placardpt
      entrevista
      Brasileiro falou com o zerozero

      Lage, JJ e a saída da Luz, por Carlos Vinícius: «A minha única tristeza é não ter sido campeão pelo Benfica»

      2021/10/05 10:30
      ENVIADO ESPECIAL REPORTAGEM: Ricardo Lestre e Miguel Amaral, em Eindhoven;
      E9

      Pertence ao SL Benfica, está emprestado por duas temporadas ao PSV Eindhoven e o zerozero voltou a conversar com ele, desta feita no centro de treinos do clube neerlandês. Desde 2018, altura em que falou pela primeira vez com o nosso jornal, a carreira de Carlos Vinícius sofreu imensas mudanças.

      Carlos Vinícius
      1 títulos oficiais

      Saiu do Rio Ave para o SL Benfica, onde se sagrou um dos melhores marcadores do campeonato em 2019/20, depois para o Tottenham de José Mourinho (e Harry Kane!) e, agora, vive um novo desafio num clube que aposta «no futebol ofensivo», algo que, segundo o próprio, encaixa na perfeição com as suas características.

      Do título que fugiu, passando por Bruno Lage, Jorge Jesus, José Mourinho e outros temas atuais, Carlos Vinícius abriu o livro em exclusivo ao zerozero [ver vídeo acima].

      zerozero: Da última vez que conversámos contigo foi em 2018… Desde aí tiveste no Rio Ave, passaste pelo AS Monaco, SL Benfica, Tottenham e agora, nos Países Baixos, no novo projeto do PSV. Esperavas que, num curto espaço de tempo, a tua vida mudasse tanto e que tivesses tantas experiências diferentes?

      Carlos Vinícius: É verdade. É sempre um prazer falar com vocês. A primeira vez foi em 2018… Não é um tempo longo, mas passaram-se muitas coisas e graças a Deus foi sempre a subir, a crescer e mais, uma vez, fico feliz por estar a falar novamente com vocês.

      zz: Depois do Rio Ave e do AS Monaco chegaste ao Benfica, um clube de grande dimensão. Como é que te sentiste na primeira época, já que correu muito bem para ti a nível individual – um dos melhores marcadores do campeonato? Estavas preparado para o impacto de jogar por um clube com grande dimensão nacional e internacional?

      CV: Desde a minha chegada a Portugal, na primeira passagem pelo Real SC, já via a grandeza do Benfica não só em Portugal, mas também no resto do mundo. Sabia do desafio de representar um grande clube e, como disseste, a nível individual foi perfeito. Muito bom para mim. Pena que não tenhamos sido campeões nacionais. É uma das grandes tristezas que trago comigo até aos dias de hoje, mas acredito que este ano, com os meus colegas que ficaram, que vai dar. É um grande clube, que todos os anos tem que ser campeão. Tem uma estrutura fantástica, dos adeptos nem se fala… Tem que estar lá em cima e à frente de tudo.

      ©Getty / Jose M. Alvarez/JARSportimages.com
      zz: Sentiste que, nessa época, a pandemia e a consequente paragem tiveram impacto nos resultados menos positivos do Benfica na parte final do campeonato?

      CV: Sim, teve… Mas não foi só isso. Foram vários fatores que levaram a que não fossemos campeões. Demos tudo. É verdade que tivemos sete pontos de avanço e acabámos por perde-los. Se não me engano, foi depois de janeiro… É muito ponto e nós tínhamos que segurar a distância pontual. Mas depois aconteceu a pandemia, entre outras coisas, e não conseguimos segurar essa vantagem. Como já disse, com os meus colegas lá, acredito que este ano vai dar.

      zz: Nesse ano trabalhaste com o mister Bruno Lage, um treinador conhecido por prezar a relação com os jogadores. Quão importante foi para a tua carreira? Agora que o vês na Premier League, ao serviço do Wolverhampton, acreditas que vai ter sucesso?

