Mude para o zerozero Voleibol. Tudo sobre o Voleibol aqui!
MOD - Voleibol
Oposto fez 17 pontos na partida

Roberto Reis e a vitória na Supertaça: «Foi absolutamente incrível!»

2017/10/02 15:31
Texto por Redação
E0
© Sporting Espinho

Protagonista da vitória do Espinho diante do Benfica, na Supertaça de Voleibol, Roberto Reis concedeu uma entrevista ao jornal ABola sobre o primeiro título neste seu regresso a Espinho, sete anos depois de ter saído. No primeiro jogo após o regresso, o oposto do Espinho fez 17 pontos, diante da sua antiga equipa: o Benfica.

«Depois da reformulação completa da equipa, entrarmos com o pé direito a vencer uma equipa como a do Benfica, apetrechada de grandes jogadores, foi absolutamente incrível! Isto dá-nos mais força e vontade de continuar este magnífico trabalho que está a ser feito. Esta conquista é a prova de que o nosso clube, com esta direção, tem os pés bem assentes na terra e está a dar passos muito seguros e firmes. O que aconteceu em Almada [local da Supertaça] foi a imagem do que a direção está a querer fazer em todo o clube», começou por dizer um dos reforços da equipa liderada por Rui Pedro Silva.

A saída da Luz e o regresso a Espinho

Roberto Reis saiu em 2010 de Espinho rumo a Guimarães, de onde se mudou para a Luz em 2011. Agora, sete anos depois da saída, está de regresso ao Espinho, onde encontrou um projeto no qual se enquadrava.

«Foi, acima de tudo, o projeto que o clube está a construir há dois anos. Conheço muito bem o Sporting Clube de Espinho e fui muito feliz nesta cidade e neste clube. Já faço parte da história deste clube. Acredito não só no projeto mas no clube, nas pessoas, e por achar que me enquadrava neste projeto», falando ainda do que mudou nestes sete anos no clube vareiro.

«Neste momento o Espinho é um clube cumpridor, e não só a nível financeiro! Na altura em que saímos não era só isso, também havia a relação humana! Havia mentira, cinismo, intriga... o que nos levou a sair. Neste momento, conseguimos perceber que as pessoas são honestas e que cumprem os compromissos assumidos, seja a nível financeiro, com material para trabalho, quer com os objetivos a que se propõem. São pessoas realistas e que fazem as coisas de forma equilibrada e pensada, acrescentou.

outsider Sporting de Espinho

A finalizar a entrevista, Roberto Reis admitiu que o Espinho não se pode considerar candidato ao título nacional, tendo em conta o poderio financeiro de Benfica, Sporting e Fonte do Bastardo.

«O Sporting de Espinho será um outsider! O nosso clube não se pode considerar um candidato porque quando se fala de candidatos está em questão muito dinheiro e orçamentos muito elevados. Felizmente para a modalidade temos mais um clube entre os grandes, o Sporting, que quer apostar para ganhar e ser campeão. O Sporting apostou muito forte e em jogadores de grande nome. A equipa do Fonte do Bastardo também se reforçou uma vez que as coisas na época passada não correram como pretendia. Estes clubes pagam aos jogadores aquilo que para o Sporting de Espinho é impensável! E, pelos orçamentos, teremos três equipas candidatas ao título», finalizou.