PortuguêsEnglishFrançaisEspañolDeutschItalianoBrasilInternational
RSS
Facebook
Twitter
Blog
Mobile

O legado sueco em Portugal

Suécia, Portugal | 2013-11-13 22:54




Gostaria de comentar? Basta registrar-se!

 
reportagem

Portugal mede forças com a Suécia no play-off de acesso à fase final do Campeonato do Mundo de 2014. Nenhum dos jogadores que faz parte da seleção sueca joga em Portugal no momento, mas isso não invalida que haja um legado sueco em terras lusas.

No total, são 29 os futebolistas de nacionalidade sueca que já atuaram no futebol português, tendo muito deles chegado a Portugal sob o estereótipo de «altos, louros e toscos» que havia em relação aos jogadores nórdicos. Uns ficaram conhecidos e ainda hoje são lembrados, outros nem sequer são recordados e quando o são não é pelos melhores motivos. No entanto, todos eles fazem com que haja um elo de ligação entre Portugal e a Suécia.

Dos 29 jogadores que competiram por equipas portuguesas, 11 deles foram internacionais pela seleção nórdica, sendo que outro, George Mourad, tem nacionalidade sueca mas joga pela seleção da Síria.

Os atletas suecos espalharam-se por 20 equipas portuguesas, sendo que alguns deles representaram mais do que uma formação. O Benfica foi o clube que mais jogadores acolheu até hoje e atualmente conta com um deles nas suas fileiras:Victor Lindelof. No total foram sete, seguindo-se o SC Braga com quatro, o Vitória de Guimarães e o União de Leiria com três, o Belenenses, Estrela da Amadora, FC Porto, Sporting, Campomaiorense e Beira-Mar com dois. O Portimonense, Estoril, Vitória de Setúbal, Boavista, Leixões, Chaves, Seixal, Naval, Leça e Farense contaram com um sueco nos seus plantéis.

Benfica

Até hoje o Benfica contou com sete jogadores suecos nas suas fileiras e o primeiro chegou à Luz na temporada de 1982/1983. Trata-se de Glenn Stromberg, médio que os encarnados contrataram ao IFK Goteborg e que jogou com a camisola das águias durante duas épocas, antes de rumar a Itália para representar a Atalanta. Nesse período conquistou dois campeonatos e uma Taça de Portugal.

Em 1987 chegou o segundo sueco ao Benfica. Mats Magnusson foi contratado ao Malmo e representou os encarnados até ao final da época 1991/1992, altura em que regressou à Suécia para vestir a camisola do Helsingborgs. Em 1989/1990 foi o melhor marcador do campeonato, prova que venceu por duas ocasiões. Além disso, conquistou uma Supertaça Cândido de Oliveira.

Jonas Thern foi o terceiro jogador de nacionalidade a chegar à Luz, tendo sido contratado pelo Benfica ao Malmo em 1989 e sido transferido em 1992 para o Napoli. Durante as três temporadas em que representou os encarnados celebrou a conquista do título nacional e a Supertaça Cândido de Oliveira.

Um ano após a chegada de Jonas Thern, o Benfica voltou a «pescar» no Malmo ao contratar Stefan Schwarz. O médio sueco deixou saudades na Luz, de onde saiu em 1994 para ingressar no Arsenal. Pelas águias venceu dois campeonatos e uma Taça de Portugal.

Em 1996, Martin Pringle foi contratado pelo Benfica ao Helsingborgs e tornou-se no primeiro sueco a não conquistar qualquer título pelo clube da Luz. Na época de 1998/1999 acabou por sair para o Charlton após 55 jogos disputados e oito golos marcados pelos encarnados.

O primeiro sueco a representar o Benfica no século XXI foi Anders Andersson, médio que as águias foram buscar ao Aalborg em 2001. Na passagem pela Luz guarda a conquista de uma Taça de Portugal em 2003/2004, embora a meio dessa temporada se tenha transferido para o Belenenses.

