Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

Odds
MarrocosMarrocos
HolandaHolanda
Al AinEmirados Árabes Unidos
IrãoEsteghlal Tehran
Kawasaki FrontaleJapão
TailândiaMuang Thong Utd
história
Grandes jogos

Man United x Benfica: a glória de Charlton

2011/05/27 18:25
Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
Foi em 1968, o ano do Maio revolucionário de Paris e da Primavera de Praga, foi o ano dos movimentos estudantis nos EUA e do verão de amor dos hippies em São Francisco e Londres. No ano em que os Beatles gravaram o épico álbum branco e que Salazar caiu da cadeira, o Manchester United conquistou a primeira Taça dos Campeões para o futebol inglês.

Em memória dos bebés de Busby

Dez anos depois do desastre aéreo de Munique, onde tinham falecido oito dos Busby Babes o Manchester United chegava à grande final. Depois do desastre o United passou por momentos complicados, mas Busby, com muita paciência e trabalho, tinha voltado a formar uma equipa à volta de um dos sobreviventes da tragédia de Munique: Bobby Charlton.

A Inglaterra tinha sido campeã do mundo em 1966 e o futebol inglês estava em alta. No ano anterior o Celtic tinha ganho a final da Taça dos Campeões quebrando a hegemonia dos países latinos.

O Manchester chegava ao grande jogo, ainda para mais disputado em Wembley, Londres, cheio de esperança na vitória.

Com o seu conterrâneo escocês Dennis Law lesionado, restava a Busby que a genialidade de Best viesse ao de cima no maior palco do mundo, para tudo correr como planeado.

Eusébio e companhia

Pela frente os ingleses defrontavam o Benfica, já duas vezes campeão europeu e que chegava em Wembley à sua quinta final.

Se a Inglaterra tinha sido campeã do mundo, Portugal tinha feito um mundial de destaque chegando ao terceiro lugar e tendo em Eusébio o melhor marcador da prova.

Se Charlton jogava no United, Eusébio jogava no Benfica, como muitos dos magriços da brilhante campanha de 1966. 

A primeira parte foi muito calma, muito provavelmente devido ao calor incomum que se sentia em Londres nesse dia. Na segunda parte, aos 8 minutos, Charlton colocou os mancunianos na frente com um golo de cabeça. Aos 30 minutos, a 15 do fim, Jaime Graça empatou para as águias.

Eusébio falha um golo feito e Best resolve

O jogo manteve-se empatado a um até ao fim e foi para prolongamento, muito por culpa de Stepney que defendeu um remate de Eusébio quando este apareceu isolado na sua frente e todo o mundo já gritava golo.

No período extra, o calor provocou muito desgaste nos jogadores, especialmente nos benfiquistas que estranhamente pareciam mais incomodados com as temperaturas elevadas que os seus adversários britânicos.

Logo aos 3 minutos Best colocou os diabos vermelhos na frente e o Benfica acusou, e de que maneira, o golo.

Kidd aos 4 e Charlton aos 9 minutos deitaram por terra o sonho encarnado. Até ao fim os ingleses controlaram o jogo e os portugueses aceitaram o destino.

A maldição de Guttman continuava...

Capítulos
Comentários (1)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
Motivo:
ba
não se fartaram ainda?
2013-06-03 01h29m por balqash
ainda não se fartaram dos relatos dos jogos do benfica quando este ainda equipava de cinzento?
jogos históricos
U Quarta, 29 Maio 1968 - 19:45
Wembley Stadium
Concetto Lo Bello
4-1
Bobby Charlton 53' 98'
George Best 92'
Brian Kidd 94'
Jaime Graça 79'
Estádio
Wembley Stadium
Wembley Stadium
Inglaterra
Wembley, London
Lotação127000
Medidas-
Inauguração1923