Playmaker - O futebol em números!

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

FC SionSuíça
ItáliaInternazionale
CelticEscócia
ArméniaAlashkert FC
Manchester CityInglaterra
AlemanhaBorussia Dortmund
Mundial
Destaque
Francês é um dos adjuntos de Roberto Martínez

20 anos depois, do outro lado da barricada: Thierry Henry, entre o coração e o trabalho

2018/07/09 20:43
Texto por Redação*
E0
© Getty / Lutz Bongarts

*com Ricardo Lestre

No França-Bélgica joga-se o tudo ou nada. Uma espécie de final antecipada do Rússia 2018 que coloca, frente a frente, duas das gerações de ouro mais entusiasmantes da atualidade.

Thierry Henry
França
França 1998
6 Jogos  367 Minutos
3   0   0   02x

ver mais »
Dentro de campo vai estar presente, quem sabe, a next big thing do futebol mundial. Porém, o foco, e por mais estranho que pareça, não está nos jogadores. Nem nos selecionadores, aliás. Está apontado, isso sim, a um elemento que prefere manter-se nas sombras.

Falamos de alguém que, há 20 anos atrás, esteve, em idade bem tenra, presente no último Mundial conquistado pela França. Alguém que, outrora apontado como um dos melhores futebolistas do mundo, desempenha, hoje, funções de terceiro adjunto na seleção belga e de comentador num famoso programa desportivo da estação britânica Sky Sports.

Esse é, portanto, Thierry Daniel Henry, o herói bleu que, pela primeira vez, vai estar do outro lado do campo, à procura de travar o sonho... da sua própria nação.

Da ribalta no campo, à discrição no banco

O brilhante palmarés de Henry está à vista de todos. Internacional por 124 ocasiões, 51 golos marcados, um Mundial, um Europeu como sénior e outro pela seleção sub-18. Tudo isto ao serviço de um símbolo, de um país, e de uma nação que é bem sua.

20 anos
Depois de brilhar com a camisola do Mónaco, Thierry Henry estreou-se, aos 20 anos de idade, pela França num embate frente à África do Sul
A 11 de outubro 1997 estreou-se pela França e, no ano seguinte, venceu um Campeonato do Mundo na condição de anfitrião na companhia de ilustres como Zinedine Zidane, Djorkaeff, Thuram, Desailly e... Didier Deschamps.

Passaram vinte anos desde então. Na terça-feira, a condição é outra e o propósito é distinto. Para Henry, há todo um misto de emoções estranho. Bizarro, até. Mas o profissionalismo assim o exige.

Titi, um exemplo para os mais novos

Desde o momento em que aceitou o convite para integrar a comitiva de Roberto Martínez, o ex-avançado francês tratou de afastar o protagonismo. Optou por manter-se nas sombras e permitir tudo fosse canalizado para os seus jogadores. Algo inevitável, pelo menos no seio da seleção belga.

Henry, o melhor marcador de sempre da seleção francesa ©Getty / Shaun Botterill
Segundo relatos da imprensa inglesa, o primeiro impacto do plantel dos diabos vermelhos com a figura de Henry foi de autêntico deslumbro. Um pouco à imagem de uma criança que recebe o seu primeiro brinquedo. Por exemplo, elementos como Christian Benteke e Michy Batshuayi viram o seu ídolo de infância em carne e osso pela primeira vez.

Passou de um simples póster de parede para a pura realidade. Um dos melhores jogadores de todo o sempre preparava-se, a partir desse momento, para transmitir todo o conhecimento acumulado durante uma carreira recheada de êxitos.

A verdade é que, na televisão, levando a cabo as famosas análises numa das maiores cadeias televisivas do Reino Unido, Henry sempre demonstrou uma grande atenção ao detalhe. Na figura de treinador, essa virtude mantém-se intacta. Perfeccionista, meticuloso e sempre disposto a aconselhar os mais novos que, por sinal, escutam cada palavra sua com máxima atenção.

Thierry Henry
França
Total
123 Jogos  9173 Minutos
51   7   1   02x
ver mais »
Romelu Lukaku foi um dos grandes beneficiados. O avançado do Manchester United não escondeu a admiração por Henry e fez questão de revelar melhorias significativas no seu jogo.

«Já disse ao Thierry Henry que encontrei a técnica dele para marcar golos», começou por dizer, entre sorrisos, aos meios de comunicação britânicos.

«Aprendo com ele todos os dias. A forma como me devo movimentar, como devo encontrar espaços e controlar a bola da melhor forma possível. Ele consegue fazer isso tudo. Tenho aprendido imenso com ele», revelou.

O próprio Vermaelen, numa recente conferência de imprensa, admitiu que a «informação interna» de Henry é de um valor incalculável para a Bélgica. Ora, no meio de tudo isto, o que dizer... da França?

O «respeito mútuo» que ultrapassa... fronteiras

Por muito que procure o contrário, Thierry Henry continua a ser tema do dia na antecâmara do encontro entre belgas e franceses. O seu passado, e, sobretudo, a sua nacionalidade, fazem com que o ambiente seja, no mínimo, diferente.

Henry é o terceiro adjunto de Roberto Martínez na seleção belga ©Belgian Red Devils/Twitter
Didier Deschamps caracterizou a situação de «bizarra», mas Olivier Giroud foi mais além. Porque há todo um respeito enorme por um dos maiores futebolistas franceses da história.

«Há um grande respeito mútuo. Não lhe guardo rancor [a Thierry Henry]. Obviamente, preferia que ele estivesse connosco e me desse esses conselhos a mim», disse o ponta-de-lança gaulês, que, no meio de elogios, deixou um aviso: «Ficarei orgulhoso se conseguir mostrar ao Titi [Henry] que ele escolheu o lado errado».

Vinte anos depois, a seleção da França, guiada por um dos obreiros da conquista, procurar emular os feitos da famosa geração de 1998. Do lado oposto, está um suspeito bem conhecido com as mesmas ambições. Ah, futebol, a quanto obrigas...

Veja as incidências da partida no acompanhamento feito pelo zerozero.pt.
Sondagem
RESULTADO SONDAGEM
FRANÇA
EMPATE
BÉLGICA
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
jogos históricos
U Terça, 10 Julho 2018 - 19:00
Krestovsky Stadium (Zenit Arena)
Andrés Cunha
1-0
Samuel Umtiti 51'
Tópicos Relacionados
APOSTAS EM DESTAQUE
1Escolha quanto quer apostar
Aposto
2Escolha suas apostas
OUTRAS NOTÍCIAS
Liga Portuguesa
Oficial
Avançado assina por duas épocas
O Boavista anunciou, esta quarta-feira, mais um reforço para o plantel às ordens de Jorge Simão. Trata-se de Federico Falcone, avançado argentino que militava nos quadros ...
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
avense2014 18-07-2018, 13:44
AZ
AzoreanRoot 18-07-2018, 13:44
Alvi_Negro_Came-Back 18-07-2018, 13:43
GE
genial_25 18-07-2018, 13:42
JA
jaxxalude 18-07-2018, 13:41
Kelechi 18-07-2018, 13:40
SA
sapt92 18-07-2018, 13:40
PedroFCP_Returns 18-07-2018, 13:39
Kelechi 18-07-2018, 13:37
DECO_10_10 18-07-2018, 13:36
xxxBITW 18-07-2018, 13:35
Futebol_IMparcial 18-07-2018, 13:33
PI
pimentafcp 18-07-2018, 13:33
CR28 18-07-2018, 13:32
Kelechi 18-07-2018, 13:32
Kelechi 18-07-2018, 13:30