história
Clubes

Real de Madrid

Texto por João Pedro Silveira
l0
E10
O Futebol começou a ser jogado em Madrid por alunos da Institución Libre de Enseñanza, tendo alguns desses alunos acabado por fundar em 1895 o Football Sky, o primeiro clube da cidade, que se reunia para jogar aos Domingos na Moncloa. 

Cinco anos mais tarde o clube dividiu-se em duas colectividades: New Foot-Ball de Madrid e o Club Español de Madrid, tendo posteriormente saído do seio deste último os fundadores do Madrid FC,
com Juan Padrós Rubió como presidente.
 
Don Santiago Bernabeu, antigo jogador e Presidente histórico. Principal impulsionador do Real Madrid pentacampeão europeu (1956/60)
Três anos após a fundação o clube venceu a Taça do Rei, a primeira de quatro consecutivas. 
Seria somente em 1920 que o Rei Afonso XIII, um apaixonado pelo Desporto, atribuiu o título de Real ao clube.
Com o advento da II República Espanhola o clube perde o título de “Real” e a coroa no emblema. É contudo adicionado ao escudo, uma barra diagonal que representa Castela.
 
Estes são os anos em que o Real conquista os seus primeiros campeonatos: 1931/32 e 1932/33. 
A guerra civil entre republicanos e nacionalistas estala em 1936, interrompendo abruptamente o desenvolvimento do futebol espanhol. 
No fim do conflito volta a coroa e o nome Real, mas o clube estava moribundo. 
 
Tinha desaparecido a anterior direcção, muitos dos jogadores morreram no conflito, alguns troféus tinham desaparecido da sede.
O longo processo de estruturação e recuperação, ganhou novo alento quando Santiago Bernabéu, que já tinha defendido as cores do clube, sido inclusive capitão, treinador e dirigente, foi eleito presidente dos merengues em 1945. Foi durante o seu longo consulado que o Real Madrid se tornou no colosso que o mundo conhece. 
 
Di Stefano, «la saeta rubia», festeja mais um golo ao serviço do Real Madrid
Primeiro iniciou a construção do Estádio que viria a ter o seu nome, que aquando da construção era o maior da Europa. Depois, foi construída uma Cidade Desportiva para melhorar as condições de treino dos jogadores, e durante esse período foi reestruturando a organização do clube, incentivando a autonomia das diversas secções, profissionalizando toda a hierarquia e criando as bases para o sucesso.
 
Com as infra-estruturas construídas e a casa arrumada, dedicou-se então a construir uma equipa de sonho. Primeiro “roubou” di Stéfano ao Barcelona, mais tarde contratou Gento, Kopa, Munõz, Puskás, criando uma equipa de sonho que além dos campeonatos nacionais, conquistou cinco Taças dos Campeões seguidas, além de inúmeros Campeonatos e Taças de Espanha.
 
Em 1966 o clube conquistou a 6ª Taça dos Campeões, dando a um período de menor fulgor fora de portas. 
Os anos 70 viram o fim da ditadura franquista mas o Real Madrid manteve-se na liderança do futebol espanhol. A década seguinte trouxe a Quinta del Buitre, uma geração que incluía jogadores como Butragueño, Míchel, Sanchís, Vázquez e Pardeza, que conquistou cinco campeonatos, mais três taças, e levou o Real de regresso aos grandes momentos na Europa: finalista vencido da Taça dos Campeões Europeus (1981) e vencedor da Taça UEFA (1985 e 1986).
 
A partir de 1990 o Barcelona inicia um período de domínio na Liga, conseguindo inclusivé a sua primeira Taça dos Campeões. São anos dolorosos para os merengues que vivem à sombra do velho rival. Só em 1995 o Real quebra a hegemonia dos catalães e dá início a segunda era dourada da sua história.
 
As nove Taças de Campeão Europeu em exibição no Museu do Real de Madrid
Fabio Capello entretanto chega de Itália para comandar Mijatovic, Roberto Carlos, Seedorf e Suker e é campeão. No ano seguinte é a vez de Heynckes conduzir os blancos ao título. Recuperada a hegemonia nacional, não espanta que o Real lance as suas ambições à Europa. Em 1998 o Real conquista a sétima Taça e em 2000 a oitava. Nesse mesmo ano chega Luís Figo, contratado ao Barcelona com um novo recorde de transferência que o torna no jogador mais caro da história (até então).
 
Iniciava-se assim a era dos Galácticos, com Florentino Pérez  como presidente. O Real dedica-se a coleccionar os melhores jogadores do mundo: Zidane (2001), Ronaldo (2002), Beckham (2003)...
A nona taça europeia é conquistada em 2002. Curiosamente é um herói local, Raul Gonzaléz que é fundamental nas 3 conquistas europeias e virá a tornar-se o maior marcador dos madridistas na história das competições europeias.
O projecto galáctico eclipsa-se em 2005 com a saída de Figo, o abandono de Zidane e a demissão do próprio Florentino Peres.
 
