placardpt
      A preto e branco
      Luís Cirilo Carvalho
      2022/06/24
      E8
      "A Preto e Branco” é uma coluna de opinião que procurará reflectir sobre o futebol português em todas as suas vertentes, de uma forma frontal e sem tibiezas nem equívocos, traduzindo o pensamento em liberdade do seu autor sobre todas as questões que se proponha abordar.

      Acho piada a esta conversa feudal dos "grandes" e dos "pequenos".

      Alimentada por adeptos, por jornalistas, por dirigentes.

      Em que parece que três clubes fazem um grande favor aos outros em os deixarem jogar com eles.

      Em que três clubes andam há cem anos a espezinhar a verdade desportiva para construírem a sua "grandeza".

      Em que três clubes alicerçam a "grandeza" numérica das suas massas simpatizantes no tremendo atraso cultural deste país, que permite haver em Chaves adeptos do Sporting, em Braga adeptos do Benfica e em Arouca adeptos do Porto, só para dar exemplos de três cidades com clubes na primeira divisão em que os adeptos dos chamados "grandes" serão mais do que os do clube da Terra.

      Em que três clubes são muito maiores que os outros porque tem uma imprensa que os promove até ao limite do absurdo, tem um sistema bancário que lhes permite endividamentos vedados aos outros e ainda lhes concede perdões de divída que são um insulto a todos quantos pagam religiosamente os seus compromissos, tem um poder político e autárquico que os sustenta e lhes dá benesses e favores que não dá a mais ninguém.

      Tem, e os últimos são os primeiros em termos de importância nesta matéria, arbitragens, conselhos de disciplina, videoárbitros, direcções da Liga e da Federação que os levam ao colo com o maior dos despudores e fazendo deles o centro e o motivo de toda as suas preocupações, como se o futebol português fossem eles e o resto fosse mera paisagem.

      Foi assim, é assim, assim será a construção do mito dos "grandes" do nosso futebol.

      Grandes nos favorecimentos, grandes na falta de vergonha, grandes nos calotes, grandes nos atropelos à verdade desportiva, grandes na forma vergonhosa como tratam os outros clubes nacionais, grandes nas pressões para manterem o "status quo" feudal que lhes sustenta a pseudo grandeza.

      Por mim, enquanto vitoriano que gosta do seu clube (apenas e só) mas também gosta de futebol, desejo sinceramente que um dia exista uma Superliga europeia e que nela caibam (o que é duvidoso) os tais pseudo "grandes" do nosso futebol.

      Que bom seria vermo-nos livres desses "trastes" e podermos ter campeonatos com verdade desportiva, com igualdade de tratamento para todos os clubes, com justa distribuição das verbas televisivas.

      Campeonatos competitivos, com vencedores incertos e um futebol em que quem paga cotas, lugares anuais, bilhetes, não fosse ludibriado pelo "sistema" que actualmente faz de três filhos e dos outros todos enteados.

      Não, caros portistas, benfiquistas e sportinguistas.

      Os outros clubes não precisam dos vossos para nada.

      Os vossos é que precisam dos outros.

      Para terem com quem jogar nas competições nacionais, para terem a quem comprar barato para depois venderem caro, para terem a quem ganhar com relativa facilidade para depois poderem ter as salas de troféus recheadas de taças e tacinhas.

      Até um dia.

      Até ao dia em que os outros abram os olhos e façam valer os seus direitos, no limite mandando-vos jogar sozinhos, até ao dia em que os outros sejam todos eles dirigidos por gente imune ao vosso "virus" e que vistam apenas a camisola dos seus clubes, até ao dia em que os cidadãos deste país abram os olhos e percebam que devem apoiar os clubes das suas terras e não apenas aqueles que veem na televisão, e de longe a longe num estádio, porque ganham mais vezes que os outros.

      Se tiverem dúvidas sobre como isso se faz, basta porem os olhos em Guimarães e nos adeptos do Vitória.

      Que adoram ganhar mas não fazem disso condição de apoio ao seu clube.

      Que estão em grande número nos momentos bons, mas em número ainda maior nos momentos maus e em que sabem que o clube precisa deles.

      Que tem um orgulho inultrapassável na sua Terra e o exprimem através do apoio ao seu principal clube.

      Fossem todas as terras como Guimarães e o nosso futebol, o nosso desporto e a nossa cultura de comunidade seriam seguramente bem melhores.

