À conversa com Miguel Rosa - Parte 1

O novo Rui Costa que não se afirmou no Benfica: «Jorge Jesus não me deu uma oportunidade»

2024/06/19 12:05
E9

A nova coqueluche do Benfica, comparada a grandes figuras da história dos encarnados. Miguel Rosa era visto como o futuro das águias, com os golos e as assistências na turma secundária a entusiasmarem os adeptos. Contudo, a tão desejada oportunidade nunca apareceu, para grande desalento do médio. Agora, com 35 anos, Rosa anseia abrir novamente uma porta num dos principais emblemas nacionais. 

*A segunda parte da entrevista com Miguel Rosa será publicada ainda esta quarta-feira

zerozero: Fazendo uma viagem às suas origens, cresceu nas camadas jovens do Benfica, mas acabou por ter sucessivos empréstimos antes da sua afirmação. Passou pelo Estoril Praia, pelo Carregado e pelo Belenenses. Estas cedências foram importantes para a sua adaptação ao futebol dos adultos?

Miguel Rosa: Sim, sem dúvida alguma. Na altura, a II Liga já era muito competitiva e ainda não existia a equipa B do Benfica. Foram passagens fundamentais para eu me ambientar a este novo contexto. 

@Benfica

zz: Sentiu muitas diferenças no estilo de jogo? É um futebol mais físico?

MR: Muito mais físico. O típico 'pontapé para a frente', com os avançados a pentearem para os extremos entrarem nas costas da defesa adversária. Para além disso, os próprios médios são muito agressivos. Senti muito na pele. Só quando fui para o Belenenses é que senti que se tentava jogar um pouco mais apoiado, pelo menos a nossa equipa.

zz: Acabou por fazer parte do plantel que deu reinício ao percurso da equipa B do Benfica. Estando a falar de um projeto que começou da estaca zero, onde muitos atletas vinham de realidades distintas. Os jogadores conseguiram rapidamente criar ligações? O ambiente do balneário era saudável?

MR: Sim, acabamos por conseguir. O Benfica era um mundo à parte [risos]. As instalações tinham todas as condições que um jogador sonha usufruir. Desta forma, se fores realmente um bom jogador, as boas ações saem com naturalidade. Eu posso dar o meu exemplo, porque fiz a minha melhor época de sempre. Fui o melhor jogador do campeonato. Em dez meses, fui por nove vezes o melhor jogador da Liga. Apesar disso, o mister Jorge Jesus nunca me deu uma oportunidade. Eu não sei o que poderia ter feito mais... fiz 18 golos. O futebol é assim, mas sinto-me um bocadinho triste por isso. Sinto que a minha carreira poderia ter sido outra, se me deixassem mostrar o meu valor.

zz: Viveu um sonho temporário, mas que poderia ter sido algo mais?

MR: Exato. Eu estava muito confiante naquela época. Saía-me tudo direito. Cada remate que fazia à baliza dava em golo. Os livres também davam em golo. Sentia que tudo batia certo com o que eu pretendia. Tenho a certeza que se me fosse dada uma chance naquela altura, eu iria agarrá-la.

zz: Quando é que soube desta novidade que o Benfica ia implementar. Foi através das notícias ou algum dirigente já o havia informado previamente sobre o assunto?

@Carlos Alberto Costa

MR: Nessa altura, eu tinha renovado com o Benfica. Falava-se que eu ia ficar no plantel principal. O próprio Luís Filipe Vieira disse-me isso. Contudo, quando estava de férias, vi que o meu nome estava inserido na equipa B. Fiquei surpreso. Perguntei ao diretor o que é que se passava e ele respondeu-me que o Jorge Jesus não queria que eu fizesse a pré-época com o plantel principal. Queria que eu mostrasse resultados na equipa B e 'depois logo se vê'. A verdade é que acabou por nunca contar comigo. Porém, é importante realçar que o Benfica teve o melhor conjunto de sempre nessa altura. Era Salvio, Saviola, Aimar, Gaitán, Luisão, Garay, Coentrão, entre tantos outros.

zz: Ficou sempre aquele sabor amargo?

