betclicpt
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa
      2020/10/18
      E2
      "O sítio dos Gverreiros” é uma coluna de opinião de assuntos relativos ao SC Braga, na perspetiva de um olhar de adepto braguista, com o sentido crítico necessário, em busca de uma verdade externa ao sistema.

      A liga portuguesa regressou, depois da pausa para os trabalhos da seleção. A Pedreira foi palco de um jogo frente ao Nacional ainda invicto e onde perdeu esse estatuto em Braga, de forma justa, diga-se.

      A equipa de Carlos Carvalhal conquistou os três pontos, graças à segunda vitória consecutiva, sempre com bom futebol. Os Gverreiros do Minho foram mais constantes ao longo dos noventa minutos, do que nos jogos anteriores, mas o desperdício atacante verificado impediu um resultado amplo, a condizer com o que se passou em campo. Fransérgio e Iuri marcaram os dois grandes golos bracarenses, com o resultado a ser fixado na diferença mínima através de Nuno Borges perto do fim, a aproveitar um erro raro e a falta de reação rápida que impediu a sua correção. Para os registos fica este triunfo, que claramente peca por escasso, mas cuja exibição deve alimentar as esperanças braguistas de verem a equipa jogar bem, o que a coloca certamente mais próxima de ganhar.

      A equipa bracarense tem pela frente uma série intensa de jogos, entre competições internas e internacionais (Liga Europa), mas isso deve orgulhar o grupo, porque outros emblemas gostariam de ter tão apertada competição, porém está a competir internacionalmente quem chegou lá por mérito. A fase de grupos começa com a receção ao AEK (Grécia) já na próxima quinta-feira, onde vai contar com a presença de 4500 adeptos, conforme autorização oficial. Será o regresso dos adeptos às bancadas, afinal o seu lugar natural. Os três estádios das competições europeias terão mais encanto com a presença de público.

      Os trabalhos da seleção nacional incluíram três jogos, sendo um particular e dois oficiais, e contaram com a presença do arsenalista Sequeira, que apenas sentiu o prazer de treinar no grupo, sem se estrear, o que concretizaria um sonho, por certo. Pode ser que o futuro lhe traga essa oportunidade de estreia como internacional, que é um grande objetivo de qualquer profissional de futebol. Uma nota negativa para o surgimento de três casos positivos de COVID19 no seio da seleção, o que representa um alerta geral para que os comportamentos de todos sejam cada vez mais responsáveis até ao fim desta pandemia.

      A equipa feminina regista até ao momento o pleno de vitórias nos jogos disputados, tendo vencido nesta jornada por 8-0 no reduto do Gil Vicente. Esta época o formato da competição tem moldes diferentes, pelo que a competição mais dura ocorrerá na fase final, onde estarão as melhores equipas da primeira fase, que se joga em duas zonas, Norte e Sul. A equipa de Miguel Santos pode disputar, em dezembro, num curto espaço de tempo as finais da Taça da Liga, onde tem presença garantida e da Taça de Portugal, onde defronta o Estoril fora na meia-final, referentes à época anterior, pelo que as alegrias femininas podem mesmo acontecer brevemente.

      A equipa de sub-23 tem feito um trajeto vitorioso, com uma derrota apenas em casa, frente ao Famalicão. Tirando essa exceção, os restantes quatro jogos permitiram obter outras tantas vitórias, tendo vencido nesta jornada o Rio Ave, na Cidade Desportiva, por 2-1. Nota para média de idades bastante baixa que a equipa regista, cujos atletas veem em Rodrigo Gomes, que já se estreou aos 17 anos na equipa principal, como um exemplo a tentar seguir. Esta será, por certo, um dos objetivos do trabalho competente que Artur Jorge está a realizar.

      Uma referência final para o trabalho brilhante do ciclista português João Almeida na volta à Itália 2020, onde ostenta há muitos dias consecutivos a camisola rosa, que representa a liderança da corrida. Independentemente do resultado que se observar no final, o jovem português já tem muito mérito na competição que realizou até aqui. Por isso, os meus parabéns e faço votos para que termine a competição como vencedor.



      Comentários (2)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      NC
      2020-10-19 20h56m por manuelcruz505
      1"ligar a nível I
      Interno???? Nem nos melhores sonhos desse senhor António Costa qt mais!!!! Mas sonhar no é proibido. . . Boa sorte
      DI
      Um grande
      2020-10-19 16h25m por disteel
      Para mim o Braga é um grande do futebol português. Falta apenas alguma independência do Salvador para poder chegar mais além. A subjugação ao centralismo acabam por atrasar o poderia bracarense que já merece um título nacional. Claramente uma das melhores equipas deste ano. Tem um plantel ainda mais equilibrado, um treinador mais maduro e todas as condições para chegar longe. Atacar o top 3 e sonhar com o 1º lugar a nível interno. Passar os grupos e chegar o mais longe possível na Liga Europa são objetivos legítimos!
      OPINIÕES DO MESMO AUTOR
      A estreia do SC Braga na fase de grupos da presente edição da Liga Europa aconteceu na Pedreira, frente ao AEK de Atenas, curiosamente o primeiro adversário de sempre dos ...
      24-10-2020 21:01E1
      A época passada em Braga foi atípica, com a utilização de cinco treinadores, ainda que Abel Ferreira tenha saído sem qualquer jogo oficial realizado, mas sendo ...
      11-10-2020 13:55
      O SC Braga deslocou-se a Tondela ávido de pontos, uma vez que a contabilidade estava nula, e de modo injusto dir-se-ia com alguma verdade. O treinador Carlos Carvalhal procedeu a três ...
      04-10-2020 13:01
      Opinião
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa
      A preto e branco
      Luís Cirilo Carvalho
      A Coluna é do Silva
      Paulo Silva
      Vénia ao 3º Anel
      Filipe Inglês
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa
      O Melhor dos Jogos
      Carlos Daniel