placardpt
      Análise Tática
      Adversário do FC Porto em análise

      Num clique, a irreverência inglesa juntou-se com a disciplina alemã

      2021/04/07 12:00
      João Gonçalo Silva
      E3

      O sorteio dos quartos de final colocou o Chelsea no caminho do FC Porto. Se no início do ano este seria um adversário que os adeptos poderiam olhar com bons olhos, a verdade é que o fim de janeiro trouxe uma nova, mas conhecida cara ao comando técnico dos londrinos e mudança foi como um clique.

      Thomas Tuchel é o responsável por uma mentalidade revigorada da equipa, que tem agora a defesa como a sua principal arma. A primeira derrota chegou apenas ao 15º jogo e o mais impressionante é que em 12 deles a baliza ficou a zeros. Apesar disso, a equipa não é invencível e, aos dragões, a história está ao virar da esquina. Conheça como joga este Chelsea.

      Não vai ganhar o campeonato, mas esta defesa...

      O Chelsea de Thomas Tuchel é a prova viva de que tudo muda num ápice. Depois de uma época promissora com Frank Lampard, a transição para o segundo ano não correu de feição e a equipa parecia desorientada e sem rumo. O alemão, que tinha saído do Paris SG ainda no decorrer da temporada, encontrou em Londres uma oportunidade de regressar ao ativo numa situação com muito potencial.

      A maior característica reconhecida ao técnico alemão e às equipas que orienta tem a ver com a organização. Tuchel começou por trabalhar no principal problema dos blues e imprimiu uma mentalidade defensiva desde o primeiro momento, que começou por uma mudança definitiva no esquema tático, que, apesar de maleável em certos aspetos, tem uma ideia bem definida e uma dinâmica que resultou e que se tem traduzido numa consistência pouco vista na Premier League.

      O Atlético Madrid ficou para trás com um agregado de 3x0 ©Getty / DANIEL MIHAILESCU
      A linha de três centrais suportada por uma dupla de médios dinâmicos dá liberdade aos alas para progredirem no terreno e apoiarem o processo ofensivo, enquanto a equipa mantém-se compacta e pronta para uma das tarefas que mais marca a mudança deste Chelsea. A reação à perda é dos aspetos mais importantes no momento defensivo, que tem como objetivo recuperar a bola o mais rapidamente possível, sempre sem expor a defesa ao espaço nas costas.

      Do conjunto de médios mais recuados, Tuchel tem em Jorginho, Kovacic e Kanté um grupo de opções que, consoante o que o adversário requisita, formam uma linha sólida em apoio à primeira fase de construção. É comum ver-se um deles a recuar até à linha da defesa para, sem a preocupação de uma pressão mais alta, encontrar linhas de passe na frente. 

      É em zonas adiantadas do centro do terreno que surge a figura da equipa e um dos mais influentes na chegada ao último terço. A palavra correta é surge porque é de onde sai na maioria das vezes, mas onde raramente termina. Mason Mount já era peça-chave para Lampard, mas tem sido com o novo papel que tem brilhado em campo. É ele quem liga os setores em terrenos normalmente desocupados, quer seja em zonas mais centrais ou laterais do terreno.

      A maior dor de cabeça de Tuchel está no ataque, com a dificuldade em encontrar consistência. Não é por falta de opções, porque lá moram nomes como Werner, Giroud, Ziyech, Pulisic ou até Abraham e Hudson-Odoi. A irregularidade de vários deles tem sido o pequeno defeito que não tem permitido que o reinado do alemão tenha sido, até agora, perfeito. 

      Por enquanto, o Chelsea vai somando (com a exceção da derrota frente ao West Brom) graças à qualidade defensiva e, por isso, por vezes basta apenas ferir uma vez. O mérito vai para o alemão que, num curto espaço de tempo, introduziu a sua ideia e colocou a equipa à sua imagem.

      U Quarta, 07 Abril 2021 - 20:00
      Ramón Sánchez Pizjuán
      Slavko Vinčić
      0-2
      Mason Mount 32'
      Ben Chilwell 85'
      Ramón Sánchez Pizjuán
      Lotação42 500
      Medidas105x68
      Inauguração1958
      FaseQuartos-de-Final
      Mão1ª Mão
      VIDEOS
      Ponto Forte
      Consistência defensiva

      Não foi preciso muito tempo para adotarem a organização do treinador. Com três centrais e dois médios em apoio, é muito difícil ultrapassar as linhas da equipa e criar grandes situações de perigo.