MR: Ficou e muito. Houve um jogo que me marcou em particular, diante do Gil Vicente. O Benfica estava a ganhar 3-0 ao intervalo eu a pensar para mim: 'Bem, hoje vou ter a minha oportunidade, nem que seja um minuto'. No entanto, acabei por ficar os 90 minutos sentado no banco. Para além disso, tive que ficar por lá porque no dia seguinte ia jogar contra o FC Penafiel, com a equipa B. Por acaso, acabei por fazer um golo [risos]. 

zz: Chegou a ter alguma conversa com o presidente Luís Filipe Vieira sobre este assunto?

qQuando ia treinar com o plantel principal, muitas das vezes treinava como defesa direito, outras como defesa esquerdo. Era um autêntico tapa-buracos.

MR: Sim, falei. Ele queria que eu ficasse mais um ano na equipa B, mas eu disse: 'Com todo o respeito, não posso ficar mais tempo aqui. Ou vou para a equipa principal ou prefiro ir jogar para outro clube da I Liga'. Ele tentou convencer-me e disse-me: 'Tenho pena que vás embora porque tenho quase a certeza que o mister Jesus vai-te dar uma chance este ano', mas eu respondi: 'Presidente, esqueça isso'. Eu, quando ia treinar com o plantel principal, muitas vezes treinava como defesa direito, outras como defesa esquerdo. Era um autêntico tapa-buracos.

zz: Foi um pouco da dose que o Bernardo Silva passou, atuando numa posição que não era a sua no plantel principal do Benfica...

MR: Eu tive só nos treinos, o Bernardo ainda teve essa experiência nos jogos. Jogava onde faltava alguém [risos].

zz: Na época de estreia, o Benfica B termina no sétimo posto da II Liga. Quais foram os ingredientes para uma temporada tão bem sucedida em termos coletivos?

MR: Acho que o ponto fulcral foi a pré-época, que foi mesmo muito produtiva. Deu logo para perceber que estava ali um grupo com muito potencial. Havia mesmo muitos talentos nesse ano, como o João Cancelo, o Ivan Cavaleiro, o Hélder Costa, o Fábio Cardoso, o Bruno Varela, por aí fora. O André Gomes, por exemplo, era meu suplente e ele é que subiu à equipa A, apesar de eu fazer muitos golos e assistências.

«João Cancelo e Ivan Cavaleiro foram quem mais me surpreendeu»

zz: Para além dos jogadores que mencionou, surgem ainda os nomes de Gonçalo Guedes ou Victor Lindelöf. A lista é mesmo muito grande. Entre tantos talentos, quais foram os futebolistas que mais o surpreenderam?

@Catarina Morais

MR: Sem dúvida, o João Cancelo e o Ivan Cavaleiro. Nessa altura, já dava para perceber que eram máquinas. Aliás, eu nem sei se o Cancelo é defesa direito, se é extremo direito ou se joga melhor noutra posição qualquer, porque ele tem uma capacidade técnica fora do normal. É impressionante. Ele faz vaivéns ao longo dos 90 minutos. É por isso que eu o considero o melhor lateral do mundo. 

zz: E que características especiais é que o Ivan Cavaleiro possuía?

MR: Era um jogador que podia jogar tanto na esquerda como na direita. Também se safava muito bem pelo meio. Era muito rápido e muito bom tecnicamente. Para além destas habilidades, ainda tinha faro de golo.

zz: O mister Norton de Matos teve influência na explosão exibicional que teve nessa temporada?

MR: Sem dúvida alguma. O mister apenas me dizia: 'Diverte-te. Se tiveres que ir buscar a bola atrás, vem. Se não tiveres, não te desgastes tanto. És o nosso número 10, liberta-te'. As palavras dele davam-me uma confiança brutal e ajudavam a que eu estivesse no meu melhor nível. É por isso que eu tenho um grande respeito pelo mister e agradeço-lhe, do fundo do coração, tudo o que fez por mim.

zz: No futebol moderno, muitos treinadores obrigam os seus jogadores a ter comportamentos um pouco mais rígidos na questão posicional. Por exemplo, quem joga pela direita, deve ficar sempre pela direita. Acha que essa liberdade que lhe deram fez a diferença?

