Playmaker - Estatísticas e curiosidades no momento certo

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

Futebol Espanhol
entrevista
Entrevista a João Costa - Parte I

João Costa encantado em Cartagena: «Sinto-me em casa e as pessoas adoram-me»

2018/12/11 12:14
Texto por Rodrigo Coimbra
E1

João Costa conversou com o zerozero, numa entrevista dividida em duas partes. A experiência no Cartagena, de Espanha, e as ambições do jovem guarda-redes assumem plano de destaque, mas houve tempo para recordar a passagem pelo FC Porto e ainda por um dos períodos mais complicados da carreira.

Na primeira parte da entrevista, o guarda-redes mostrou-se rendido ao clube e à cidade de Cartagena, onde tem sido um dos destaques do emblema que luta pela subida à Segunda Divisão espanhola.

João Costa
2018/2019
11 Jogos  959 Minutos
5   0   0   02x

ver mais »
João Costa deu conta da atmosfera «brutal» que encontrou num clube inserido numa realidade «incomparável» face ao que estava habituado em Portugal e com condições semelhantes a clubes da principal liga portuguesa.

Apesar de estar emprestado pelo FC Porto, clube com o qual mantém contrato até ao final de 2020, o jovem guardião não fecha a porta a uma eventual continuidade no país de nuestros hermanos.

©FC Cartagena

zerozero (ZZ): Quais são as primeiras sensações desta aventura no Cartagena?

João Costa (JC): Está a correr tudo muito bem. Está a ser uma experiência surpreendente porque não tinha noção de como era a realidade aqui em Espanha. Não tem nada a ver com Portugal. Vim para um clube em que jogo com 10 mil pessoas no estádio e o ano passado jogava com 500 pessoas. O Cartagena tem condições de primeira divisão, adeptos fanáticos, que adoram o clube, e lutamos para subir. Dando o exemplo do nosso país, acredito que esta equipa tinha qualidade para lutar pela subida na Segunda Liga ou para a manutenção na Primeira. Melhor era impossível!

ZZ: Estavas na tua zona de conforto e tudo isso que referes ajudou-te a ultrapassar o processo de adaptação…

JC: Claro que sim. Estava com um pouco de receio no início, porque não conhecia nada, apesar de ter falado com algumas pessoas antes de vir. Mas os espanhóis são pessoas muito acolhedoras.

ZZ: Apesar da proximidade, a língua foi uma das principais dificuldades?

JC: Estava à espera que fosse mais complicado, sinceramente, mas posso dizer que me surpreendi a mim próprio [risos]. Não estava à espera que me fosse adaptar tão rápido. Mas sabes, a convivência com muitos espanhóis no FC Porto ajudou-me bastante. Já entendia muito bem, agora falar custou-me um bocado, mas já me desenrasco bem. Ainda hoje no campo há coisas que os meus colegas não percebem e numa jogada ou outra pode haver desentendimento, mas já está muito mais fluído.

ZZ: E como é a vida extra-futebol em Cartagena?

JC: É fantástico! Aqui já temos um bocado noção do que é a realidade do futebol. Por exemplo, quando estava no Gil Vicente passava despercebido na rua e aqui não. Aqui param para falar comigo, dar conselhos ou algumas críticas... É diferente. Os adeptos gostam mesmo do clube e isso é fantástico.

ZZ: No plano desportivo, tiveste de esperar pelo teu momento. Como foi essa fase?

JC: Não estava tão focado em jogar rápido, estava mais focado em estar ao meu melhor nível quando tivesse a minha oportunidade. Tive a oportunidade de entrar a meio de um jogo e a partir daí tenho vindo a ser regular e as coisas têm corrido muito bem. Agora tenho de continuar a trabalhar porque neste clube a exigência é grande e não posso deixar fugir esta oportunidade.

ZZ: Nos 11 jogos que realizaste até ao momento, somas seis partidas sem sofrer. É algo muito importante para um guarda-redes, não?

JC: E é muito difícil nesta liga. Nesta divisão é muito difícil um jovem jogar e é ainda mais difícil sendo guarda-redes. O mais difícil é mesmo entrar na equipa. Preferem apostar muitas vezes na experiência. Mas trabalhei muito e o que posso dizer é que estão a gostar muito daquilo que tenho vindo a fazer no clube.

ZZ: A qualidade ajuda a ‘apagar’ essa juventude, não?

JC: Os meus colegas confiam em mim a 100% e isso é o melhor que um guarda-redes pode sentir da equipa.

ZZ: Como dizias logo no início da conversa estás inserido numa realidade completamente diferente. Mas o quão diferente é para a nossa realidade?

JC: É incomparável. Em Portugal temos jogos da Liga com 1000 pessoas e aqui o jogo em que tivemos menos gente foi com 2-3 mil pessoas. Mas também já tivemos com 20 mil. É brutalíssimo. Nunca tinha jogado com tanta gente. Brutal. Depois, a nível de condições, posso dizer que trabalhamos em relvados ao nível do FC Porto, o nosso estádio é brutal e a nível financeiro também é bom. Ninguém passa dificuldades aqui. Temos jogadores com salários ao nível de um Vitória SC e SC Braga e estamos numa Segunda B, enquanto que na terceira divisão em Portugal passam-se muitas dificuldades. Em muitos casos, não dá para viver só de futebol…

ZZ: E a nível competitivo… É duro?

