Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

Odds
BenficaPortugal
PortugalV. Guimarães
Eintracht FrankfurtAlemanha
AlemanhaBorussia Dortmund
AngersFrança
FrançaParis SG
história
Grandes jogos

Remontada em festival de golos

2017/03/13 00:39
Texto por Vasco Sousa
l0
E0

Camp Nou, 12 de março de 1997. Barcelona e Atlético Madrid disputam a 2.ª mão dos quartos de final da Copa del Rey. Depois de eliminar o Real Madrid na eliminatória anterior, os catalães eram os favoritos a erguer o troféu, mas o sorteio voltou a ditar um osso duro de roer para o Barcelona. Nada mais nada menos que o então campeão espanhol e detentor da Taça, Atlético Madrid.

Na 1.ª mão, no Vicente Calderón, registou-se um empate a dois golos, com um bis de Pizzi, pelo que o Barcelona estava em vantagem na eliminatória. Contudo, à meia hora, a equipa catalã estava praticamente eliminada. Com um hat-trick de Pantic (numa noite desastrada de Vítor Baía), os colchoneros já venciam 0x3 à meia hora de jogo. Bobby Robson, então treinador dos culés, nem esperou pelo intervalo para mexer na equipa e retirou do campo Popescu e Laurent Blanc, substituindo-os pelos avançados Stoichkov e Pizzi.

A precisar de quatro golos para se qualificar para os quartos de final, o Barcelona entrou a todo o gás na 2.ª parte e logo em seis minutos Ronaldo bisou, fazendo a aficion catalã acreditar na remontada. Contudo, Pantic marcou mais um golo, completando um histórico poker, e poucos acreditavam que o Barcelona tivesse força para recuperar.

Mas o Barcelona tinha Ronaldo, o Fenómeno. E Figo. E Guardiola. E Stoitchkov. E Luis Enrique. E De La Peña. 15 minutos depois do 4.º golo da equipa madrilena, Figo marcou um grande golo e voltou a reduzir distâncias. O Atlético tremeu, o Barça acreditou, o Camp Nou tornou-se infernal. Não demorou muito para que Ronaldo assinasse o hat-trick e empatasse o jogo, resultado que ainda assim eliminava o Barcelona. Mas sentia-se que a qualquer altura os catalães poderiam marcar um 5.º golo – e fê-lo. A 10 minutos do fim do jogo, Pizzi, como tantas vezes nessa temporada, marcou tendo começado o jogo no banco e a euforia tomou conta do estádio.

Consumou-se assim uma das maiores espetaculares reviravoltas num jogo de futebol. O Barcelona acabaria por vencer a Copa del Rey bem como a Taça das Taças. Para a história ficou um dos mais apaixonantes clássicos do futebol espanhol, que rendeu nove golos. E inglória para a Pantic, único jogador adversário a marcar quatro golos em casa do Barcelona

Capítulos
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
Motivo:
jogos históricos
U Quarta, 12 Março 1997 - 00:00
Camp Nou
Gracia Redondo
5-4
Ronaldo 47' 51' 72'
Luís Figo 67'
Juan Antonio Pizzi 81'
Milinko Pantić 8' 28' 31' (g.p.) 52'
Estádio
Camp Nou
Camp Nou
Espanha
Barcelona
Lotação99354
Medidas105x68
Inauguração1957