Playmaker - Estatísticas e curiosidades no momento certo

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

história
Grandes Estádios

Antas: a Fortaleza do Dragão

2012/01/06 18:15
Texto por João Pedro Silveira
l0
E4
No dia 28 de Maio de 1952 era inaugurado o Estádio do Futebol Clube do Porto conhecido popularmente por Estádio das Antas. Na presença do General Craveiro Lopes, o então Presidente da República, o FC Porto estreou o seu relvado contra os rivais do SL Benfica, com quem os azuis-e-brancos tinham as melhores das relações nesses dias.

Amizades à parte, o Benfica não teve dó nem piedade e venceu o jogo com um claro e humilhante 2x8. No ano seguinte, os azuis-e-brancos devolveriam a gentileza, batendo o Benfica por 1x3 na inauguração do Estádio da Luz.
 
Jogadores do Benfica transportam o troféu da vitória depois de vencerem o FC Porto na inauguração do Estádio das Antas por 2x8.
O estádio sofreria vários melhoramentos, entre eles os necessários para o Estádio ser um dos eleitos para o Mundial de juniores de 1991, já antes em 1986, tinha sofrido um rebaixamento do relvado que permitira aumentar a lotação do estádio para 90 mil lugares.
 
As Antas foram a casa do Dragão por mais de 50 anos. No seu imaculado relvado, um dos melhores de Portugal, elogiado por adversários nacionais e internacionais, o FC Porto conquistou algumas das maiores vitórias do seu historial, mas foi também no centro do seu relvado que na noite de 16 de Dezembro de 1973, Pavão, grande jogador portista e ídolo da massa associativa, caiu por terra no décimo terceiro minuto da décima terceira jornada, vítima de uma paragem cardíaca, naquele que foi indubitavelmente, o momento mais triste da história do Estádio das Antas
As Antas foram a casa do Dragão por mais de 50 anos. No seu imaculado relvado, um dos melhores de Portugal, elogiado por adversários nacionais e internacionais, o FC Porto conquistou algumas das maiores vitórias do seu historial, mas foi também no centro do seu relvado que na noite de 16 de Dezembro de 1973, Pavão, grande jogador portista e ídolo dos adeptos, caiu por terra ao minuto 13 da jornada 13, vítima de uma paragem cardíaca, no momento mais triste da história do Estádio das Antas.No dia 28 de Maio de 1952 era inaugurado o Estádio do Futebol Clube do Porto conhecido popularmente por Estádio das Antas.
Na presença do General Craveiro Lopes, o então Presidente da República, o FC Porto estreou o seu relvado contra os rivais do SL Benfica, com quem os azuis-e-brancos tinham as melhores das relações nesses dias.
Amizades à parte, o Benfica não teve dó nem piedade e venceu o jogo com um claro e humilhante 2x8. No ano seguinte, os azuis-e-brancos devolveriam a gentileza, batendo o Benfica por 1x3 na inauguração do Estádio da Luz.
O estádio sofreria vários melhoramentos, entre eles os necessários para o Estádio ser um dos eleitos para o Mundial de juniores de 1991, já antes em 1986, tinha sofrido um rebaixamento do relvado que permitira aumentar a lotação do estádio para 90 mil lugares.
As Antas foram a casa do Dragão por mais de 50 anos. No seu imaculado relvado, um dos melhores de Portugal, elogiado por adversários nacionais e internacionais, o FC Porto conquistou algumas das maiores vitórias do seu historial, mas foi também no centro do seu relvado que na noite de 16 de Dezembro de 1973, Pavão, grande jogador portista e ídolo dos adeptos, caiu por terra ao minuto 13 da jornada 13, vítima de uma paragem cardíaca, no momento mais triste da história do Estádio das Antas.
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
Tópicos Relacionados
Equipa
Estádio
Estádio do Futebol Clube do Porto (Antas)
Lotação75000
Medidas105x68
Inauguração1952
TEXTO TAMBéM DISPONíVEL EM...
Figura do Fim de Semana
Biografia
Biografia Treinador
Biografia