Segue o facebook do zerozero.pt. Notícias, Vídeos e Fotografias na sua rede social.

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

Paços FerreiraPortugal
PortugalBenfica
PortimonensePortugal
PortugalFC Porto
SportingPortugal
PortugalMoreirense
Mude para o zerozero Futsal. Tudo sobre o Futsal aqui!
Futsal
Destaque
Competição arranca a 30 de janeiro

O Europeu está à porta, o que esperar da seleção portuguesa?

2018/01/29 11:04
Texto por Hugo Filipe Martins
E0

O fim do mês está a chegar e é altura de centrar atenções no Europeu de futsal, onde Portugal irá estar presente. A competição arranca a 30 de janeiro, em Llubljana, Eslovénia, e Portugal dá o pontapé de saída na prova logo no dia seguinte, diante da Roménia. Mas, afinal de contas, o que se pode esperar da seleção comandada por Jorge Braz?

Terão as ausências assim tanto peso?

A lista de convocados elaborada pelo selecionador nacional conta com algumas ausências. Algumas forçadas, outras por opção. A mais óbvia é a de Cardinal. O pivô do Sporting continua lesionado e Jorge Braz optou apenas por incluir na lista um jogador para essa posição. Tunha, aos 33 anos de idade, estreia-se em fases finais mas, disponível para jogar, é muito provavelmente a melhor opção nacional para a posição.

Cardinal é ausência de peso ©FPF
Para além da ausência do sportinguista, outros nomes conceituados do futsal português ficaram de fora. Marinho e Djô, por exemplo, são habituais convocados que acabaram por não ter espaço nas escolhas do selecionador. Também de fora ficaram algumas das maiores promessas do futsal português - Varela e Miguel Ângelo.

As escolhas de Jorge Braz já foram esmiuçadas pelo zerozero (pode consultar aqui). Cabe-nos agora olhar para aquilo que a equipa pode apresentar no Europeu que se aproxima.

Jogo tático pode mesmo ser a melhor arma

Depois da concentração e de bastante trabalho de casa, a equipa nacional teve dois encontros de preparação. Os dois empates diante de Tailândia e Marrocos acabam por não dar muitos indícios positivos, mas não se pense que tudo é mau.

Ao olhar para a convocatória dava para entender que o ponto mais forte desta seleção poderia estar mesmo a nível tático, especialmente no que toca ao jogo defensivo. A defesa lusa apresenta consistência e o facto de alguns jogadores estarem habituados a jogar juntos ajuda a ganhar este tipo de rotinas, no entanto isso acaba por se refletir um pouco a nível ofensivo, precisamente onde Portugal demonstrou maiores dificuldades nos encontros de preparação.

Notou-se uma excessiva dependência de Ricardinho
A equipa de Jorge Braz teve sempre a iniciativa de jogo, mas acabou por ter dificuldades em criar ocasiões de finalização e pareceu até excessivamente dependente de Ricardinho. Ora, os adversários sabem o que o jogador do Inter Movistar é capaz e a estratégia de entregar grande parte do jogo ofensivo ao capitão português pode acabar por prejudicar o futsal da seleção e torná-lo mais previsível. 

Por isso, não é de estranhar que tenha sido com Tunha na quadra que Portugal conseguiu os seus melhores períodos. O pivô do Belenenses foi uma referência ofensiva para os seus colegas e defensiva para os adversários, permitindo a outros jogadores encontrar mais espaços.

Pelo que ficou demonstrado nos encontros de preparação, não se pode esperar, de Portugal, muitos golos e um encontro cheio de espetacularidade. Um pouco à imagem do que fez Portugal no Europeu de futebol, a seleção de Jorge Braz irá entrar um pouco mais na expectativa e como outsider, à espera do que podem ou não fazer as restantes seleções.

O grupo está concentrado na ideia de trazer medalhas para Portugal. Será possível trazer a de ouro?



Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
Tópicos Relacionados
APOSTAS EM DESTAQUE
1Escolha quanto quer apostar
Aposto
2Escolha suas apostas
OUTRAS NOTÍCIAS
Benfica
Presidente fala da aposta na formação
Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, garantiu esta sexta-feira que não vai alterar a estratégia dos encarnados em apostar na formação, como principal alimento ...
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
Valdo_O_N10 23-02-2018, 22:17
Dragao_Etron 23-02-2018, 22:16
RDArhgsar 23-02-2018, 22:12
Dragao_Etron 23-02-2018, 22:11
RV
RVL22 23-02-2018, 22:09
Valdo_O_N10 23-02-2018, 22:08
Valdo_O_N10 23-02-2018, 22:05
SpionPork 23-02-2018, 22:04
Valdo_O_N10 23-02-2018, 22:01
gprof 23-02-2018, 21:59
Paperkutchy 23-02-2018, 21:59
Valdo_O_N10 23-02-2018, 21:58
LaFlame__BITW 23-02-2018, 21:58
SpionPork 23-02-2018, 21:57
Route_66 23-02-2018, 21:56
SpionPork 23-02-2018, 21:52