SRIJ divulga números do terceiro trimestre de 2021

06/01/2022

O Serviço de Regulação Inspeção de Jogos divulgou os números do terceiro trimestre, onde os valores transmitidos demonstram a clara tendência para o mercado das apostas desportivas subir, não somente face ao anterior trimestre, mas também ao de 2020.

Números que, geram algumas curiosidades nas apostas, mas também nos mercados a serem vistos, em 15 entidades autorizadas a exercer a atividade em Portugal, mais uma face ao ano anterior.

Análise das apostas desportivas

Foram 114,2 milhões de euros de receita bruta perante a atividade de jogos e apostas online, uma subida perante o ano de 2020, mas menos 10,8 milhões do que o trimestre anterior. Contudo, 43,2% da receita é de apostas desportivas.

Esta variação negativa face ao anterior trimestre resulta numa quebra de receita em apostas desportivas de -26,9%, porém, subiu a fasquia em jogos de azar.

Valor utilizado em apostas desportivas

Comparando ao ano anterior há um crescimento de 74,1 milhões de euros, mas uma quebra perante o trimestre anterior, onde foram registados menos 7,9 milhões. Todavia, uma perda natural perante as paragens de campeonatos no último trimestre.

Os mercados em crescimento em Portugal

O maior volume de apostas desportivas em Portugal continua a ser o desporto rei, o futebol, que representou, segundo a análise do SRIJ, 82,10% das apostas efetuadas. Seguidamente surge o ténis, como modalidade mais representada nos mercados, com uma percentagem de 13,29%, um número natural perante os torneios em andamento.

A competição com maior volume de apostas no ténis foi o torneio Open dos Estados Unidos, com um volume de 18,4%, seguido do Open de Wimbledon com 8,4%.

Dentro do futebol, o campeonato mais relevante é a Liga Portuguesa e a Champions League, a representarem 20,2% do volume de apostas na modalidade. Segue-se a La Liga e a Premier League (5,1% e 4,4%, respetivamente).

Evolução dos jogadores registados

As 15 entidades legalizadas junto do SRIJ em Portugal, registaram 162,3 mil novos registos de jogadores, um acréscimo de 10,4 mil novos registos face ao trimestre passado. Destaca-se o maior volume de apostadores a surgir na faixa etária dos 24 aos 34 anos.

Apostas por categoria

Registou-se no terceiro trimestre a realização de pelo menos uma aposta em jogos de azar ou apostas desportivas em cerca de 651,3 mil jogadores. Deste volume de jogadores, 39,9% fizeram apostas exclusivas em apostas desportivas, dado próximo face ao anterior trimestre.

Assim sendo, as apostas desportivas continuam a ser a maior tendência de jogo em Portugal.

Factos do relatório do último trimestre

Cerca de 32,6% dos jogadores realizaram apostas desportivas em simultâneo em jogos de fortuna ou azar.

Em Portugal apenas é permitido a entidades com licença operar jogos online. Neste sentido, foram detetados e notificados 48 operadores ilegais para encerrarem atividade, só no último trimestre! No total, 14 participações entraram na Justiça para efeitos de processo-crime.