      Ponto Fraco
      Volume ofensivo

      O baixo rendimento dos homens da frente tem sido a principal razão da falta de golos da equipa. Ao privilegiar o momento defensivo, também leva poucos homens à área.

      História
      Glória dos tempos modernos

      Graças a uma dentada de um scotch terrier, um estádio que ia ser vendido para uma companhia de caminhos-de-ferro se tornar numa nova estação de comboios, tornou-se na base de um clube que teria esperar mais de cem anos, para se tornar num dos mais poderosos de Inglaterra e do Mundo. Eis a historia apaixonante do Chelsea Football Club! 



      Veja a história completa do clube
      A Estrela
      Mason Mount

      Se a primeira época ao serviço do Chelsea foi de revelação, a atual é de total afirmação, com o papel que o médio assumiu na equipa. Com apenas 22 anos, Mount é já uma das figuras dos blues e a sua influência ainda cresceu com a chegada do novo técnico. Do papel mais adiantado do meio campo, o inglês acrescenta as mais variadas opções ao ataque devido à forma como se mexe entrelinhas. Em noite inspirada, é capaz de orquestrar a equipa de forma soberba.

      O Técnico
      Thomas Tuchel

      A revitalização do Chelsea arrancou no dia da chegada do alemão a Stamford Bridge. A uma equipa sem ideias chegou um treinador que não é alheio aos grandes palcos e a quem não falta capacidade de gerir plantéis estratosféricos, como deixou bem presente em Paris. Conhecido por um futebol organizado e metódico, típico dos alemães, Tuchel introduziu uma mentalidade defensiva no Chelsea e os resultados estão à vista.

      Fotografias(16)

      Sondagem
      RESULTADO SONDAGEM
      FC PORTO
      EMPATE
      CHELSEA
      Comentários (3)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      Difícil mas nunca Impossível
      2021-04-07 19h40m por tato_gomes
      O onze titular dos 'blues' escalado para o duelo de hoje será um mix de talentos que atuam nas seleções alemã e inglesa para além dos restantes jogadores de topo figurantes entre as demais potencias europeias. . Avizinha-se então um teste extremamente duro para Sérgio Conceição e seus pupilos, a meu ver, bem mais exigente que o presenciado na anterior eliminatória! Para quem não valoriza o trabalho do atual treinador londrino, talvez desconheçam que o Chelsea tem sido a equipa inglesa com m...ler comentário completo »
      Tuchel
      2021-04-07 13h02m por BestInTheWRLD
      so eu é que acho este gajo ridiculamente sobrevalorizado? Ainda nao fez absolutamente nada de relevante na carreira, sem ser falhar nos principais objetivos de tds os clubes que treinou.
      FCP adapta-se bem
      2021-04-07 12h40m por JAOF
      FCP não terá dificuldades em se adaptar ao modelo de 3-5-2 (5-3-2). . . pois apanha com isso no campeonato, 5 jogadores na defesa com mais 2 médios a sua frente quando o adversário defende, e subida dos laterais como alas quando ataca. . .

      . . . a GRANDE diferença, é a qualidade dos interpretes. . . não é a mesma que encontra no Campeonato.
      OUTRAS NOTÍCIAS
      Liga Portuguesa
      com video
      Treinador do Benfica falou em intenção
      Jorge Jesus disse que Stephen Eustáquio entrou de forma intencional sobre Weigl, algo que Pepa refutou prontamente.
      ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
      SP
      Spiderland 11-04-2021, 05:30
      Gambrinus 11-04-2021, 04:38
      VI
      Vilanova1 11-04-2021, 04:27
      Arshavin_Russia 11-04-2021, 03:54
      RATEL 11-04-2021, 03:39
      Arshavin_Russia 11-04-2021, 03:31
      RATEL 11-04-2021, 03:28
      Arshavin_Russia 11-04-2021, 03:22
      RATEL 11-04-2021, 03:18
      mikeferreira 11-04-2021, 03:17
      RATEL 11-04-2021, 03:14
      RATEL 11-04-2021, 03:12
      Arshavin_Russia 11-04-2021, 03:08
      RATEL 11-04-2021, 02:57
      Arshavin_Russia 11-04-2021, 02:54
      Arshavin_Russia 11-04-2021, 02:54