       

      P.S. Não se veja neste texto qualquer falta de respeito por Benfica, Sporting e Porto. Que respeito enquanto instituições históricas e com relevantes serviços prestados ao desporto em Portugal. Exerço apenas o meu direito à indignação pela forma como parte da “grandeza” desses clubes foi conseguida com os apoios descritos no texto, e por haver quem, apreciando comer gelados com a testa, pretenda que os outros os comam também.

      Com os vitorianos não terão seguramente sorte nenhuma!



      Comentários (7)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      TI
      Cirilo
      2022-06-29 16h36m por ti_maria_69
      Começa a não haver palavras para descrever este "sr. " e todos os seus complexos. . .

      O que se esqueceu de referir é que os comportamentos de que se queixa feitos pelos 3 ditos grandes, o VSC também os pratica com os mais pequenos, principalmente nos escalões de formação, onde anda literalmente a tentar roubar atletas a clubes de concelhos e distritos vizinhos, atropelando a verdade desportiva e normas e procedimentos a ter nestes casos, sendo de uma tal falta de vergonha na...ler comentário completo »
      joaomartinsvsc
      2022-06-25 19h04m por redlegion
      "Aliás, não sei em que claque é que há biclubistas mas gostava que fosse apresentado algo mais detalhado para conseguir entender esse tipo de afirmações caluniosas. " - Se calhar pode perguntar a um ex-chefe da claque porque é que era sportinguista e mudava de bancada quando o Sporting ia a Guimarães (e isto foi-me contado por um membro da dita claque) . . .
      Mitos urbanos em baixo
      2022-06-25 11h12m por joaomartinsvsc
      As pessoas daqui dos comentários estão com alguma razia dado que o Braga realmente não tinha um número tão acentuado de sócios e assistências em jogos antes de 2009/2010. Em Guimarães também existem pessoas de outros clubes é perfeitamente natural, agora não me venham dizer que estão num grande número porque não estão, ou então sou eu que sou da cidade e a maioria das pessoas que conheço são do Vitória SC. Aliás, não sei em que claque é que há biclubistas mas gostava que fosse apresentado a...ler comentário completo »
      LOL
      2022-06-24 16h48m por Kurika
      "Que estão em grande número nos momentos bons, mas em número ainda maior nos momentos maus e em que sabem que o clube precisa deles. "

      Isto só pode ser para rir. Basta ir ver as médias de assistências do Vitória SC e percebemos que são melhores quando estão a fazer boas épocas (16/17) e piores quando fazem más épocas (a do Sérgio Conceição em que mal passaram as 10 mil pessoas).
      E eu nem estou a criticar já que isto acontece em TODOS OS CLUBES. Agora, este ideia de que...ler comentário completo »
      Yharnam
      2022-06-24 14h47m por H2ONeverDie
      Eu também conhecia uma pessoa que era benfiquista mas a beira de gente fiel ao vitória dizia que era do vitória. . .
      Nem imagino o que lhe acontecia se gritasse pelo Benfica no meio dos adeptos fieis do vitória Guimarães.
      Lol
      2022-06-24 14h23m por Yharnam
      Sou de Braga e tenho muitos colegas e alguns amigos de Guimarães. Dos que se dizem adeptos do Vitória, que eu saiba, pelo menos metade têm um dos 3 ditos grandes como verdadeiro clube (no entanto dificilmente perdem um jogo do Vitória no estádio e nao deixam de ser investidos no clube).
      A própria claque está cheia de biclubistas, e isto não é só com base na minha experiência mas também com base na experiência que os próprios vitorianos me relatam.
      A ideia de que em Guimarães...ler comentário completo »
      Cirilo
      2022-06-24 14h20m por redlegion
      O que seria de Luís Cirilo se não perdesse a oportunidade de mandar bocas ao Braga. . .
      OPINIÕES DO MESMO AUTOR
      Quem lê as caixas de comentários dos jornais desportivos, dos sites sobre desporto, como o zerozero, e muito em especial as milhentas páginas de Facebook constata com uma ...
      21-07-2022 09:37E3
      Agora que a época do Vitória, e de todos os outros clubes - excepto os que vão disputar a final da Taça de Portugal e o play off -, está terminada, há que ...
      18-05-2022 16:24
      Falar e escrever sobre treinadores é fazê-lo sobre uma das profissões mais apaixonantes do mundo do futebol, mas simultaneamente daquela que maior instabilidade significa para ...
      10-05-2022 16:19E4
      Opinião
      Campo Pelado
      Pedro Jorge da Cunha
      19:45
      Duarte Monteiro
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa
      O Melhor dos Jogos
      Carlos Daniel
      Campo Pelado
      Pedro Jorge da Cunha
      O Melhor dos Jogos
      Carlos Daniel