Playmaker - by zerozero.pt, maior base de dados do mundo de Futebol

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

BenficaPortugal
PortugalArouca
Lusitano FCVPortugal
PortugalSporting
JuventusItália
ItáliaSPAL 2013
história
Grandes jogos

Real Madrid x Videoton: a 7ª taça europeia do Real

2011/05/12 17:51
Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
Em 1985 o Real Madrid já tinha vencido seis taças dos campeões, mas não vencia nenhum troféu desde 1966. Os merengues haviam perdido a final da Taça dos Campeões em 1981 e a da Taça das Taças em 1983, e dois anos depois voltavam aos grandes palcos, para disputar a sua primeira final da Taça UEFA e desta vez defrontando os húngaros do Videoton.

Pelo caminho tinham deixado Admira Wacker, Rijeka, Anderlecht, Tottenham e Inter, perdendo todos os jogos fora, sendo a excepção a vitória conseguida em Londres, que compensou o facto de o Tottenham ser a única equipa que conseguiu sair de Madrid sem o amargo sabor da derrota...

Indubitavelmente, o Real Madrid apresentava-se como favorito e mais que favorito! O Videoton nunca havia chegado a uma final europeia, nunca tinha ganho um campeonato magiar ou uma Taça da Hungria sequer... a história jogava claramente a favor dos madridistas...
 
Juanito, Chendo, Uli Stielike, José Antonio Camacho, Míchel, Santillana, Jorge Valdano, e claro, Emilio Butragueño, formavam uma grande equipa que ficaria conhecida como la quinta del Buitre, e pela frente encontravam uma equipa semi-amadora, proveniente de um país que se encontrava para lá da "cortina de ferro".
 
Em meados dos anos 80, no tempo da Guerra Fria, o conhecimento que as equipas da Europa Ocidental tinham sobre os adversários do bloco de Leste era pouco mais que nulo. E para piorar as coisas o Videoton não era sequer uma presença habitual nas competições europeias e não dispunha de muitos internacionais magiares. 
 
Muito à custa desse anonimato os húngaros tinham causado impacto ao deixarem pelo caminho equipas com outros pergaminhos como o Dukla de Praga, Paris SG, Partizan de Belgrado, Manchester United e os jugoslavos do Željezničar.
 
Ao vencer todos os jogos em casa no Stadion Sóstói em Székesfehérvár, uma pequena cidade que dista 57 Km da capital Budapeste, o Videoton criou uma pequena lenda à volta da sua invencibilidade caseira.
 
Mas a 8 de Maio de 1985 os espanhóis não respeitaram a «lei caseira» dos húngaros e primeiro Michel, depois Santillana e por fim Valdano, fizeram os três golos com que o Real Madrid venceu o Videoton.
 
Quinze dias depois, no Santiago Bernabéu, 98 mil espectadores encheram as bancadas para consagrar o Real Madrid com o seu sétimo troféu europeu.
 
Mas, para a história ficou a grande exibição do guarda-redes Péter Disztl, que com brilhantes defesas foi adiando o que se pensava inevitável.
 
O Madrid bem tentou, mas as redes de Disztl permaneceram invioláveis. 
E aos 86 minutos surgiu o golpe de teatro, quando Lajos Májer escreveu a página mais bonita da sua carreira e também do Videoton, e marcou o golo que deu a vitória à sua equipa.
 
De nada valeu esta vitória, é verdade, mas quem assistiu aos festejos dos húngaros no relvado não pôde deixar de pensar que o Videoton tinha conseguido a maior vitória do seu historial, perante 98 000 espectadores e em casa do todo-poderoso Real Madrid.
 
Nunca como nessa final, duas equipas festejaram juntas no relvado. Os madridistas porque voltavam a erguer um troféu europeu e os húngaros porque sabiam que por mais cem vezes que jogassem naquele estádio, muito provavelmente, nunca mais voltariam a vencer.
Capítulos
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
jogos históricos
U Quarta, 22 Maio 1985 - 20:00
Santiago Bernabéu
Alexis Ponnet
0-1
Lajos Májer 86'
Estádio
Santiago Bernabéu
Lotação81044
Medidas105x68
Inauguração1947
TEXTO DISPONÍVEL EM...
História