O último jogador a chegar da Suécia ao Benfica foi Victor Lindelof. O futebolista de 19 anos foi contratado na temporada passada ao Vasteras SK para representar a equipa de juniores e esta época atua regularmente pela equipa B. Na formação principal foi utilizado por Jorge Jesus em duas ocasiões, uma na Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa e outra na Taça de Portugal.

SC Braga

Hans Eskilsson foi o primeiro jogador sueco a representar o SC Braga, tendo chegado à cidade dos arcebispos em 1989, depois de uma temporada em Alvalade. O avançado disputou 22 partidas pelos bracarenses na Liga e marcou dois golos, acabando por rumar ao AIK em 1991.

Em 1995/1996 chegaram dois jogadores da Suécia ao SC Braga. Jonny Rodlund e Bo Andersson reforçaram os minhotos ao mesmo tempo mas os primeiro esteve mais uma época no 1º de Maio. Jonny Rodlund foi contratado ao Degerfors e saiu para o Vasteras SK em 1997 após ter disputado 14 jogos na Liga e marcado dois golos.

Já Bo Andersson esteve apenas uma temporada nos arsenalistas, embora tenha realizado mais partidas. Adquirido em 1995 ao Djurgarden, equipa que o fez regressar à Suécia um ano depois, o avançado disputou 16 jogos na Liga pelo SC Braga e marcou quatro golos.

Fredrik Soderstrom, em 2003/2004, foi o último jogador de nacionalidade sueca a representar o SC Braga. Emprestado pelo FC Porto aos bracarenses, o médio sueco, que antes já tinha passado pelo Vitória de Guimarães, esteve uma época na Pedreira, tendo saído após 31 jogos na Liga e três golos marcados.

Vitória de Guimarães

Em 1996 chegaram os primeiros suecos ao plantel do Vitória de Guimarães. Ciardi e Fredrik Soderstrom foram os primeiros jogadores da Suécia a representar os minhotos mas a história de ambos na cidade-berço são bem diferentes.

Ciardi, contratado ao AIK, esteve apenas uma temporada no Vitória de Guimarães, deixando os vimaranenses em 1997 para representar o Ayr United, da Escócia. Pelos minhotos disputou apenas três jogos na Liga, foi titular em todos eles mas nunca durou mais do que 49 minutos em campo.

Por sua vez, Fredrik Soderstrom está bem mais ligado à história do Vitória de Guimarães. O médio saiu pela primeira vez da Suécia, onde vestia a camisola do IK Brage, para jogar na turma do Minho e por lá ficou até 2001, altura em que o contrato terminou e decidiu rumar ao FC Porto. No total foram mais de 130 jogos pelos vimaranenses e 12 golos marcados.

O último sueco a chegar ao Vitória de Guimarães foi Alexander Ostlund, que em 1998 foi contratado ao AIK. A experiência em Portugal esteve longe de deixar saudades e por isso foi sem surpresa que rumou ao IFK Norrkoping em 1999. Mais tarde voltaria a sair da Suécia para representar o Feyenoord, Southampton e Esbjerg.

União de Leiria

Tal como o Vitória de Guimarães, o União de Leiria teve ao longo da sua história três jogadores suecos nas suas fileiras. No caso dos leirienses, os futebolistas em causa são Martin Holmberg, Peter Karlsson e Niklas Barkroth.

Martin Holmberg foi o primeiro sueco a chegar ao União de Leiria, tendo-o feito na temporada de 1991/1992. O médio que dez anos antes tinha conquistado a Taça UEFA pelo IFK Goteborg, orientado por Sven-Goran Eriksson, despediu-se do futebol português na cidade do Lis e na Liga de Honra, escalão no qual os leirienses competiam.

No ano em que Martin Holmberg saiu, o União de Leiria contratou Peter Karlsson, avançado que representava o Kalmar. A permanência de Karlsson foi apenas de uma temporada, tendo saído em 1993 para regressar ao Kalmar.

Por fim, bem mais recente é a passagem de Niklas Barkroth, jogador que chegou a Portugal a pensar que o União de Leiria seria uma espécie de ponte para ingressar no Benfica. Contudo a ida para os encarnados nunca se concretizou. O avançado atualmente com 21 anos foi, ainda assim, o único sueco da história dos leirienses a competir no principal escalão do futebol português. Em 2011/2012 esteve meia temporada no União de Leiria, disputou dez jogos e não marcou qualquer golo, tendo regressado à Suécia no final da época.