JC: Podemos ir jogar contra o último e podemos perder. Acho que esse é o melhor exemplo que posso dar do nível de competitividade. Existem jogadores aqui que jogavam facílimo numa equipa da primeira divisão em Portugal. Tenho na minha divisão jogadores como o Borriello, que jogou no Milan… Tenho na minha equipa o Vitolo que ia às seleções jovens de Espanha com o Xavi, Iniesta e Sergio Ramos. O guarda-redes que está comigo subiu à primeira divisão espanhola o ano passado com o Rayo.

ZZ: E têm equipa para subir?

JC: Sem dúvida. O ano passado o Cartagena não subiu por um auto-golo aos 97… Este ano dizem que temos ainda melhor equipa e pelo futebol que temos vindo a praticar acredito que temos qualidade para subir.

ZZ: Nota-se pelo discurso que estás feliz com o momento que estás a viver no Cartagena. Podemos dizer que já te sentes em casa?

JC: Sinto-me em casa e as pessoas adoram-me. Sinceramente não estava à espera que estivesse tão bem tão rápido e sinto-me em casa. Não fui ainda nenhuma vez a Portugal desde que cheguei e isso também diz muito de como me sinto em Cartagena. Levo uma vida fantástica aqui, a cidade também é muito top e as pessoas são muito acolhedoras.

ZZ: E continuar aí para além deste ano de empréstimo é uma possibilidade a considerar ou não?

JC: Claro que sim. O futebol espanhol tem-me encantado cada vez mais.

ZZ: Estás em Espanha, que tem uma das melhores ligas do Mundo. Olhar para a La Liga é um sonho?

JC: Para mim sempre foi o sonho. Há quem goste da Premier League, mas a mim agrada-me o futebol espanhol. O meu sonho sempre foi jogar na primeira liga espanhola. Também sinto que se encaixa no meu estilo. Vou trabalhar para isso.

ZZ: Mas sentes que as pessoas começam a reparar no teu trabalho?

JC: Sim, sim… Os clubes têm comentado. Alguns colegas meus que jogam em níveis superiores, dizem-me que os treinadores têm comentado com eles e perguntado por mim. É sinal de que estou a fazer bem as coisas e tenho de continuar assim. Agora cabe-me a mim trabalhar para que as coisas boas apareçam…

ZZ: E no meio de tudo… Algumas saudades de Portugal?

JC: Claro… Tenho uma irmã pequena que não vejo há meses, tenho um irmão de 16 anos que não vejo há meses, mas vou agora uma semaninha a Portugal no Natal e já mato as saudades todas. É um esforço que se tem de fazer por um futuro mais risonho.

ZZ: E se voltássemos a falar daqui a um ano. O que gostarias de me contar?

JC: Gostava de te contar que o Cartagena foi dos melhores momentos da minha carreira, conseguimos subir e que, esteja aqui ou não, que as pessoas olham para o meu trabalho e acreditam mesmo em mim e que posso ter um grande futuro. Que olhassem não com duvida, mas com todas as certezas e mais algumas.

Parte II - O depoimento emocionante de João Costa: «Saí do Dragão a chorar...»

Portugal
João Costa
NomeJoão Paulo Santos da Costa
Nascimento1996-02-02(22 anos)
Nacionalidade
Portugal
Portugal
PosiçãoGuarda Redes
Fotografias(24)
Ledman LigaPro: Oliveirense x Gil Vicente
Comentários (1)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
Olha ele
2018-12-12 01h22m por naoseiquemsou
"Olha a **** da barreira" "Olha olha para aqui"
Tópicos Relacionados
SIMULADOR ZEROZERO
Bónus 100%
Ainda não tem conta do Casino Portugal?! Registe-se, faça um depósito e receba 100% até 100€ do valor da primeira aposta.
CONSULTE AQUI AS CONDIÇÕES
Faça a sua aposta:
Odd acumulada:
Ganhar
OUTRAS NOTÍCIAS
Taça da Liga
Destaque
Aconteceu um pouco de tudo nestas 12 edições
Ao longo das doze edições da Taça da Liga foram vários os jogos que ficaram para a história. O zerozero recorda-lhe doze partidas míticas da ...
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
JRicardoC 21-01-2019, 01:49
JRicardoC 21-01-2019, 01:47
Danilo-TheBeast 21-01-2019, 01:47
FIFAforever_returns2 21-01-2019, 01:46
JRicardoC 21-01-2019, 01:45
TR
trigueiros 21-01-2019, 01:43
felixxsofia 21-01-2019, 01:43
FIFAforever_returns2 21-01-2019, 01:41
Danilo-TheBeast 21-01-2019, 01:40
tenshi 21-01-2019, 01:36
tenshi 21-01-2019, 01:34
JRicardoC 21-01-2019, 01:34
Danilo-TheBeast 21-01-2019, 01:30
JRicardoC 21-01-2019, 01:30
Arshavin_El_10 21-01-2019, 01:28
tenshi 21-01-2019, 01:28