história
Rivalidades

Derby della Lanterna: Genoa x Sampdoria

Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
À entrada do Porto Antico de Génova encontra-se a elegante Lanterna [it: farol] , símbolo da cidade de orgulhosa tradição naval, porto de partida das naus da Sereníssima República de Génova, potência naval e mercantil que rivalizava com Veneza pela supremacia das rotas do Mediterrâneo, com um império que incluía entre outros territórios, as ilhas da Córsega ou de Samos e a distante Crimeia.
 
A silhueta da Lanterna era primeira imagem que os marinheiros genoveses tinham da sua terra, e como tal ganhou um simbolismo que se prolongou muito para além do fim da República de Génova, às mãos de Napoleão Bonaparte em 1797.
 
Muito antes do general corso acabar com a independência genovesa, já a imponente Lanterna vigiava a entrada do porto da cidade. Construída no século XII, a torre cedo se tornou  no ex-libris da cidade, e ainda hoje é o seu mais famoso monumento.

A cerca de cinco quilómetros para nordeste encontra-se o Comunale Luigi Ferraris, estádio municipal de Génova, casa do Genoa e da Sampdoria, os dois emblemas maiores de la Superba (1), as duas partes integrantes de um dos dérbis mais intensos e apaixonantes do futebol transalpino, e porque não europeu, o derby della Lanterna
 
Um dérbi com tradição
 
Banhado pelo Mar da Ligúria, foi no porto de Génova que um grupo de ingleses introduziu o futebol no país. O futebol italiano partilha o local de nascimento com Cristóvão Colombo. As mesmas pedras que conheceram o navegador genovês, foram pisadas pelos grupos de marinheiros ingleses que se divertiam a chutar uma bola. 
 
Seria também em Génova que nasceria o primeiro clube de futebol, apesar de algumas teorias indicarem a cidade de Turim como o berço do primeiro clube italiano dedicado ao futebol. Contudo, a verdade incontestada é que em 1898 o Genoa sagrou-se o primeiro campeão italiano de futebol, batendo a concorrência de um trio proveniente de Turim:  o FBC Torinese, a Ginnastica Torino e  o Internazionale Torino. O domínio dos rossoblu era tão avassalador, que o Genoa conquistou seis das primeiras sete edições da prova, com o AC Milan a ser o primeiro clube a quebrar o monopólio genovês em 1901.
A fundação da Sampdoria e o dérbi

A Sampdoria só nasceu depois do fim da Segunda Guerra Mundial, fruto da fusão de clubes que durante a primeira metade do século rivalizaram com o Genoa. Entre 1898 e 1946, os rossoblu enfrentaram em apaixonantes dérbis o Andrea Doria, Sampierdarena, Pro Liguria e La Dominante. Contudo, a organização das competições futebolísticas em Itália impedia que equipas da mesma cidade se enfrentassem no mesmo girone (grupo) do campeonato nacional, como tal, os dérbis entre as equipas de Génova, à semelhança de outras cidades de Itália, eram apenas jogos amigáveis.

Entre 1919 e 1923 este sistema de organização do campeonato seria alterado, com a permissão da inclusão de equipas da mesma cidade no grupo, o que levou a um aumento exponencial do número de dérbis. 

Recuando no tempo, o primeiro dérbi genovês de que há registo foi disputado pelo Genoa e pelo Pro Liguria em 1898, com vitória rossoblu por 4x2. Mas só em 1902 seria jogado um dérbi entre o Genoa e um antepassado da Sampdoria, o Andrea Doria, quando este clube abriu a sua secção de futebol.
 
A fundação da Sampdoria e o primeiro dérbi
 
Seria só em 1946 que a Sampdoria nasceu, fruto da fusão entre o Sampiedarena e o Andrea Doria. Desde esse momento que as duas equipas jogam em casa no Luigi Ferraris, no bairro de Marassi. O primeiro encontro entre os dois clubes realizou-se a 3 de novembro de 1946, com a Sampdoria a vencer por um claro 3x0.
 
Seria só em 1946 que a Sampdoria nasceu, fruto da fusão entre o Sampiedarena e o Andrea Doria. Desde esse momento que as duas equipas jogam em casa no Luigi Ferraris, no bairro de Marassi. O primeiro encontro entre os dois clubes realizou-se a 3 de novembro de 1946, com a Sampdoria a vencer por um claro 3x0. 
 
O dérbi genovês é um dos que gera mais paixões em toda a Itália, dividindo literalmente a cidade ao meio durante duas semanas, a que antecede a partida e a seguinte. O estádio enche-se, com o topo norte pintado com as cores do Genoa e o sul com o azul da claque blucerchiati
 
Tal como o dérbi de Verona, entre o Chievo e o Hellas, o Derby della Lanterna é o único dérbi citadino italiano que já foi jogado tanto na Serie A como na Serie B, assim como na Taça de Itália. 
 
A época de 1957/58, mais precisamente no ano de 1958, o dérbi foi jogado em quatro ocasiões na primeira metade do ano, duas vezes para o campeonato e duas para a taça.
 
Números e títulos
 
A rivalidade entre os dois clubes também se esgrime nos troféus conquistados. O Genoa, como primeira força dominante do futebol italiano, conquistou nove scudettos nas primeiras décadas do século XX, a que se juntam oito vice-campeonatos. Ainda hoje é o quarto clube com mais títulos de campeão em Itália, atrás da Juventus, Milan e Inter, mesmo não tendo vencido nenhum campeonato desde 1924.
 
