Playmaker - O futebol em números!

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

Paços FerreiraPortugal
PortugalBenfica
PortimonensePortugal
PortugalFC Porto
SportingPortugal
PortugalMoreirense
O meu mundo aos quadrados
José Pedro Pais
2018/02/12 14:59
E3
"O meu mundo aos quadrados” é uma coluna de opinião que pretende fugir ao império comunicacional dos três grandes, sob a perspetiva de um adepto do futebol pela positiva, profissional e transparente, que por acaso é boavisteiro.

O crescimento de um clube faz-se através do alcance de determinadas etapas. Passo a passo, estipulam-se novos objetivos, novas metas, nunca antes atingidas e celebra-se o seu alcance.

No caso do Boavista, não se tratam de objetivos nunca alcançados, mas sim objetivos não alcançados desde o seu regresso à primeira liga. É como se existisse uma barreira temporal que separa a história do clube entre o antes e o após o hiato 2008-2014. Um antes e um após a injustiça.

Esta semana celebramos mais um micro sucesso: o Boavista voltou a alcançar o sexto lugar da classificação. Pese embora seja prematuro e ambicioso, caso o campeonato terminasse hoje, o Boavista igualaria a classificação da época de 2005-2006, 12 anos atrás. Existe uma total empatia entre os adeptos e os jogadores em campo que se traduz num compromisso comum de apoio e dedicação pontificado no final de cada jogo.

Os adeptos do Boavista têm dado provas semanais de apoio inequívoco e fiel à equipa, matéria digna de destaque - e surpresa para os mais distraídos - por parte da maior parte da comunicação social. O apoio no final do jogo na Vila das Aves - que surpreendeu muita gente - foi o mote para entrarmos em campo já a vencer contra o Vitória, que Jorge Simão soube bem aproveitar. Este Boavista parece determinado a voltar a fazer do Bessa a sua fortaleza, como provam as 6 vitórias em 9 jogos desde que Jorge Simão assumiu a equipa. Obrigado! 

Nunca é demais repetir o tamanho desta proeza: o Boavista é a equipa com o orçamento mais reduzido - para o futebol - da Primeira Liga. Não existe nenhum patrocinador ou investidor na retaguarda a suportar os encargos salariais dos jogadores, existe sim apenas um modesto orçamento suportado na sua essência por um contrato de exploração de direitos televisivos - ainda aquém do real valor - que tem sido o garante de uma equipa modesta e da amortização gradual de um passivo monstruoso.

Esta gestão hercúlea de tamanha exigibilidade credora e desportiva em simultâneo é mérito do atual corpo dirigente axadrezado. Passo a passo, diminui o passivo do clube e SAD e melhoram os resultados desportivos. O valor dos ativos desportivos tem também vindo a crescer consideravelmente e sustentará certamente uma amortização mais célere e realista do passivo.

A fórmula tem sido simples: total contenção financeira e melhoria da qualidade do plantel de ano para ano à medida que o clube vai crescendo e se torna mais atractivo para os jogadores representarem. A única falha a apontar até agora tem sido na minha opinião a incapacidade do clube em conseguir realizar mais-valias com os seus activos ou de reter valiosos jogadores (p.e.: Ruben Ribeiro/ Afonso Figueiredo, entre outros..).

No entanto, exemplos como o da renovação do empréstimo de Vagner ou do regresso de Tahar, levam-me a confiar num futuro negocial mais incisivo, a começar já por Yusupha.

A UEFA é um não assunto esta temporada, uma vez que apenas o quarto lugar terá acesso pela via do campeonato, mas que é bom sinal andar lá por perto é.

Dias felizes vivem-se no Bessa. Boa semana a todos!



Comentários (3)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
IS
União entre adeptos e equipa
2018-02-16 12h35m por Isentoqb
Um verdadeiro adepto de futebol é aquele que vai ao Estádio e que está com a equipa nas vitórias e nas derrotas. A cumplicidade que se vê no Boavista não tem paralelo no futebol nacional, de que é exemplo na derrota em Vila das Aves e o comunhão entre os adeptos e a equipa no final do jogo. Existem outros casos de bons exemplos, como o caso do Guimarães, mas onde se cometem exageros como a invasão por um grupo no campo de treinos dos jogadores. O Braga é outro daqueles bons exemplos que va...ler comentário completo »
Boavistão
2018-02-16 00h10m por rocky
Eu sou Boavisteiro e leitor assíduo desta crónica e gostaria de poder felicitar tanto o ZeroZero pela iniciativa, como o José Pedro Pais pelas opiniões semanais que demonstra. É bastante interessante poder ler artigos e opinião do nosso clube (como acontece com os chamados 3 grandes), pois é com a "discussão" de opiniões que o clube fica cada vez à sua imagem. O Boavista é efectivamente o 4ª grande maior de Portugal, contrariamente à injustiça que se que culminou com essa fatídica descida ...ler comentário completo »
FA
O 5o lugar
2018-02-12 21h10m por falcom4ever
Também pode potencialmente dar acesso à Europa caso o Porto ou o Sporting vence a taça de Portugal.

Portanto o sonho europeu é real.
OPINIÕES DO MESMO AUTOR
Terminaram os jogos em do Boavista em 2017. Terminaram com um sabor doce, melhor do que qualquer aletria ou rabanada típica desta época, com uma vitória por 2-1 sobre o ...
21-12-2017 18:13E3
Os 15 clubes (G15) que participam na Primeira Divisão, para além dos ditos «três grandes», reuniram-se hoje numa unidade hoteleira no Porto a fim de concertarem ...
21-11-2017 22:32E12
O Boavista FC e o FC Porto defrontaram-se este sábado, no Estádio do Bessa, naquele que é chamado de «derby da Invicta».  Quem gosta de futebol sabe que ...
03-11-2017 16:16
Opinião
Poente B2
José Pedro Fernandes
A preto e branco
Luís Cirilo Carvalho
Futebol Total
Nelson Diogo Duarte
Poente B2
José Pedro Fernandes
O Caldeirão
Rodrigo Correia
A preto e branco
Luís Cirilo Carvalho