FC Porto

Foi ainda quando o FC Porto jogava no Estádio das Antas que a Suécia esteve representada nos azuis e brancos. O primeiro a chegar aos dragões foi Lars Eriksson, um dos guarda-redes contratados após a saída de Vítor Baía para o Barcelona.

Lars Eriksson chegou às Antas em 1995, altura em que foi contratado ao Charleroi, e por lá ficou até 1998, ano em que regressou à Suécia para defender a baliza do Hammarby, clube no qual terminou a carreira. No tempo que passou no FC Porto conquistou três campeonatos e uma Taça de Portugal, embora tenha disputado apenas 13 partidas.

Mais tarde, em 2001/2002, chegou Fredrik Soderstrom. O médio sueco terminou contrato com o Vitória de Guimarães e decidiu mudar-se para o FC Porto, onde na maioria das vezes jogou adaptado a lateral-esquerdo. Da passagem pelas Antas resultou a conquista de uma Supertaça Cândido de Oliveira.

Sporting

Na sua longa história, o Sporting conta apenas com dois jogadores naturais da Suécia no currículo. Hans Eskilsson foi o primeiro a ingressar em Alvalade, tendo o último sido Pontus Farnerud.

O Sporting foi a porta de entrada de Hans Eskilsson no futebol português. Em 1988/1989, o avançado sueco foi contratado ao Hammarby, mas a permanência em Alvalade durou apenas uma temporada, acabando por ser transferido para o SC Braga. Ainda assim, de leão ao peito, Eskilsson disputou dez jogos e marcou seis golos, cinco deles diante do Alhandra para a Taça de Portugal, jogo que o Sporting venceu por 11x0.

Depois foi preciso esperar até 2006/2007 para um jogador sueco voltar a representar o Sporting. O futebolista em causa foi Pontus Farnerud, contratado aos franceses do Strasbourg. Farnerud nunca se conseguiu impor nos leões e acabou por sair em 2008 para o Stabaek, depois de 33 jogos e um golo marcado.

Belenenses

Leif Olsson, em 1997/1998, foi o primeiro jogador sueco a vestir a camisola do Belenenses. Contratado pelos azuis do Restelo ao Degerfors IF, o médio esteve apenas uma temporada em Portugal, voltando para a Suécia e para o clube do qual se tinha transferido.

Da passagem pelo Belenenses ficaram 16 jogos disputados, zero golos marcados e um cartão vermelho direto visto num encontro frente ao FC Porto, jogo esse que os do Restelo até venceram por 1x0.

O segundo sueco da história do Belenenses foi Anders Andersson, o mesmo que representou o Benfica. O médio foi para o Restelo a meio da época 2003/2004 e disputou 36 jogos pelos azuis antes de ingressar no Malmo.

Estrela da Amadora

Pela Reboleira passaram dois jogadores da Suécia. O primeiro foi Erik Andersson, em 1996/1997, e o segundo foi Fredrik Soderstrom, em 2004/2005.

Erik Andersson foi contratado pelo Estrela da Amadora ao Osters em 1996 e a sua passagem por Portugal resume-se a apenas quatro jogos nas primeiras quatro jornadas da Liga.

Já Fredrik Soderstrom despediu-se definitivamente do campeonato português ao serviço do Estrela da Amadora antes de se mudar para Espanha e para o Córdoba. Pelo emblema da Reboleira participou em cinco jogos na Liga de Honra e não marcou qualquer golo.

Campomaiorense

Em 1995/1996, o Campomaiorense competia no principal escalão do futebol português e contava nas fileiras com dois jogadores suecos. Eram eles Michael Brundin e Stefan.

Michael Brundin, defesa de posição, chegou ao emblema alentejano proveniente do Vitória de Setúbal e esteve apenas uma temporada no clube, tendo disputado 12 jogos na Liga e sido expulso por uma ocasião, num jogo contra o Benfica.

