roterdão, é assim que muitos gostam de apresentar a épica rivalidade entre os dois maiores clubes das duas principais cidades dos Países Baixos. À imagem de um Liverpool x Manchester United, de um FC Porto x Benfica ou de um Real x Barcelona, um jogo entre Feyenoord e Ajax não só pára as duas cidades como divide grande parte do país. 

História antiga

«O Clássico», tradução literal de De Klassieker, é uma paixão holandesa que se disputa desde o longínquo ano de 1921. O primeiro embate, a 9 de outubro em Roterdão, deu direito a um empate a duas bolas.

©Anefo
Meses depois, na cidade dos canais, o Ajax venceu por 2x0, em jogo da segunda volta da 1ste Klasse. A primeira vitória dos de Roterdão só chegaria ao quarto jogo, com uma vitória por 0x2 em casa do rival.

Ambos os clubes partilham uma rica história, com os dois a reclamarem para si o título de Campeão da Europa no seu palmarés. O Feyenoord (então ainda com antiga grafia Feijnoord) foi o primeiro a vencer a prova, seguido pelo Ajax que conquistou um tricampeonato sob a batuta de Johann Cruijff. O Ajax ainda venceria uma nova edição da prova nos anos 90, tendo pelo meio o PSV Eindhoven também se juntado ao exclusivo clube de equipas holandesas com sucesso na maior competição europeia.

©Anefo
Outra partilha entre os dois velhos rivais (e curiosamente também com o PSV) são as cores dos clubes: o vermelho e o branco, o que torna os clássicos do futebol holandês os mais monótonos, cromaticamente falando, da Europa.

Longa rivalidade

Johann Cruiff faz parte da lista de heróis que vestiram as duas camisolas. Primeiro pelo Ajax e muito mais tarde pelo clube de Roterdão, ao serviço do qual também conquistou o título. A esta lista de nomes ilustres juntam-se também craques como Johnny Rep e Ronald Koeman. 

©Anefo
O Ajax leva clara vantagem nos confrontos diretos, vencendo o Clássico em mais de metade das ocasiões. A essa supremacia do Ajax soma-se também a maior número de conquistas, com o Ajax a ser o mais titulado dos clubes holandeses, estando o Feyenoord na terceira posição desse ranking, já ultrapassado há algum tempo pelo PSV Eindhoven.

Outra vantagem do Ajax no Clássico prende-se com a maior goleada de sempre num confronto direto, um estrondoso 8x2 que sorriu aos da capital no dia 18 de setembro de 1983. 

Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
Tópicos Relacionados
TEXTO DISPONÍVEL EM...
Futebol holandês