Segue o canal do youtube do zerozero.pt

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

ChavesPortugal
PortugalMoreirense
BoavistaPortugal
PortugalTondela
Desp. AvesPortugal
PortugalV. Guimarães
história
Jogadores

Luis Suárez: o arquiteto

2012/03/22 01:24
Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
Da Galiza para a Catalunha

O galego Luis Suárez Miramontes iniciou a sua carreira no Deportivo de La Coruña, clube da sua cidade natal, em 1953, e terminou-a na Sampdoria de Génova, vinte anos mais tarde, após passagens marcantes pelo FC Barcelona e Inter de Milão.

Em Barcelona destacou-se numa equipa que contava com grandes nomes como Kubala, Czibor, Kocsis e Ramallets. Treinado por Helenio Herrera, o grande mestre argentino, foi fundamental nas conquistas do Barça, vencendo a Bola de Ouro para melhor jogador da Europa em 1960, atribuída pela revista francesa France Football.

No FC Barcelona ganhou duas vezes o Campeonato Espanhol, duas vezes a Taça do Rei e também por duas vezes a Taça das Cidades com Feiras (prova antecessora da Taça UEFA), além de ter ainda jogado uma final da Taça dos Campeões, perdida para o Benfica, em Berna, por 2x3.

A sua mestria encantava as bancadas do Camp Nou e a fama de «el arquiteto» rapidamente galgou as fronteiras, surgindo naturalmente nas mãos dos dirigentes catalães propostas de aquisição do seu passe por parte de clubes estrangeiros, em particular italianos, que lhe acenavam com convites tentadores de muitas liras...

O salto para San Siro

Mudou-se depois para o Inter de Milão em 1961, na maior transferência de sempre até então, no valor de 250 milhões de liras, seguindo Herrera, seu treinador e mentor. Com a camisola nerazzurri ganhou três vezes o scudetto, duas vezes a Taça dos Campeões e conquistou também a Taça Intercontinental em 1964 e 1965.

Euro 64

Pela seleção espanhola o grande feito de Suárez foi a conquista do Euro 1964, com a Espanha a jogar em casa, batendo os soviéticos por 2x1 na grande final em Madrid. Não obstante não ter apontado nenhum golo, nem na qualificação, nem na fase final, o médio centro foi fundamental para o sucesso espanhol, sendo reconhecido como a grande figura da competição.

Capítulos
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
Tópicos Relacionados
TEXTO DISPONÍVEL EM...