Já Stefan, que chegou em 1995 ao Campomaiorense, tendo sido contratado ao Norrby IF, esteve duas épocas no clube. O avançado jogou dez encontros na Liga e não marcou qualquer golo, tendo continuado no plantel na temporada seguinte, competindo na Liga de Honra. Acabou por sair em 1997 para voltar à Suécia, ingressando no Tidaholms GIF.

Beira-Mar

Thomas Sunesson foi o primeiro sueco a vestir a camisola do Beira-Mar, tendo ingressado nos aveirenses em 1989 após ter sido contratado ao Hammarby. Mais tarde, Tobias Grahn também ingressou no clube de Aveiro mas não disputou qualquer partida.

Sunesson esteve apenas uma época no Beira-Mar, saindo no final da temporada de 1989/1990 para o Seixal. Durante o período em que esteve nos aurinegros, o sueco disputou apenas cinco partidas na Liga mas não marcou qualquer golo.

Portimonense

Na última temporada em que esteve no principal escalão do futebol português, o Portimonense contou pela primeira vez com um jogador de nacionalidade sueca no plantel.

George Mourad é o jogador em causa, mas não nasceu no norte da Europa. O atacante é natural do líbano, internacional pela Síria e iniciou a sua carreira na Suécia. A chegada ao Portimonense aconteceu na época 2010/2011, tendo disputado cinco jogos e marcado um golo.

Com a descida de divisão do Portimonense, George Mourad, que tinha sido contratado ao Tromso, decidiu deixar Portugal e rumou ao Irão para representar o Mes Kerman.

Estoril

Hans Eskilsson foi o único jogador da história do Estoril a representar os canarinhos. Após já ter competido em Portugal com a camisola do Sporting e do SC Braga, o futebolista natural de Ostersund despediu-se definitivamente do futebol luso na Amoreira.

Numa época em que o Estoril disputava o principal escalão, Hans Eskilsson foi utilizado em quatro jogos no campeonato e não marcou qualquer golo.

Após isso, regressou à Suécia para representar o Hammarby, clube que representou até ao final da carreira, à exceção de uma curta passagem pela Escócia para vestir a camisola do Hearts.

Vitória de Setúbal

Até hoje, pelo Estádio do Bonfim passou apenas um jogador de nacionalidade sueca. O seu nome é Michael Brunding, tendo posteriormente representado o Campomaiorense.

Michael Brunding chegou a Portugal pela porta do Vitória de Setúbal e esteve uma temporada no clube do Sado, mais propriamente em 1994/1995.

O defesa foi utilizado com regularidade nos sadinos, acabando a primeira prestação no campeonato português com 23 jogos e um golo marcado. No entanto, não conseguiu evitar a descida de divisão do Vitória de Setúbal e acabou por se mudar para o Alentejo.

Boavista

Martin Holmberg foi o único representante da Suécia que passou até hoje pelo Boavista, tendo jogado pelos axadrezados entre 1987 e 1990.

Contratado em 1987 ao Kalmar FF, o médio disputou um total de 36 jogos no principal escalão do futebol português com a camisola do Boavista, tendo marcado três golos.

A estreia a marcar aconteceu num empate com o Sporting de Espinho, a 6 de novembro de 1988, e os outros dois golos foram apontados no jogo da despedida, tendo bisado, a 20 de maio de 1990, num triunfo do Boavista sobre o Feirense por 1x3.

Leixões

Tal como no Boavista, Martin Holmberg é o único jogador de nacionalidade sueca que pode dizer que vestiu a camisola do Leixões.

O ingresso no emblema de Matosinhos aconteceu em 1990, aquando da sua saída do Boavista, e a experiência no Leixões durou apenas uma temporada.

A equipa que nessa época foi orientada por Amândio Barreiras e Henrique Calisto competia na Liga de Honra e Martin Holmberg por aí continuou nos anos seguintes, embora a representar o União de Leiria.

Chaves

Pelos emblemas de Trás-os-Montes apenas se regista a passagem de um jogador sueco até hoje. O Chaves é o emblema em questão, tendo contratado Ottosson em 1995, numa altura em que competia no principal escalão do futebol português.