      Carlos Vinícius
      Benfica
      2019/2020
      47 Jogos  2629 Minutos
      24   6   0   02x

      ver mais »
      CV: É engraçado… Eu lembro-me que a estreia do Bruno Lage na equipa principal do Benfica foi contra o Rio Ave, quando estava lá. Eles venceram por 4x2. Depois do jogo vi uma entrevista do Bruno Lage e gostei: pessoa humilde e focada, que trabalhou muito para chegar onde chegou. Comecei a ver e a perguntar a amigos meus, que na altura estavam lá, como é que ele era e todos falaram muito bem dele, da humildade e do facto de ser uma pessoa trabalhadora. Fiquei sempre com isso na cabeça. Mais tarde, surgiu a oportunidade para ir para o Benfica e trabalhar com ele. Foi muito importante para a minha ida para o Benfica, para a minha carreira, a paciência que ele teve comigo até eu ter o meu lugar na equipa... Tenho uma história engraçada que me marcou muito e levo comigo até aos dias de hoje. Quando cheguei ao Benfica, ele perguntou-me se eu estava preparado para ser suplente porque primeiro tenho de estar preparado para ser suplente para depois ser titular. Isso marcou-me porque foi diferente. Foi um ato de humildade. Teve paciência. Colocou-me a titular, assumi o lugar e estive bem. É uma pessoa que levo comigo e que tem um perfil que me agrada muito no futebol. É humilde e batalhador. O passado preza a história e é uma pessoa que gosto muito, torço muito por ele. Vai ter sucesso porque, para além do profissional, é um grande homem. No futebol, para seres um grande atleta, um grande profissional, primeiro tens de ser um grande homem. E ele é isso mesmo.

      zz: No verão da época seguinte entra o Jorge Jesus e o Benfica ataca muito o mercado, com chegadas, por exemplo, de Darwin e Waldschimdt, pelo que acabaste por sair no final desse defeso. Sentiste que a tua saída se deveu ao facto de seres um ativo importante ou foi uma opção do treinador que preferiu ficar com outros jogadores no plantel?

      CV: A pandemia afetou muito os clubes e o Benfica é muito grande, por isso precisa que todos os anos entre dinheiro. A verdade é que, como disseste, eu era um ativo. Se não estou em erro, eu e o Rúben Dias eramos os que tínhamos mais mercado. O mister Jorge Jesus voltou para dar muito novamente ao Benfica. É um treinador campeão. Estava no Flamengo, onde foi campeão, e decidiu regressar ao Benfica. Isso mostra que é grande e o carinho que ele tem pelo clube. No fim, o clube, juntamente connosco, decidiu que ia sair. Fiquei feliz porque era uma oportunidade irrecusável, de ir para o Tottenham. Essa experiência ajudou muito a minha carreira. Hoje sou um jogador mais experiente por ter jogado em grandes clubes como Benfica e Tottenham. Fico tranquilo com isso.

      Bruno Lage foi marcante para Vinícius

      zz: Falando agora do Tottenham… Como foi a experiência na Premier League, um dos melhores campeonatos do mundo, e de trabalhar com José Mourinho, um treinador muito carismático e um dos mais bem-sucedidos da história do futebol?

      CV: Só tive a ganhar com essa passagem. Costumo dizer que existe o futebol, que é o que nós jogamos, e depois existe a Premier League [risos]. É um grande campeonato. Só tenho pena de não ter apanhado os estádios completamente cheios. Aquilo que vivemos dentro do campo é algo sensacional. Uma experiência incrível, tal como foi ter trabalhado com o mister Mourinho. Para além de ter sido treinado por ele, tenho a sua amizade. Isso é o que levo. Sou um privilegiado por ter trabalho com o Mourinho e com o Jorge Jesus, que são dois treinadores conceituados no mundo do futebol.

      Carlos Vinícius
      Tottenham
      2020/2021
      22 Jogos  977 Minutos
      10   2   0   02x

      ver mais »
      zz: Lá tiveste um protagonismo interessante, mesmo lutando com o Harry Kane, e o José Mourinho chegou a elogiar-te bastante em conferências de imprensa. Sabendo que o Tottenham tinha de exercer a opção de compra [45 milhões de euros], sentiste que houve vontade do clube em contratar-te?

