placardpt
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa
      2022/08/14
      E0
      "O sítio dos Gverreiros” é uma coluna de opinião de assuntos relativos ao SC Braga, na perspetiva de um olhar de adepto braguista, com o sentido crítico necessário, em busca de uma verdade externa ao sistema.

      Começo este artigo pelo futebol de praia, uma vez que o SC Braga renovou o título de campeão nacional, depois de bater na final a Casa do Benfica da Loures (3x2), precisamente o adversário com o qual tem disputado os últimos títulos, tanto nesta temporada como na anterior. Só um bom plantel poderia manter um nível muito elevado com as ausências dos internacionais Jordan Santos, Ruben Brilhante e Bruno Torres, mantendo a capacidade de conseguir o oitavo título, em dez possíveis.

      O trabalho desenvolvido em Braga, pelos irmãos Torres, tem sido bastante profícuo, eles que estiveram num “banco técnico” reforçado devido à lesão do líder Bruno, que assim se juntou ao seu irmão António, sendo forçado a sofrer ainda mais pelo impedimento físico do momento. Mas, esta história terminou bem com esta conquista, que ajuda a cicatrizar algumas feridas abertas pela inesperada perda recente da Euro Winners Cup e o museu bracarense começa a pedir alargamento em função dos troféus que esta modalidade tem conquistado.

      Os meus parabéns, algo desfasados no tempo, a todo o grupo de trabalho. Espero que a Pedreira tenha, em breve, oportunidade de homenagear estes campeões das areias, cujos desempenhos elevam a equipa para um nível de Super Braga.

      Passando para o relvado, os arsenalistas já disputaram duas jornadas, num calendário que se apresentava difícil no dealbar da competição. O início das hostilidades aconteceu frente ao Sporting, numa Pedreira que apresentava um certo encanto por estar em esmagadora maioria vestida de vermelho e branco. O jogo foi, inequivocamente, uma boa propaganda do futebol, numa tarde soalheira e bastante quente, tendo terminado com um empate (3x3), depois de o SC Braga ter recuperado três vezes no marcador, uma vez que nunca teve a felicidade de ter estado em vantagem. Ora, o empate obtido neste contexto de dificuldades apresentou sinais bastantes positivos que apraz registar.

      Findo o encontro a equipa foi saudar os adeptos, com o Capitão Ricardo Horta à frente, o que foi desde logo anunciado como a despedida do 21 e alguma imprensa apressou-se a marcar a hora da sua chegada à capital. Mas, na vida nada é definitivo e o jogador trabalhou a semana toda, na preparação da deslocação ao vizinho Famalicão, onde foi mesmo utilizado o tempo todo.

      Depois de uma viagem curta a Famalicão, onde muitos mais adeptos gostavam de se ter juntado aos que estiveram no estádio, mas que foram impedidos porque os famalicenses não cederam bilhetes para que tal acontecesse. Como o desempenho da equipa na jornada inaugural tinha sido positivo, apenas uma alteração se verificou no onze inicial entre os dois jogos, com a entrada de Fabiano, que faz dos calções arregaçados uma imagem diferenciadora, para o lugar do lesionado Vitor Gomez, um espanhol teve uma estreia indesejada frente aos leões, que o obriga a ficar de fora algumas semanas.

      O jogo revelou-se um amor de perdição para os Gverreiros do Minho e o triunfo por 0x3 demonstrou uma facilidade surpreendente, uma vez que nunca o SC Braga tinha vencido em Famalicão para a principal competição de Portugal. Além de um golo raro obtido pelo pé direito do esquerdino Sequeira, houve mais dois conseguidos por Banza, que promete tornar-se num caso sério nos brácaros, e que ilustraram uma exibição segura dos comandados de Artur Jorge, cujos sorrisos no fim do jogo eram bastante significativos. Uma nota positiva para a ação da polícia, presente em grande número, que aparentava algum perigo a quem ali se deslocava com equipamento a rigor e que deveria ser banido de vez do futebol. Mas, felizmente, não se registaram incidentes negativos, o que é relevante.

      A estrela das redes sociais em Braga, por agora, é o mexicano Diego Lainez, que se estreou na equipa e mostrou alguns pormenores que deixam antever coisas muitos boas no futuro. A imensa legião de seguidores do jogador mexicano apresenta-se desejosa de ver o seu ídolo ser influente a tempo inteiro, algo que os braguistas também desejam, ainda que para estes seja mesmo importante que o coletivo funcione e a equipa obtenha sucessos desportivos.

      Como a liga apenas se está a iniciar, faço votos para que a equipa bracarense dê mais passos seguros, rumo a um futuro que se deseja risonho.



      Comentários (0)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      EAinda não foram registados comentários...
      OPINIÕES DO MESMO AUTOR
      O futebol de competição de clubes deu lugar aos jogos das seleções. Alguns países agendaram encontros particulares, ao passo que outros tinham jogos inseridos nas ...
      25-09-2022 11:28E1
      O SC Braga brindou os seus adeptos com mais uma grande noite internacional, demonstrando que na atualidade possui um nível europeu que orgulha a Legião do Minho. Depois de se ter ...
      18-09-2022 12:22
      A atual temporada tem tido um início, em Braga, de acordo com as melhores expetativas, mas também acima das que a maioria, porventura, detinha. Esta ideia teve confirmação ...
      11-09-2022 10:02E1
      Opinião
      Campo Pelado
      Pedro Jorge da Cunha
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa
      A preto e branco
      Luís Cirilo Carvalho
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa