Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

Odds
MarrocosMarrocos
HolandaHolanda
Al AinEmirados Árabes Unidos
IrãoEsteghlal Tehran
Kawasaki FrontaleJapão
TailândiaMuang Thong Utd
história
Grandes jogos

Bayern x Atlético: a final da finalíssima

2011/05/24 18:08
Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
1974 é um ano fundamental na história de Portugal, mas se por cá se vivia com fervor a «Revolução dos Cravos», na Alemanha Ocidental vivia-se o ano «dourado» do futebol alemão. 1974 foi o ano em que o futebol alemão que já tinha sido campeão da Europa de selecções em 1972, se assumiu como uma potência do futebol europeu de selecções e clubes. Foi nesse ano que o Bayern conquistou o primeiro título de campeão europeu de clubes para o futebol alemão, e seria também nesse ano, nem dois meses depois, que a Alemanha Federal conquistaria o Campeonato do Mundo consagrando uma geração de grandes jogadores que tinha em Franz Beckenbauer o seu expoente máximo.

O milagre de Schwarzenbeck

Contudo, a 15 de Maio de 1974 a Alemanha Federal só tinha ganho um Campeonato do Mundo no longínquo ano de 1954 e os clubes da Bundesliga nunca tinham ganho uma Taça dos Campeões Europeus.

Em Bruxelas o Bayern defrontava o Atlético de Madrid que tinha a possibilidade histórica de conquistar a sua primeira Taça dos Campeões, rivalizando com o Real de Madrid, que por esses tempos já tinha coleccionado seis «taças das orelhas».

Foi um jogo muito táctico, onde o nervosismo e o medo de não perder se sobrepuseram a tudo resto.

O «zero a zero» arrastou-se até ao prolongamento e só foi quebrado a seis minutos do fim por Luís Aragonés através de um livre directo apontado de forma magistral.
 
O Atlético ficou então com os seis minutos mais longos da sua história nas suas mãos. Tudo parecia correr bem até que a segundos do fim um remate miraculoso de Schwarzenbeck a 30 metros da baliza, passa a centímetros da mão de Reina e entra rente ao poste direito afundando-se no fundo das redes dos colchoneros. Voltava tudo à estaca zero, sem haver tempo para fazer mais. Os bávaros festejavam efusivamente enquanto alguns jogadores colchoneros caíam pelo relvado completamente desesperados.
 
Pouco depois o senhor Loraux apitava para o final e as duas equipas ficavam "obrigadas" a disputar uma finalíssima dois dias depois.
Pela primeira e última vez na história da Taça dos Campeões havia lugar a uma finalíssima para decidir o vencedor.
 
A finalíssima
 
Dois dias depois as duas equipas voltavam ao local do crime.
 
Os colchoneros entraram a todo o gás, tentando marcar cedo, para fazer justiça ao que tinha acontecido dois dias antes.
 
Após aguentar a pressão espanhola, os alemães conseguiram contra a corrente do jogo, num rápido contra-ataque inaugurar o marcador com um golo de Uli Hoeneß aos 38 minutos.
 
O Atlético acusou o toque e começou a ceder.
 
Gerd Müller aos 58 e 71 minutos e Hoeneß de novo aos 83 fizeram o 4-0 final.
 
O Bayern conquistava a sua primeira Taça dos Campeões. Feito que repetiria nos dois anos seguintes batendo respectivamente o Leeds United e o Saint-Étienne, enquanto o Atlético por sua vez nunca mais chegaria a uma final da TaçaLiga dos Campeões.
 
Maio de 1974 marcou a ascenção do Bayern ao topo do futebol europeu.
Dois dias depois as duas equipas voltavam ao local do crime.
 
Os colchoneros entraram a todo o gás, tentando marcar cedo, para fazer justiça ao que tinha acontecido dois dias antes.
 
Após aguentar a pressão espanhola, os alemães conseguiram contra a corrente do jogo, num rápido contra-ataque inaugurar o marcador com um golo de Uli Hoeneß aos 38 minutos.
 
O Atlético acusou o toque e começou a ceder.
 
Gerd Müller aos 58 e 71 minutos e Hoeneß de novo aos 83 fizeram o 4-0 final.
 
O Bayern conquistava a sua primeira Taça dos Campeões. Feito que repetiria nos dois anos seguintes batendo respectivamente o Leeds United e o Saint-Étienne, enquanto o Atlético por sua vez nunca mais chegaria a uma final da TaçaLiga dos Campeões.
 
Maio de 1974 marcou a ascenção do Bayern ao topo do futebol europeu.
Dois dias depois as duas equipas voltavam ao local do crime. Os colchoneros entraram a todo o gás, tentando marcar cedo para tentar repôr a justiça, após o que tinha acontecido dois dias antes. 
 
Os alemães começaram por aguentar a pressão espanhola, e contra a corrente do jogo, num rápido contra-ataque inauguraram o marcador com um golo de Uli Hoeneß aos 38 minutos.
 
O Atlético acusou o toque e começou a ceder... Os bávaros tornaram-se senhores da partida e começaram a passear a sua classe.
A cada novo golo, mais o ânimo espanhol se afundava...
 
Gerd Müller aos 58 e 71 minutos e Hoeneß de novo aos 83 fizeram o 4-0 final.
 
O Bayern conquistava a sua primeira Taça dos Campeões. Feito que repetiria nos dois anos seguintes batendo respectivamente o Leeds United e o Saint-Étienne, enquanto o Atlético nunca mais chegaria a uma final da TaçaLiga dos Campeões.
 
Maio de 1974 marcou a ascensão do Bayern ao topo do futebol europeu e para muitos analistas terá sido o momento em que o Atlético de Madrid passou ao lado da história e do sucesso...
 
Capítulos
Comentários (1)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
Motivo:
jr
Agora podem emendar. . .
2016-01-19 19h45m por jrodri72
http://www. zerozero.pt/edition. php?id_edicao=58483. . . . Até que chegou o ano de 2014 onde o Atlético de Madrid defrontou o Real Madrid na final. . .
jogos históricos
U Sexta, 17 Maio 1974 - 19:15
Stade Roi Baudouin
Alfred Delcourt
4-0
Uli Hoeneß 28' 82'
Gerd Müller 56' 69'
Estádio
Stade Roi Baudouin
Lotação50122
Medidas106x66
Inauguração1930