      CV: Sim, em alguns momentos o Tottenham quis, mas acabou por não conseguir. Em relação ao Kane, dispensa qualquer comentário. É um grande avançado. Para mim está entre os três melhores avançados da atualidade. Fico feliz de ter aprendido tanto mesmo tendo sido suplente dele. Nessa situação, só tens duas opções: ou largas, ou aprendes e, nos minutos que te dão, provas o teu valor. Foi essa que escolhi. Aproveitei, dei o meu máximo, provei o meu valor e acredito que o pessoal do Tottenham, incluindo os adeptos, gostaram. Não foi fácil para mim porque, na minha posição, estava um dos melhores avançados do mundo. Tentei desfrutar o máximo dos treinos, dos jogos e de tudo que envolvia a Premier League.

      zz: Regressaste ao Benfica este verão, fizeste a pré-época com a equipa, mas não tiveste muitas oportunidades de jogar. Esperavas ter continuado no plantel? Ficaste com alguma mágoa?

      CV: Na minha carreira e na minha vida tento, independente da situação, desfrutar e aprender o máximo possível. Muitas pessoas pensam que eu não gosto do Jorge Jesus ou algo do género. Não. Eu aprendi muito com ele. É um treinador, um professor do futebol que te ensina muito. Hoje sei mais sobre a minha posição graças a ele. Conhece muito o jogo. A única tristeza que eu tenho é não ter sido campeão pelo Benfica. De resto, muito contente. A minha família gosta muito do Benfica, eu gosto muito do Benfica e acompanho o clube com regularidade. Tenho colegas lá que me marcaram, não só dentro de campo, mas também fora dele. É um clube que tenho no meu coração. Os adeptos acolheram-me e ainda hoje o fazem, têm um carinho enorme por mim. A minha única tristeza é não ter conquistado o título e ter dado aos benfiquistas que tanto merecem. Mas deste ano não passa e estou aqui a torcer por eles.

      Vinícius concorreu com Kane no Tottenham ©Getty / Shaun Botterill

      zz: Na posição de avançado, o Benfica tem várias opções de qualidade: Darwin, Seferovic, Yaremchuck, Gonçalo Ramos… Achas que está bem servido?

      CV: Muito bem servido, sim. Isso mostra a grandeza do Benfica. Ter vários avançados e poder jogar qualquer um. Neste momento, é necessário. O clube está na Liga dos Campeões e tem várias competições para disputar. Tirar um e colocar outro, o nível fica sempre bem alto. São grandes avançados, grandes colegas de profissão. Aprendi com eles e fico muito feliz por ter partilhado balneário e o campo com eles.

      Carlos Vinícius
      PSV
      2021/2022
      6 Jogos  149 Minutos
      0   1   0   02x

      ver mais »
      zz: Acredito que tenhas tido vários interessados nos teus serviços neste defeso. Porque escolheste o PSV e o futebol dos Países Baixos?

      CV: O PSV é um grande clube. Já tem uma história com jogadores brasileiros, inclusive de avançados. Tem uma ideia de jogo ofensiva e por isso encaixou naquilo que procurava. O PSV também quis que eu viesse e fez muitos esforços. Por isso, tinha que retribuir e aceitei vir para cá. Desde que cá cheguei, todos me receberam de braços abertos. É um ‘clube-família’. A cidade é acolhedora, tranquila. Estou muito feliz aqui com a minha família e acredito que vêm aí grandes coisas

      zz: O campeonato neerlandês é conhecido pelos muitos golos e futebol de ataque. Foi um aspeto importante para a tua escolha pelo facto de poder ajudar na tua valorização?

      CV: Sim, até pela minha posição é importante estar num campeonato de futebol ofensivo e numa equipa que preza esse tipo de jogo. Isso é bom para mim e para o clube, pelo que dá uma relação perfeita. Os próprios amantes gostam de um futebol ofensivo e as coisas, hoje em dia, estão a caminhar cada vez mais para isso. Está a dar certo.

      ©Getty /
      zz: O teu futuro vai passar por cá ou estás apenas a desfrutar do momento?