Chegado a Chaves após contar com passagens por Degersfors IF, da Suécia, e FC Locarno, da Suíça, o avançado foi utilizado em 11 partidas para o campeonato, foi titular em todas elas, mas nunca marcou qualquer golo.

A despedida dos flavienses e de Portugal aconteceu em 1996, ano em que regressou à Suécia para representar o IFK Norrkoping.

Seixal

Chegou a Portugal pela porta do Beira-Mar em 1989/1990, mas foi no Seixal que Thomas Sunesson disse adeus ao futebol luso.

Após uma temporada em Aveiro, o avançado sueco decidiu mudar-se para o Seixal e competir na zona sul da II Divisão, que nessa época foi conquistada pelo Olhanense.

A chegada de Thomas Sunesson ao Seixal não foi frutífera do ponto de vista de resultados, pois o clube acabou por descer de divisão após ter terminado o campeonato no 17º posto.

Naval

Eric Sandvarn fez a carreira praticamente toda no norte da Europa, tendo competido na Suécia, país no qual nasceu, Finlândia e Noruega. No entanto, pelo meio conta com uma passagem pela Europa mediterrânica, mais concretamente por Portugal e pela Naval.

Em 2002/2003, o emblema da Figueira da Foz contratou o primeiro e único sueco da sua história ao Umea, da Suécia, mas o defesa apenas ficou em Portugal durante essa temporada, acabando por regressar ao seu país.

Nessa época, a Naval terminou a Liga de Honra no quarto lugar e falhou a promoção ao principal escalão por dois pontos.

Leça

Michel Adzic é um dos avançados que faz parte do plantel do Leça esta temporada, tendo chegado ao clube nortenho este verão.

O atacante de 21 anos é o primeiro sueco a representar o Leça e tem marcado alguns golos com a camisola do seu clube, que compete no Pró-Nacional da Associação de Futebol do Porto.

Antes de ingressar no Leça, Michel Adzic passou pelo Chipre, onde representou o Ermis Aradippou e o Doxa, pela Suécia, mais particularmente pelo Malmo, e por Itália, onde jogou nas camadas jovens do Triestina e da Juventus.

Farense

Benny Michael Martensson fez toda a sua carreira na Suécia e ao serviço do Trelleborgs, à exceção da passagem por uma temporada pelo Farense.

O avançado chegou ao Algarve na época de 1984/1985 e vestiu a camisola do Farense por seis vezes na Liga.

Nos 12 encontros que disputou marcou um golo, numa derrota frente ao FC Porto, e foi expulso por uma ocasião, tendo visto o vermelho direto num triunfo em casa diante do Vizela.


Notícias Relacionadas
2014-07-18 Alemanha: Lahm prepara-se para renunciar
2014-07-17 Jorge Valdivia renuncia à seleção do Chile
2014-07-17 Árbitro que não viu mordidela de Suárez retira-se
2014-07-15 Joachim Low: «Não nos vamos acomodar»
2014-07-15 Luís Neto: «Mundial foi um belo momento»
2014-07-15 Eduardo da Silva diz adeus à seleção
2014-07-15 Campeões do Mundo já estão na Alemanha
2014-07-15 Kempes: «Messi não esteve como devia no Mundial»
2014-07-15 Mano Menezes: «Sabemos exatamente quais são os nossos problemas. Não queremos é resolvê-los»
2014-07-15 Messi à chegada a Buenos Aires: «Demos uma grande alegria ao país»
2014-07-14 OFICIAL: Scolari deixa Brasil
2014-07-14 Götze, o Wunderkind alemão
Comentários (17)
Gostaria de comentar? Basta registrar-se!
pringle por unsub2013-11-17 18h49m
o pringle deve ter sido dos maiores cepos que passou pelo benfica
ele o karadas mas este era da noruega era tão bom que jogava avançado e passou a jogar a central


Leça e os estrangeiros!!! por jjm2013-11-17 14h34m
Apostem nos jogadores com formação portuguesa. Vejam os resultados. Vale a pena apostarem nos estrangeiros??? Só quem vive isso é que entende . . .


