Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

SportingPortugal
PortugalPortimonense
TondelaPortugal
PortugalBenfica
FC PortoPortugal
PortugalMarítimo
C
Dezembro 2009x
Terminado que está 2009 é altura de se começar a fazer História e analisar os destaques, desilusões e confirmações do ano. Em termos individuais natural relevância para a contratação do ano, a maior de sempre, de Cristiano Ronaldo no último defeso. Em termos colectivos destaque para o FC Porto, tetra campeão, vencedor da Taça e da Supertaça, sem esquecer as confirmações de um Braga e Nacional fortes, e de um Benfica em crescendo. Desilusões também as há, com especial incidência para o Sporting.

Destaque: FC Porto

Os «dragões» assumem naturalmente o destaque nacional colectivo, com a conquista do título de campeão nacional, a vitória na Taça de Portugal e Supertaça e com apuramentos para os Quartos de Final da Liga milionária na época transacta e já na temporada corrente para os Oitavos de Final. A afirmação da estrutura azul e branca como a mais forte a nível nacional é inequívoca para adeptos e adversários, e internacionalmente é evidente um solidificar de um lugar fixo nas melhores 16 equipas da Europa com qualificações sucessivas para os Oitavos de Final da mais importante prova de clubes.

Confirmações: Sp. Braga e Nacional

Apesar deste facto, na época actual, e a nível nacional, a Liga está bastante mais equilibrada, onde Braga e Benfica assumem-se como as melhores equipas desta primeira volta, com os arsenalistas a serem não mais uma equipa «revelação», mas sim uma «confirmação» de um crescimento sustentado que lhes permitiu desde 2003/04 apenas por uma vez ficar abaixo do 5º lugar. A performance da equipa do Minho nesta temporada tem sido praticamente imaculada, com vitórias sobre FC Porto, Sporting e Benfica deixando no ar a ideia que é real a candidatura ao título de 2009/10.

Outra equipa que tem demonstrado bastante regularidade é o Nacional da Madeira. Os insulares conseguiram o apuramento para as competições europeias com um brilhante 4º lugar, exibindo bastante qualidade futebolística na Europa League que resultou no apuramento para a fase de grupos da competição. Internamente o 4º lugar que ocupa actualmente demonstra que há obra no universo alvi-negro. O clube de Rui Alves pode orgulhar-se das infraestruturas construídas e da força demonstrada pela equipa.

Crescimento: Benfica

Num resumo do ano civil de 2009, e se fosse representado através de um gráfico, a ideia que fica é que o maior crescimento é o do Benfica de Jorge Jesus quando comparado com o de Quique Flores. Não só em termos classificativos (mais 4 pontos que em 2008/09 onde também ocupada em parceria o topo da classificação), mas essencialmente em termos exibicionais e de demonstração de força. O Benfica do «mestre da táctica» é neste segundo semestre de 2009 um Benfica goleador, que massacra os adversários e que tem causado impacto. Os 62 golos marcados e 15 sofridos nos 24 jogos oficiais (média de 2.6 golos marcados por jogo) esta temporada demonstram bastante.

Desilusão: Sporting

É inevitável falar do Sporting quando se analisa o ano que finda. Muito por culpa do segundo semestre, mas para se ter uma noção clara recordamos a cruel realidade dos números. Na época actual em 26 jogos oficiais, os leões conquistaram apenas 10 vitórias, 12 empates e 4 derrotas, não conseguindo o apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões e ocupando actualmente o 5º lugar a 12 pontos dos líderes. Paulo Bento saiu e foi substituído por Carlos Carvalhal, mas o que é certo é que a prestação continua medíocre para um clube da dimensão do Sporting.


Cristiano Ronaldo, o mais caro da História

Para terminar é obrigatório salientar a mega transferência de Cristiano Ronaldo para o Real Madrid. Apesar da época 2008/09 não ter sido extraordinária quando comparada com a de 2007/08, o internacional português não deixou de ser campeão inglês, melhor marcador da equipa na Premier League e na Liga dos Campeões (onde perdeu a Final frente ao Barcelona... de Messi), tudo isto apesar de ter perdido os primeiros meses da época devido a lesão. No último Verão os desejos de Florentino Perez foram atingidos, consumando-se a transferência das transferências, com os 94 milhões de euros a convencerem Sir Alex Ferguson a abrir mão da «estrela da companhia» (2º melhor da década nos red devils). Ronaldo viajou então para Madrid e encanta desde o primeiro minuto a exigente «afición merengue»

Terminado que está 2009 resta pedir que 2010 nos traga uma grande prestação de Portugal no Mundial depois de uma qualificação difícil e de um caminho muitas vezes tortuoso rumo à fase final da mais importante competição do Mundo.
31-12-2009 11:46E158