      CV: Procuro estar sempre focado onde me encontro. Neste momento, estou feliz muito contente pela forma como o clube, os adeptos e o treinador me receberam. Estão a deixar-me muito à vontade. O estádio é uma coisa espetacular, os adeptos são muito fortes. Estou focado aqui e quero fazer história aqui. É um clube que luta por títulos e queremos ser campeões porque, na verdade, é isso que fica e eu vou ser mais um para ajudar.

      zz: És um jogador de origens humildes e já tiveste um percurso recheado de diferentes experiências e de muito sucesso. O que ainda almejas conquistar?

      CV: Passa muito pelos títulos. Nós vamos e o que fica é a história, os títulos. Estou num clube que quer ser campeão e o pensamento tem que ser esse.

      Brasil
      Carlos Vinícius
      NomeCarlos Vinícius Alves Morais
      Nascimento1995-03-25(26 anos)
      Nacionalidade
      Brasil
      Brasil
      PosiçãoAvançado (Ponta de Lança)

      Fotografias(51)

      Comentários (7)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      Vinícius
      2021-10-07 13h05m por CreedEinsteinBratton
      Chegou a jogar nesta edição do campeonato por isso tecnicamente se o SL Benfica for campeão esta época ele receberá medalha de campeão.
      MantoApedrejado ___
      2021-10-06 22h25m por tubaraocraclk
      o Vinícius é um caso completamente á parte dos outros
      MantoApedrejado ___
      2021-10-06 21h57m por tubaraocraclk
      Porque apesar de na teoria ser jogador do Benfica, na realidade nunca o foi, sempre foi do Mendes
      Vinicius
      2021-10-06 20h44m por jorslb1
      A minha unica tristeza é nem no PSV conseguires jogar para serem comprado.

      Já se está mesmo a ver que não se acionada a compra por "haver para lá umas clausulas"
      Jokky
      2021-10-06 17h57m por MisticaEncarnada
      Erro meu, então. Tinha visto até 2022 e pensei que fosse referente ao contrato com o Benfica. Afinal é com o PSV. Menos mal, pode ser que integre o plantel na próxima temporada ou se recuperem pelo menos 15M€ ou algo do género.
      MisticaEncarnad a
      2021-10-06 17h40m por Jokky
      O contrato do Vinicius acaba em 2024.

      https://www. zerozero.pt/news. php?id=256895
      Vinícius e plantel do Benfica
      2021-10-06 17h35m por MisticaEncarnada
      O seu contrato termina em Junho de 2022, isto é, no final da primeira temporada. Por conta dos caprichos do Jesus e da vontade de colocar jogadores em tudo quanto é sítio do Vieira (para fazer as vontades ao seu amigo Mendes também) o Benfica vai perder, provavelmente, um investimento de 17 M€ num belo jogador que marcou 18 golos na liga e só jogou para aí 2/3 dos jogos do campeonato a titular.
      Se ainda tivessem transferido o jogador em definitivo nem que fosse por 28 ou 30M€ depoi...ler comentário completo »
      Tópicos Relacionados
      OUTRAS NOTÍCIAS
      Sporting
      Análise
      Médio está fora do dérbi
      Nem tudo foi positivo na vitória por 2x0 sobre o Tondela, na última jornada da Liga Bwin. A equipa de Rúben Amorim chegou às 11 vitórias consecutivas, ultrapassando ...
      ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
      ES
      Estatisticamente 30-11-2021, 15:20
      ES
      Estatisticamente 30-11-2021, 15:15
      Aguentazz 30-11-2021, 15:11
      ES
      Estatisticamente 30-11-2021, 15:10
      lvr1vsc 30-11-2021, 14:48
      AdeptoContinuidade 30-11-2021, 14:42
      Sir_Harry_Kane 30-11-2021, 14:41
      Drifter05 30-11-2021, 14:34
      carlos95puyol 30-11-2021, 14:30
      OJ_Silva 30-11-2021, 14:19
      nextstep 30-11-2021, 14:18
      PE
      PERAMANCA 30-11-2021, 14:06
      reginacosta 30-11-2021, 14:05
      FU
      futebolmagia7 30-11-2021, 13:55
      da_ni82 30-11-2021, 13:53
      da_ni82 30-11-2021, 13:45