MR: Claro que sim. Por exemplo, no meu primeiro ano de I Liga, com o Belenenses, eu atuava na esquerda para ir para o meio. O nosso treinador queria que nós acompanhássemos os laterais da equipa adversária. Ora, eu, em muitas ocasiões, estava a defender em zonas pouco vantajosas, sempre a correr para a frente e para trás. Chegava a um ponto em que ficávamos todos mortos. Com o mister Norton de Matos, o cenário era bem distinto.

zz: Chegou mesmo a ser visto como uma das principais promessas do conjunto da Luz, com os holofotes todos apontados para si. Conseguiu lidar facilmente com esse rótulo que lhe foi atribuído?

qRecebi muitas mensagens de adeptos a perguntarem-me porque é que eu ainda não tinha dado o salto

MR: Eu sempre lidei bem com essa pressão acrescida. Aliás, no tempo da formação eu já era apelidado como o 'novo Rui Costa', a nova grande promessa do Benfica. Quando era júnior, fui a uma digressão com o Benfica nos EUA e Canadá. Curiosamente, eu substituí o Rui Costa num dos jogos, e foi assim que as pessoas começaram a intitular-me como a coqueluche do clube. No Benfica B, recebi muitas mensagens de adeptos a perguntarem-me porque é que eu não estava na equipa A, porque é que eu ainda não tinha dado o salto, mas eu não podia responder.



Valor de Mercado
50 mil €
Portugal
Miguel Rosa
Nascimento/Idade1989-01-13(35 anos)
PosiçãoMédio (Médio Ofensivo)

Fotografias(83)

Comentários

Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
LuckyLuke
2024-06-20 11h09m por rubenferreira877
André Gomes com 1. 82cm nao sei se vai ser aposta. . .

É dificil um GR com essa altura ser aposta. . . a ver vamos---
LuckyLuke
2024-06-20 10h49m por ShaunTheSheep
É isso. . . mas pior. . .

Se o Benfica adar a comprar jogaores atrás de jogadores por 12, 15 ou 20M€, teremos de aceitar propostas pelo João Neves e António Silva, sem termos capacidade de os manter mais um ano.

Manter o João Neves e o António Silva seria óptimo quer para o Benfica, quer para os jogadores. . .
Este é daqueles jogadores que tenho
2024-06-20 10h38m por Triper
respeito máximo.

Mesmo não sendo adepto do Benfica, ele sempre mostrou qualidade e tentou sempre lutar contra tudo e todos, mas infelizmente teve azares com a vida e com o "Pastilhas".

