Segue o canal do youtube do zerozero.pt

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

história
Jogadores

Wynton Rufer: o goleador dos antípodas

2016/01/22 16:46
Texto por Pedro Marques Silveira
l0
E0
Wynton Rufer é sem duvida o jogador neozelandês mais conhecido de sempre, jogador de topo na Suíça e na Alemanha, onde ao serviço do Werder Bremen brilhou e conquistou títulos. Na selecção esteve presente no mundial de 1982, a primeira presença dos "kiwis" numa fase final de um mundial. Seria considerado pela Federação de Futebol da Oceânia como o melhor jogador da Oceânia do século XX
 
Estrela em ascensão
 
Wynton Alan Whai Rufer nasceu em Wellington, capital da Nova Zelândia, filho de um emigrante suíço e de uma maori. Desde pequeno que descobriu a paixão pelo futebol, certamente incentivado pelo pai, coisa estranha num país que vive e respira râguebi.
 
Jogou no Wellington Diamond United, Stop Out e nos Miramar Rangers, tendo sido votado como o melhor jogador de futebol do país em 1981 e 1982. Nesse ano, os all whites, nome por que é conhecida a selecção conseguiu qualificar-se pela primeira vez para a fase final de um campeonato do Mundo, em Espanha, onde acabou vencida pelas selecções do Brasil, Escócia e União Soviética. 
 
Antes do mundial, já Ken Brown, o manager do Norwich City ficou impressionado com as suas capacidades convidou-o para treinar à experiência em Norfolk tendo convencido os dirigentes do clube, que o convidaram a assinar o seu primeiro contrato profissional, o primeiro que algum jogador neozelandês de futebol assinava.
 
Contudo não teria autorização de trabalho das autoridades britânicas e acabou por ter de esperar um ano antes, de assinar pelos suíços do FC Zürich.
 
Experiência helvética e mudança para Brema
 
Durante sete épocas Rufer fez nome na liga helvética. Em quatro épocas jogou 100 vezes pelo FC Zürich, onde apontou 43 golos, seguiram-se duas épocas no FC Aarau e uma no Grasshopper de Zurique, onde continuou a ser sinónimo de golo, tendo apontado mais de cem golos no Campeonato Nacional Suíço.
 
No verão de 1989, Otto Rehhagel contratou-o para o Werder Bermen. A sua estreia na Bundesliga chegaria a 29 de julho, num nulo contra o FC St. Pauli. Nos primeiros treze encontros na liga, apontou seis golos, tornando-se um habitual titular da equipa.
 
Fazendo dupla com o talentoso Klaus Allofs, ajudou  a sua equipa a bater o Monaco na final da Taça das Taças, vencendo por 2x0 no Estádio da Luz, em Lisboa. Em 1993 os verdes venceram o terceiro campeonato da sua história e Rufer foi fundamental nessa caminhada, apontando 17 golos.
 
Fim da carreira
 
Votado como o melhor jogador da Oceânia em 1989, 1990 e 1992, Acabou por abandonar Brema com 31 anos, trocando o Werder pelos japoneses do JEF United Ichichara. Em 1996 Rehhagel assinou pelo Kaiserslautern que entretanto tinha descido de divisão e convidou-o a deixar a J-League e regressar à Bundesliga. Em meio ano apontou 14 golos ao serviço do clube.
Fotografias(1)
Capítulos
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
Tópicos Relacionados