reportagem
Cartões para o staff técnico, substituições e bola na mão: Eis as principais alterações

Lei 12 - Faltas e incorreções

2019/07/15 16:49
Texto por Rodrigo Coimbra, Hugo Filipe Martins e Mário Rui Mateus
E8
© Rodrigo Coimbra

1. Pontapé-livre direto - Tocar a bola com a mão

Considera-se infração se um jogador:

  • tocar deliberadamente a bola com a mão/braço, incluindo o movimento da mão/braço na direção da bola;
  • ganhar a posse/controlo da bola após esta ter tocado na sua mão/braço e, em seguida, marcar um golo na baliza da equipa adversária ou criar uma oportunidade de golo;
  • marcar um golo na baliza adversária diretamente após o toque na mão/braço, inclusive se for acidental, incluindo o guarda-redes.

Nota: considera-se infração, mesmo que não exista intenção de jogar a bola com a mão/braço, na proximidade da grande área. Quando o lance é na zona de meio campo, apenas é considerado infração quando o ato é deliberado.

Exceto para as infrações acima mencionadas, normalmente não se considera infração se a bola tocar na mão/braço de um jogador:

  • vinda diretamente da cabeça ou corpo do próprio jogador (incluindo pés) - um ressalto, por exemplo;
  • vinda diretamente da cabeça ou corpo (incluindo pés) de outro jogador que se encontra próximo;
  • se a mão/braço estiver junto ao corpo e não criar volumetria de forma não-natural;
  • se um jogador estiver em queda e a mão/braço estiver entre o corpo e o solo num movimento de apoio, sem afastar demasiado a mão/braço num plano lateral ou vertical [ver foto acima].

©Getty / David Ramos

2. Pontapé livre indireto - Guarda-redes

Num atraso ao guarda-redes, quando o mesmo pontapear claramente ou tentar pontapear a bola para repô-la novamente em jogo demonstra que não tem qualquer intenção de jogar a bola com a mão. Se a tentativa de reposição for mal-sucedida, o guarda-redes pode então jogar a bola com a mão.

Exemplo: o defesa atrasa a bola e o guarda-redes remata, com a bola a sair com efeito rosca (não intencional). Nesse caso, o guardião pode agarrar a bola com as mãos, mesmo que o atraso tenha sido feito por um jogador da mesma equipa.

3. Medidas disciplinares

No que toca ao retardar o recomeço de um jogo para mostrar um cartão, houve uma adenda importante que protege os atacantes.

  • Quando o árbitro decide exibir um cartão para advertir ou expulsar um jogador, o jogo não deve recomeçar antes que a sanção seja aplicada, exceto se a equipa que sofreu a infração executar rapidamente um pontapé-livre e tiver uma clara oportunidade de golo, e se o árbitro não tiver iniciado o procedimento da sanção disciplinar, sendo que a sanção deve ser aplicada na paragem seguinte.

Nota: caso a infração seja para cartolina vermelha e o ataque executar rapidamente o pontapé livre, o infrator é punido apenas com a cartolina amarela. Ou seja, o ataque assume o risco. Se for uma agressão, o vermelho mantém-se.

Comentários (7)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
Regras
2019-07-16 12h51m por SCP_SUPPORTER
Para mim há 3 tipos de regras novas: aquelas que nem se vão notar a diferença, aquelas que até fazem sentido e outras que são só parvas (estas não são muitas).
Dá para perceber que vão haver muitos mais penaltys e livres o que na minha opinião não é necessariamente mau.
AS
Para além das subsituições
2019-07-16 11h17m por ASNL
Acrescento a regra de deixar proseguir um lance consecutivo a um livre marcado rapidamente. Muitas vezes perdia-se tempo por causa da amostragem de um cartão.
AS
bigshaq
2019-07-16 11h15m por ASNL
Estas são regras novas International onboard. Já se viram exemplos das mesmas em torneios neste verão: Copa américa, mundial feminino. . .
Enfim
2019-07-15 19h16m por bigshaq
Mais lenha para a fogueira, como se o futebol português já não fosse uma comédia/drama na televisão, isso só não era suficiente
Novas regras
2019-07-15 18h44m por MisticaEncarnada
São ridículas, tirando as substituições em que quem sai deve sair na linha mais próxima e pouco mais.
Estão a estragar o futebol aos poucos.
FU
os penalties são outra coisa ridícula
2019-07-15 18h29m por FutebolMaravilha1
O guarda redes não se poder mexer até a bola ser rematada não faz sentido nenhum. mais valia simplesmente dizerem que os penalties são batidos sem guarda redes, visto que assim vai ser muito mais fácil marcar penalties
FU
Livres a beneficiar o atacante
2019-07-15 18h27m por FutebolMaravilha1
"não existe qualquer justificação tática legítima para os atacantes permanecerem muito próximos da barreira" lol existe sim, mas esta gente não vê futebol? a estratégia do atacante perturbar a acção da barreira para a bola passar por esse mesmo lugar é super utilizada e resulta em vários golos.
Tópicos Relacionados
Competição
SIMULADOR ZEROZERO
CASHBACK
Se falhar a sua aposta múltipla entre sexta e domingo o Casino Portugal devolve-lhe até 100€ para voltar a apostar.
CONSULTE AQUI AS CONDIÇÕES
Faça a sua aposta:
Odd acumulada:
Ganhar
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
Rakitskiy 16-12-2019, 04:48
The_Kop_End 16-12-2019, 02:39
The_Kop_End 16-12-2019, 02:36
Rakitskiy 16-12-2019, 02:02
__5CP__ 16-12-2019, 01:58
incomodativo 16-12-2019, 01:55
__5CP__ 16-12-2019, 01:52
__5CP__ 16-12-2019, 01:50
MasterBates 16-12-2019, 01:49
Rakitskiy 16-12-2019, 01:49
__5CP__ 16-12-2019, 01:42
coolstreamm 16-12-2019, 01:32
JHendrix 16-12-2019, 01:22
f1950 16-12-2019, 01:14
VocesSabemLa 16-12-2019, 01:13
luisfilipe517 16-12-2019, 01:03