Em 2002, Luís Figo recebido em Camp Nou com uma cabeça de leitão...
Seguem-se anos de restruturação, com algumas conquistas internas, mas um avolumar de falhanços na Europa.
2009 marca o regresso de Florentino e a contratação de Cristiano Ronaldo, em novo recorde mundial de contratações.
 
Com Ronaldo e mais tarde Mourinho o Real conquista novamente a Liga, pondo fim ao domínio do Barcelona de Pep Guardiola. Mas rapidamente o clube blaugrana volta a recuperar o ascendente do futebol espanhol e o Real, vivendo à custa dos golos de CR7, acaba por centrar os seus objetivos na conquista da «Décima», que finalmente consegue em 2014, batendo o Atlético Madrid na final de Lisboa. 
 
Após mais de cem anos o Real é indesmentivelmente o maior clube do mundo, reconhecido pela FIFA como o maior clube do século XX e a verdade é que só um clube no mundo pode regojizar-se de ter tido nos seus quadros nomes como Di Stéfano, Raul, Gento, Puskás, Santillana, Zamora, Hugo Sanchez, Zidane, Figo, Ronaldo, Suker, Butragueño, Michel, Fábio Capello, Valdano, Mourinho, Cristiano Ronaldo...
Comentários (11)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
MI
zerozero
2014-06-21 12h50m por miguelmam
Agora já são 10 Taças dos Campeões Europeus, não 9.
Pesquisem antes de falar
2014-04-30 13h56m por Helcio
Muito aqui a criticar o Zerozero, clubes portugueses, clubes portugueses, nao há clubes portugueses, pq nao escrevem sobre clubes portugueses! Muita vontade tinham voces de criticar, pois se realizarem uma pequena pesquisa aqui no zerozero vão encontrar muitos artigos sobre clubes portugueses! É mais facil criticar
zerozero
2014-04-30 11h35m por kropotkin
Vejo na vossa listagem artigos sobre os colossos DFC Prag, New York Cosmos e Panionios, mas não consigo encontrar - por mais que procure - o historial do Salgueiros, um grande histórico do futebol português. . .
AJ
BELENENSES
2013-10-25 21h15m por AJP1919
Com tantas coisas que sabiam. . . bem se podia ter referido que foi um clube Português - o Belenenses - o convidado para inaugurar o Estádio do Real Madrid e, 25 anos depois, para celebrar as bodas de prata do mesmo e homenagear o hexacampeão europeu Gento.
PA
Outras histórias
2013-08-30 13h10m por Paulo13Santos
Se verificarmos, creio que nenhum utilizador deste site paga o que quer que seja para que o site continue atualizado. Ou seja, todos nós usufruímos daquilo que os moderados do site nos fornecem. Quer sejam transferências, resultados na hora, ou até mesmo histórias de clubes. O zerozero apresenta-nos as histórias dos principais clubes mundiais e dos mais conhecidos por nós portugueses. Para quê criticar o zerozero? Se queremos outras histórias de outros clubes específicos que não as encon...ler comentário completo »
IB
Parabens
2013-03-06 16h50m por Ibrahimovic18
Parabens
clubes portugueses
2013-03-06 12h21m por zerozero
O zerozero. pt tem publicados 18 artigos sobre 18 clubes portugueses. São mais artigos sobre clubes nacionais do que qualquer outro país. Na verdade, temos quase tantos artigos sobre clubes portugueses como a soma de todos os artigos sobre clubes estrangeiros (18 para 21). Em todo o caso, cremos que artigos sobre qualquer clube relevante no panorama do futebol mundial serão sempre interessantes para os nossos leitores.
Para uma lista completa, por favor consultar http://www. zerozero. pt/themes. php?tp=4
Madrid
2013-03-06 12h12m por amo-te-vitoria
Hala Madrid !
Também acho, que interessa isto?
2013-03-06 11h29m por tcb9277
Publiquem de mais clubes portugueses, pois estes clubes não nos dizem nada.
Em Espanha ninguém quer saber dos clubes portugueses, logo porquê dar tanta importância aos clubes espanhóis?
Orgulhem-se do que é nosso!
RU
Caro zerozero
2011-11-22 16h04m por ruitrind
E falar dos Portugueses! Nada? É que esses não me dizem nada de nada, se não for Português então não tem interesse absolutamente nenhum.

Nós já sabemos importante é Portugal!
TA
caro zerozero
2011-08-14 21h46m por tartaruga19
sem ser os clubes da primeira divisao portuguesa e o real madrid vao publicar mais alguma historia de clubes de futebol???
Tópicos Relacionados