Playmaker - O futebol em números!

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

X
história
Jogadores

Rafael Moreno Aranzadi: el «Pichichi»

2013/03/05 17:58
Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
Nenhum goleador é mais sinónimo de golo do que Rafael Moreno Aranzadi, o basco que em Espanha, ao serviço do Athletic de Bilbau, marcou uma era e passou à história como o «Pichichi», a alcunha que lhe foi dada pelos rapazes mais velhos com que jogava, quando tinha onze anos.

Nascido em Bilbau, a 23 de maio de 1892, sobrinho do grande escritor, filósofo e poeta, Miguel de Unamuno, um dos grandes da geração de 98, também ele natural de Bilbau, «Pichichi» desde pequeno que demonstrou grande habilidade com a bola.

Começou a jogar no Athletic em 1911, mas só quase dois anos depois é que fez o primeiro jogo oficial com o clube, uma vitória por 3x0 sobre o Real Madrid. Ficaria na história de San Mamés, por ter sido o autor do primeiro golo da «Catedral» bilbaína.

Durante os dez anos que defendeu a camisola dos leones, apontou 200 golos em 170 jogos oficiais, conquistou quatro Taças do Rei e cinco campeonatos regionais, num tempo em que ainda não existia ainda o Campeonato de Espanha. Mais que os seus golos, era o lenço branco que usava na cabeça nos jogos que se tornou na sua imagem de marca.

Aos 29 anos abandonou a carreira de jogador, para passar a dedicar-se apenas a arbitragem, um ano depois, a 1 de março de 1922, a dois meses de fazer trinta anos, morreu vítima de tifo, deixando a afición bilbaína em estado de choque.

O clube acabaria por homenagear o «Pichcihi», colocando um busto seu, da autoria do escultor Quintín de Torre Berástegui, numa das entradas do Estádio de San Mamés, que até aos nossos dias é diariamente enfeitado com flores, velas e símbolos do clube. Diz a tradição, que qualquer equipa que visite San Mamés pela primeira vez, deve depositar uma coroa de flores no busto de «Pichichi».

Mas a mais famosa homenagem de que Aranzadi foi alvo, foi protagonizada pelo jornal a «Marca», que passou a chamar de «Pichichi» ao prémio atribuído ao goleador máximo da liga espanhola no fim de cada temporada. (1)
 
---------------------------------------------------
(1) - Prémio instituido pela primeira vez na época 1952-53.
Capítulos
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
Tópicos Relacionados
Jogador
Equipa