Ele teve propostas para ir para fora mas optou sempre por jogar perto de onde tem a família para a poder acompanhar devido aos azares que nela existiram/existem (um deles de longa duração que se tornou fatal, mas quem quiser saber mais sobre isso pode ir pesquisar que o que não f...ler comentário completo »
Mercado | Benfica
2024-06-19 17h02m por LuckyLuke
O Rui Costa não deveria comprar muito, até por causa das comissões! LOL! Mas também não precisa, Talvez um lateral esquerdo, há dias li um comentário a esse respeito que incluía o Tiago Araújo, precisamente vendido pelo Benfica ao Estoril, o miúdo evoluiu muito! De resto penso que se não vender ninguém, não precisa de contratar. A nível de saídas, ninguém convence o Otamendi a ir para os States? e João Mário para as Arábias? Talvez o Tiago Gouveia se sinta tapado e escolha sair. Mas se...ler comentário completo »
Roger Schmidt
2024-06-19 16h51m por LuckyLuke
O Roger Schmidt esta época tem de apostar nos miúdos. Roger Schmidt não fez nada neste dossier, esta época tem de dar corda aos sapatos.
Já começou mal a dispensar o Prestianni. mas como regressa o Shjelderup. . . ok!
Mas tem lá para fazer jogador,
1. Guarda-redes: André Gomes, o Samuel Soares vai ter de rodar e jogar regularmente. o Benfica vai emprestá-lo a uma equipe da 1Liga;
2. João Tomé já se pôs ao fresco, será que haver oportunidade para Spencer ou...ler comentário completo »
Miguel Rosa
2024-06-19 15h42m por Echelon77
Lembro-me de ser um dos casos que mais me irritou de não ver ter a sua oportunidade a sério no plantel principal do Benfica!
Ver as épocas que fez no Belenenses na altura e depois na equipa B, falava-se imenso dele e esperava-se vê-lo na equipa principal a ter minutos para poder continuar a sua evolução e ver o que poderia realmente oferecer ou não ao clube. Infelizmente esse momento nunca chegou e acredito que isso tenha desmotivado o Miguel na altura.
São momentos que podem muito bem mudar uma carreira.
Sheep
2024-06-19 15h04m por CapitaoHaddock
Tal e qual. O grande problema é que no ano passado ja perdemos o Ndour e o Diego que tinham potencial. Acrescento o Henrique Araújo. É muito importante para esta rapaziada ser lançada nos seniores do Benfica, é la que sentem apoio e carinho dos adeptos e têm uma evolução muito superior em comparação com o ser emprestado para uma equipa do meio da tabela. Realmente não custa nada meter esta malta a jogar e ainda se gere o cansaço dos titulares do plantel. O Rogério nem o Tiago Gouveia que j...ler comentário completo »
Não custa nada lançar miúdos
2024-06-19 12h50m por ShaunTheSheep
1 - Escolher posições e qualidade dos jogadores;
2 - Treinar com o plantel principal;
3 - Incluir sempre 1 ou 2 jogadores jovens nas convocatória;
4 - A ganhar 2-0 aos 50 min/ 60 min, mete-se 1 puto;
5 - Aos 75 min o outro miudo;
6 - à medida que o miúdo se encaixa na equipa, um jogo ou outro, mete-se a titular;
só isso. . .

Foi assim que o Sir. Sven Goran Erikson, lançou o Paulo Sousa e o Rui Costa


JJ queimou tanto jovem jogador. . .
2024-06-19 12h33m por ShaunTheSheep
JJ queimou tanto jovem jogador. . . Bruno Gaspar, Fábio Cardoso, Rebocho, João Teixeira, Ruben Pinto, Funes Mori, Rui Fonte, Héder Costa, Urreta, Dawidowicz, Benito, Rochinha, Vitor Andrade, Guzzo, Mukhtar, João Lima, Pepe Rodrigues, Reinaldo Mandava, Sancidino, Saponjic, Nuno Santos. . .

Vá lá que alguns nasceram 10x e vieram a ser jogadores, outros tiveram a graça de aparecer o Rui Vitória e o Bruno Lage, que lançaram imensos putos. . .

...ler comentário completo »
Tópicos Relacionados

OUTRAS NOTÍCIAS

É Viral
Na partida entre Flamengo e Criciúma, Barreto atirou uma «segunda bola» que estava perdida na área do Criciúma e atirou para Cebolinha, intercetando - desta forma - o ...

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

rubenferreira877 21-07-2024, 10:39
rubenferreira877 21-07-2024, 10:37
AU
auribranco 21-07-2024, 10:36
EddyParera 21-07-2024, 10:28
AU
auribranco 21-07-2024, 10:27
moumu 21-07-2024, 10:24
moumu 21-07-2024, 09:58
ZY
zyxw_4321 21-07-2024, 09:39
-Andrezinho-King 21-07-2024, 09:21
-Andrezinho-King 21-07-2024, 09:16
zlatan_21 21-07-2024, 09:11
AlexSoares 21-07-2024, 09:11
PE
pedromota602 21-07-2024, 07:57
CH
chyttolloboy 21-07-2024, 07:51
JS
jsilva77 21-07-2024, 07:25
ZY
zyxw_4321 21-07-2024, 07:11