Grande ZZ por Dany_SCBMeSLB2013-11-16 12h29m
Grande artigo.


proximo zlatan por qwertyLeca2013-11-15 18h54m
o próximo Ibra está no Leça!!!


Zerozero por chansler_Moz via mobile2013-11-14 22h17m
Bom Trabalho, nota 1000
Continuem assim ;)

comentário enviado via mobile
karel7. . . por chansler_Moz via mobile2013-11-14 22h17m
Do Sporting ;)

comentário enviado via mobile
Mas que grande artigo Zerozero! por Davidokas2013-11-14 17h43m
Já não via um artigo com tantas etiquetas ou tópicos relacionados há bastante tempo! Estão de parabéns!


Falta um. . . o primeiro! por jnbrites2013-11-14 17h03m
Atenção que em todo este (belo) artigo, falta um sueco. . . o primeiro que por cá jogou!

O Erik Stefan Andersson que chegou a Portugal em 77/78 para o Marítimo. Passou ainda por Rio Ave, Estoril, Silves e Campinense.


artigo por porto-nuno2013-11-14 15h19m
este artigo ta muito bom zero.
obg por toda a informacao



ZeroZero por Sporting_F0rever_2013-11-14 09h34m
Foi Um Bom Artigo. . .

Pontus Farnerud Já Me Esquecia Deste.


zerozero por JackWilshere102013-11-13 23h58m
Excelente trabalho. Artigo fabuloso sem dúvidas. Muitos parabéns!


zerozero por Karloz72013-11-13 23h54m
Bem, este zerozero não está para brincadeiras. . . que pesquisa intensa e trabalho bem elaborado por esta equipa deste site. Estão de parabéns!


só 7 por gasolina2013-11-13 23h23m
mais que isso tem o slb só num ano em servios. . . . .
alias acho que tem mais que os 29 totais da suecia

Carrega equipa anti-tuga sempre em 1º nestas estatisticas


Suécia por JHendrix2013-11-13 23h20m
Que saudades do Thern e do Schwarz.

Aquela dupla era maravilhosa tanto pelo Benfica, como pela Suécia, principalmente no Mundial nos EUA. Por causa disso, fiquei fã da selecção sueca, e de muitos jogadores daquela geração.

Do Magnusson é que não tive sorte de o ver nos seus tempos áureos.

Dos outros, recordo-me muito bem do Fredrik no Vitória de Guimarães e do Anders Anderson pelo Benfica. Não eram nenhuns craques, mas eram bastante competentes.


Martin Holmberg por vdef2013-11-13 23h19m
Era tosco mas esforçado, um pouco ao estilo de martin pringle.


Fredrik Soderstrom por Nonnenmacher2013-11-13 23h03m
Lembro-me bem dele no Porto, nem era mau jogador. Ainda passaram uns craques suecos pelo nosso país.


Mais um bom artigo por golden_lynx2013-11-13 23h02m
Nem sabia que o Vitoria tinha tido na sua história jogadores suecos. Ainda teve 5 épocas no meu clube e para um médio centro 12 golos em 120 jogos não é mau. Obrigado Zerozero, continuem a publicar artigos assim.

Já agora o verdadeiro legado sueco é a mulher do Figo xD


  (17 comentários)
Tópicos Relacionados
Suécia Ciardi
       Estatísticas
       Histórico Competições
Suécia Stefan
       Estatísticas
       Histórico Competições
Suécia Ottosson
       Estatísticas
       Histórico Competições
Portugal Benfica
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal SC Braga
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal V. Guimarães
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal U. Leiria
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal FC Porto
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Sporting
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Belenenses
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Est. Amadora
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Campomaiorense
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Beira-Mar
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Portimonense
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Estoril Praia
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal V. Setúbal
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Boavista
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Leixões
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Chaves
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Seixal
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Naval
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Leça
       Resultados
       Próximos Jogos
Portugal Farense
       Resultados
       Próximos Jogos
Em destaque...
Últimos Comentários
Comentários Jogos
Publicidade