Por sua vez a Sampdoria só se sagrou campeã em 1991, mas venceu a Taça de Itália em quatro ocasiões, troféu que o Genoa só venceu por uma vez em 1937. 
 
O grande feito da Samp é indiscutivelmente a vitória na Taça das Vencedores das Taças em 1990, batendo na final os belgas do Anderlecht, além de ainda ter jogado uma final da Taça dos Campeões Europeus, perdida para o Barcelona de Cruijff em Wembley
 
--------------------------------
(1) - La Superba - A Orgulhosa, nome por que é conhecida, graças ao seu passado histórico, a cidade de Génova.
Statistiche dei Derby[modifica | modifica wikitesto]Il derby di Genova, conosciuto anche come derby della Lanterna, è la partita di calcio tra le due maggiori squadre calcistiche genovesi, il Genoa e la Sampdoria.
 
Si tratta del più antico derby d'Italia e dal secondo dopoguerra contrappone solo le due citate squadre tuttavia, prima della nascita della Sampdoria, avvenuta nel 1946, il Genoa affrontò altre formazioni quali Andrea Doria, Sampierdarenese (negli anni trenta, quando Sampierdarena era già entrata a far parte del comune di Genova), Liguria e La Dominante, sebbene quest'ultima solo in gare amichevoli perché il regolamento dell'epoca impediva l'inserimento di squadre della stessa città nel medesimo girone eliminatorio. Da segnalare inoltre, tra il 1919 e il 1923, la partecipazione di altre squadre genovesi ai gironi eliminatori liguri validi per il massimo campionato di calcio, con relativo aumento esponenziale del numero dei derby. Per la cronaca si tratta, in ordine di apparizione, di Giovani Calciatori Grifone (club scioltosi alla fine della stagione 1919-20), Spes Genova e Giovani Calciatori Genova (club scioltosi alla fine della stagione di Prima Categoria FIGC 1921-22).
 
Il derby a Genova è vissuto con notevole passione dalle tifoserie, che preparano l'evento settimane prima e lo ricordano per settimane dopo. Lo spettacolo di colori e suoni solitamente proposto dalle due gradinate di tifoserie opposte, la Gradinata Nord per il Genoa e la Gradinata Sud per la Sampdoria, regala all'atmosfera della partita un contributo raramente imitabile.
 
Il derby tra Genoa e Sampdoria è ai primi posti della classifica dei derby più sentiti del mondo,[1] inoltre è la prima stracittadina italiana che sia stata giocata sia in Serie A sia in Serie B, similmente al Derby di Verona, come anche in Coppa Italia.
 
Il primo derby tra Genoa e Sampdoria si disputò il 3 novembre 1946 e venne vinto dalla seconda per 3-0; il più recente si è svolto il 5 gennaio 2016 e ha visto la Sampdoria vincere per 3-2.
 
Il prossimo derby (salvo anticipi o posticipi) è in calendario l'8 maggio 2016, valido come incontro della 37ª giornata del campionato di Serie A 2015-2016, con la Sampdoria come squadra ospitante.
 
 
Il derby si disputa dal 1902, anno di fondazione della sezione calcistica dell'Andrea Doria, ma il culmine di visibilità a livello nazionale c'è stato tra la fine degli anni ottanta e l'inizio degli anni novanta, quando le due squadre erano ai vertici del calcio italiano grazie ai presidenti Paolo Mantovani e Aldo Spinelli.
 
Le prime sfide in realtà risalgono rispettivamente al 1898, quando venne giocata dal Genoa un'amichevole con la Pro Liguria di Genova Sampierdarena vinta dal Genoa 4-2, e poi al 1900, nel corso delle partite eliminatorie di campionato con la Ginnastica Sampierdarenese di Genova Sampierdarena sconfitta 7-0 dal sopracitato Genoa.
 
La stagione 1957-1958, in particolare l'anno solare 1958, è stata l'unica annata in cui si disputarono quattro derby, due di campionato e due di Coppa Italia.
 
Dalla fondazione della Sampdoria, avvenuta nel 1946 dalla fusione della Sampierdarenese con l'Andrea Doria, il derby è sempre stato disputato allo Stadio Luigi Ferraris nel quartiere di Marassi. Tuttavia, nella stagione 1994-1995 ci fu un forte rischio di disputare per la prima volta il derby di ritorno in campo neutro, vista la squalifica del campo del Genoa padrone di casa. Era già stato designato lo Stadio Renato Curi di Perugia come sede dell'incontro,[2] ma la CAF annullò la squalifica a seguito del ricorso del Genoa e la sfida poté disputarsi regolarmente al Ferraris.[3]
 
Il Genoa disputò il suo primo derby nel 1902, vincendolo. La Sampdoria ha disputato tutti i sui derby contro il Genoa, vincendo anch'essa il primo, nel 1946. Da segnalare che l'Andrea Doria e la Sampierdarenese si sfidarono in quattro derby cittadini nelle stagioni 1926-1927 e 1945-1946, con tre successi dei cerchiati e un pareggio. Le due compagini si incrociarono pure in Serie C nel corso della stagione 1931-1932.
 
Statistiche dei Derby[modifica | modifica wikites
Comentários (1)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
GR
Toninho Cereso-1982
2017-03-12 14h01m por gremionarede
Parabéns a cidade de Gênoa, Muito me lembro do craque Cereso, atuou na Sampdória. Viva o Gênoa, mas a SAMP É sagrada,
Tópicos Relacionados
Estádio
Luigi Ferraris
Lotação36536
Medidas105x68
Inauguração1911